Ir para conteúdo

[Paulínia]
Total de infectados com a Covid-19 cresce 57% em uma semana

Cidade tinha 42 moradores com testes positivos para o novo coronavírus no último dia 9; depois de sete dias, são 66 – 24 pessoas a mais

16 mai 2020 – 21h04
Médico analisa radiografia de paciente com suspeita da Covid-19, em hospital de São Paulo (Foto: Divulgação)

Paulínia registrou um crescimento de 57% no total de infectados com a Covid-19 em uma semana. No último dia 9, a cidade contava com 42 moradores testados positivos para a doença respiratória. Em sete dias, esse número saltou para 66 – ou 24 casos a mais do novo coronavírus no município.

De acordo com as informações divulgadas nos boletins epidemiológicos diários do Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus, o número de casos curados também aumentou na mesma proporção em Paulínia no período dos últimos sete dias: no dia 9 passado, era 23; uma semana depois, chegou a 35 – crescimento também de 57%.

O número de internações em leitos reservados a Covid-19 teve alta de 40% em sete dias no Hospital Municipal “Vereador Antônio Orlando Navarro”. No dia 9, o total era cinco. Até as 15h30 deste sábado, sete: seis suspeitos (dois na Unidade de Terapia Intensiva – UTI, um na Unidade Respiratória e três na Enfermaria Respiratória); e um positivo (na Enfermaria Respiratória).

O nível de isolamento social praticamente se manteve o mesmo de uma semana atrás. O Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP), do governo de São Paulo, mostrou que Paulínia registrou índice de 45% nesta sexta-feira (15). Dez pontos percentuais a menos do patamar considerado pela Secretaria de Estado da Saúde satisfatório (55%) e 25, do ideal (70%)  para reduzir a velocidade de transmissão da Covid-19. No dia 9, ficou em 46%.

Depois de registrar 11 infectados em um só dia, o boletim epidemiológico deste sábado não trouxe outros casos confirmados do novo coronavírus nem de curados em Paulínia. Em relação ao de sexta-feira, houve redução de uma internação no hospital municipal (de oito para sete), aumento de suspeitos (de 156 para 162) e de exames descartados (de 202 para 203). A cidade segue com uma morte confirmada e outra em investigação.

Na Região Metropolitana de Campinas (RMC), a Prefeitura de Campinas divulgou neste sábado mais duas mortes em razão da Covid-19, totalizando 36 óbitos na cidade. Ambas são de mulheres: uma de 36 anos, que tinha comorbidades e faleceu na última quinta-feira (14), em hospital privado; e outra de 74 anos, com doenças prévias, que morreu nesta sexta em hospital público. O bloco regional de 20 municípios tem 84 óbitos pelo novo coronavírus.

Em apenas 48 horas, foi registrada a morte de mais uma criança da Capital paulista vítima do novo coronavírus. Ela tinha apenas três anos e é a sexta vítima infantil no estado, a terceira nesta semana. Até este sábado, 4.688 pessoas morreram com a Covid-19 em São Paulo. Nas últimas 24 horas, foram 2.936 novos casos e 187 óbitos.

Outras cinco crianças faleceram com a doença em menos de um mês. A primeira e a segunda foram da Capital e tinham 7 meses e um ano de idade. A terceira era de Penápolis, com 9 anos. Nesta semana, foram mais duas: uma de 4 anos, de Francisco Morato, e um bebê de um ano, da cidade de São Paulo.

Neste sábado, também foram confirmados 61.183 casos, com pelo menos uma pessoa infectada em 461 cidades. Já os registros de vítimas fatais estão em 212 municípios.

Passa de 10,1 mil o número de pessoas internadas em São Paulo, suspeitas ou confirmadas, sendo 3.922 em UTI e 6.231 em enfermaria. A taxa de ocupação dos leitos de UTI reservados para atendimento a Covid-19 é de 68,5% no estado de São Paulo e 83,9% na Grande São Paulo.

Entre as vítimas fatais, estão 2.779 homens e 1.909 mulheres. Os óbitos continuam concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 72,9% das mortes. Os principais fatores de risco associados à mortalidade são cardiopatia (58,6% dos óbitos), diabetes mellitus (43,7%), doença neurológica (11,4%), doença renal (10,8%) e pneumopatia (9,7%).

O Brasil registrou 816 novas mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 15.633. Até sexta-feira, eram 14.817 mortes notificadas. A letalidade (número de mortes pela quantidade de casos confirmados) da doença no País está em 6,7%.

De acordo com o boletim diário do Ministério da Saúde, o Brasil teve 14.919 novos casos confirmados e chegou ao total de 233.142. Até esta sexta-feira, eram 218.223 infectados. Do total de casos confirmados, 127.837 (54,8%) estão em acompanhamento e 89.672 (38,5%) foram recuperados. Há ainda 2.304 mortes em investigação.

São Paulo se mantém como epicentro da pandemia no País, concentrando o maior número de mortes (4.688). O estado é seguido pelo Rio de Janeiro (2.614), Ceará (1.614), Pernambuco (1.461) e Amazonas (1.375).

Além disso, foram registradas mortes no Pará (1.199), Maranhão (524), na Bahia (286), no Espírito Santo (271), em Alagoas (199), na Paraíba (183), em Minas Gerais (150), no Rio Grande do Norte (136), Rio Grande do Sul (132), Paraná (123), Amapá (108), em Santa Catarina (81), Goiás (69), Rondônia (69), no Piauí (65), Acre (59), Distrito Federal (56), em Sergipe (53), Roraima (49), Mato Grosso (27), no Tocantins (27) e em Mato Grosso do Sul (15).

Em número de casos confirmados, o ranking tem São Paulo (61.183), Ceará (23.795), Rio de Janeiro (21.601), Amazonas (19.677) e Pernambuco (18.488). Entre as unidades da Federação com mais pessoas infectadas estão ainda o Pará (13.184), Maranhão (11.592), a Bahia (8.314), o Espírito Santo (6.595) e Santa Catarina (4.678).

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.