Anúncios
Ir para conteúdo

[Estratégia]
Campinas antecipa feriados para frear contágio do novo coronavírus

Superfolga de cinco dias seguidos começa a partir deste sábado e vai até a próxima quarta-feira; região metropolitana registra mais 132 casos

22 mai 2020 – 04h09
Governo estadual estima que o estado precisará de cerca de 5,5 mil leitos de UTI (Foto: Divulgação)

Campinas vai ter a partir deste sábado (23) uma superfolga de cinco dias seguidos para que mais pessoas fiquem em casa, aumente o índice de isolamento social e seja possível controlar o avanço da disseminação do novo coronavírus diminuindo o contágio. Nesta quinta-feira (21), a cidade registrou mais 57 casos confirmados da Covid-19, totalizando 1.072. O número de óbitos se manteve em 44.

Para criar a folga prolongada, Campinas antecipou os feriados municipais do dia 11 de junho (Corpus Christi) e do dia 20 de novembro (Consciência Negra), para terça e quarta-feira da próxima semana, dias 26 e 27, e conta com a antecipação para segunda-feira (25) do feriado estadual de 9 de julho, da Revolução Constitucionalista de 1932, que não teve sua votação concluída na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), na madrugada desta sexta-feira (22).

A estratégia adotada em Campinas é a mesma implementada na Capital paulista. Mas, lá, o prefeito Bruno Covas (PSDB) criou com as antecipações dos mesmos feriados, mas a partir de quarta-feira (20), e com a decretação de ponto facultativo nesta sexta-feira, um megaferiado de seis dias. Cidades da Grande São Paulo acompanharam parcialmente a medida.

Mapa do bloco de 20 cidades que formam a Região Metropolitana de Campinas – RMC (Foto: Reprodução)

“Esses feriados são a tentativa de quebrar a transmissão do vírus. A medida será refletida mais para frente, daqui a cerca de 10 dias. É fundamental que toda a população contribua, que cada um faça a sua parte, que fique em casa”, explicou o secretário municipal de Saúde, Carmino de Souza.

A Prefeitura de Paulínia descartou na última terça-feira (19) a antecipação de feriados municipais para aumentar o isolamento social na cidade, apesar de registrar nesta quarta-feira (20) o nível de adesão mais baixo desde o início da quarentena (43%). O satisfatório é de 55% e o ideal, 70%. Mas, se concluída a votação e a aprovação da antecipação do feriado estadual de 9 de Julho, o município será obrigado a seguir a determinação do governo do estado e terá uma folga de três dias seguidos: sábado, domingo e segunda-feira.

A Região Metropolitana de Campinas (RMC) registrou mais duas mortes pela Covid-19 nesta quinta-feira, totalizando 99. Os novos óbitos, de dois homens, aconteceram em Indaiatuba, que soma 16: Uma das vítimas, de 71 anos, morreu nesta quinta e possuía histórico de hipertensão, diabetes e doença crônica renal; a segunda, de 76 anos, veio a óbito no último dia 6. Ele tinha neoplasia no esôfago.

Além das mortes, a RMC registrou mais 132 pacientes confirmados com a Covid-19 nesta quinta-feira. Agora, as 20 cidades que compõem o bloco regional totalizam 2.220 casos. Desses, 1.571 pessoas já foram curadas. Todos os municípios têm moradores com exames positivos para o novo coronavírus e 12 deles, ao menos, uma morte pela doença, que é o caso de Paulínia.

Com o registro de mais 195 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, o estado de São Paulo tem nesta quinta-feira 5.558 óbitos de vítimas da doença provocada pelo novo coronavírus. O estado possui 73.739 casos confirmados da doença e registra também a recuperação de 14.669 pacientes.

Há mais de 10 mil pacientes internados por suspeita ou confirmação da doença, sendo 4.224 em unidades de terapia intensiva (UTIs) e 6.467 em enfermarias nesta quinta-feira. A taxa de ocupação de leitos de UTIs no estado é de 73% e, na Grande São Paulo, de 89,6%.

A cidade de São Paulo ganhou quarta-feira (20) mais um hospital de campanha, instalado na AME Barradas, na comunidade de Heliópolis. Assim como o hospital instalado no Ginásio do Ibirapuera, a unidade de Heliópolis será administrada pelo governo estadual. Segundo o governador João Doria (PSDB), esse hospital começou a funcionar nesta quinta-feira com 200 leitos, dos quais 24 de UTI.

Com essas duas unidades e mais os hospitais de campanha do Anhembi e do Estádio do Pacaembu, sob administração da Prefeitura de São Paulo, a Capital conta agora com 2.468 leitos para atendimento exclusivo aos infectados pelo novo coronavírus. Criados para atender pacientes com coronavírus em situação de baixa ou média complexidade, os hospitais de campanha têm portas fechadas: os pacientes só chegam a eles transferidos de outras unidades.

Doria disse nesta quinta-feira que o Ministério da Saúde vai atender as solicitações do governo paulista e destinar 600 respiradores ao estado, além de habilitar 1,8 mil leitos. Segundo o diretor do Instituto Butantan e coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, Dimas Covas, se esses leitos forem habilitados pelo Ministério da Saúde, haverá um acréscimo de 45% no número de unidades no estado.

“Neste momento, agregar mais 1,8 mil leitos homologados e mais 600 respiradores, que deverão estar entregues e instalados até o final da semana que vem, fornecidos pelo Ministério da Saúde, nos ajuda, e ajuda bastante. Mas talvez não seja definitivo dadas as circunstâncias, já que temos um tempo longo pela frente nesta guerra pelo coronavírus”, acrescentou Doria.

De acordo com o secretário de governo, Rodrigo Garcia, o Centro de Contingência do Coronavírus de São Paulo estima que o estado vá precisar de cerca de 5,5 mil leitos de UTI para o tratamento da Covid-19.  “Abrimos 1.881 leitos de UTI. Novos respiradores estão chegando todos os dias”, detalhou.

Segundo Garcia, que é também vice-governador de São Paulo, trata-se de um esforço para alcançar o número colocado pelo Centro de Contingência para que ninguém que precise de atendimento em São Paulo deixe de ser atendido.

“Mas não se pode fazer isso 100% antecipado porque um leito credenciado funciona e custa, com ou sem paciente. Então, também há uma preocupação, um zelo, com o dinheiro público. Estamos ampliando leitos de acordo com a demanda, mas o número que estamos perseguindo é 5,5 mil novos leitos no estado para enfrentar a pandemia”, acrescentou Garcia.

O Brasil superou mais uma vez o número de mortes registradas em um dia, atingiu 1.188 nesta quinta-feira. Com este acréscimo, o total chegou a 20.047. O resultado representou um aumento de 6,2% em relação à quarta-feira, quando foram contabilizados 18.859 mil falecimentos pela Covid-19.

O País passou da casa dos 300 mil casos confirmados do novo coronavírus, de acordo com o balanço do Ministério da Saúde divulgado nesta quimta-feira. Foram registrados 18.508 novas pessoas infectadas pela Covid-19, totalizando 310.087. O resultado marcou um acréscimo de 6,3% em relação a quarta-feira, quando o número de pessoas infectadas estava em 291.579.

Do total de casos confirmados, 164.080 (53%) estão em acompanhamento e 125.960 (40,6%) foram recuperados. Há ainda 3.534 óbitos em investigação. São Paulo se mantém como epicentro da pandemia no País, concentrando o maior número de falecimentos (5.558). O estado é seguido pelo Rio de Janeiro (3.412), Ceará (2.161), Pernambuco (1.925) e Pará (1.852).

Em entrevista diária do Ministério da Saúde, nesta quinta-feira, o diretor do Departamento de Análise em Saúde e Vigilância de Doenças Não Transmissíveis, Eduardo Macário, apresentou gráficos que mostram o avanço da Covid-19 no Brasil. A doença, que já infectou mais de 310 mil brasileiros, está presente em 62.6% dos municípios brasileiros, sendo que 24,3% registraram óbitos em decorrência do novo coronavírus.

Até o momento, foram 46.438 hospitalizações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) com a Covid-19, 1.836 por Influenza, 2.272 por outros vírus respiratórios, 54.295 por SRAG não especificada e 50.589 ainda em investigação. Sobre o perfil dos mortos pela Covid-19, 69% tinham mais de 60 anos; e 63% apresentava algum fator de risco, sendo os mais comuns doenças do coração, diabetes, doenças renais, doenças neurológicas e pneumopatias.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.