Anúncios
Ir para conteúdo

[Covid-19]
Prefeito publica decreto que estende o isolamento social em Paulínia

Anúncio

Medida acompanha determinação do governo de São Paulo e tem como objetivo diminuir a velocidade da transmissão do novo coronavírus

12 mai 2020 – 13h02
À direita, a Avenida 9 de julho; ao centro, a Igreja Matriz; e ao fundo, o Parque Ecológico (Foto: RT Imagens)

Oprefeito Du Cazellato (PL) estendeu a quarentena em Paulínia por meio de decreto publicado na edição extra desta segunda-feira (11) do Semanário Oficial do Município. A medida acompanha a decisão tomada na sexta-feira passada pelo governador João Doria (PSDB), que prorrogou até o próximo dia 31 de maio o isolamento social nos 645 municípios do estado de São Paulo como forma de conter a velocidade da disseminação da pandemia da Covid-19, doença respiratória causada pelo novo coronavírus.

De acordo com o decreto de Du Cazellato, o funcionamento dos serviços essenciais relacionados ao decreto estadual fica condicionado à implementação de medidas de segurança sanitária e de atendimento individualizado ou com limitação de clientes, para evitar aglomeração de pessoas. Também deverão disponibilizar itens de higienização e de desinfecção, como álcool em gel, pias ou lavatórios.

Levantamento da Secretaria da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo aponta que há 80 atividades em funcionamento e que 74% dos estabelecimentos mantêm as inscrições estaduais ativas. Setores como agronegócios e construção civil estão liberados a funcionar, assim como o comércio e serviços considerados essenciais. Veja quem está autorizado a abrir durante a quarentena nos 645 municípios paulistas:

  • Saúde: hospitais, clínicas, farmácias, clínicas odontológicas, lavanderias e estabelecimentos de saúde animal;
  • Alimentação: supermercados, hipermercados, açougues e padarias, lojas de suplemento, feiras livres. É vedado o consumo no local;
  • Bares, lanchonetes e restaurantes: permitido serviços de entrega (delivery) e que permitem a compra sem sair do carro (drive thru). Válido também para estabelecimentos em postos de combustíveis;
  • Abastecimento: cadeia de abastecimento e logística, produção agropecuária e agroindústria, transportadoras, armazéns, postos de combustíveis e lojas de materiais de construção;
  • Logística: estabelecimentos e empresas de locação de veículos, oficinas de veículos automotores, transporte público coletivo, táxis, aplicativos de transporte, serviços de entrega e estacionamentos;
  • Serviços gerais: lavanderias, serviços de limpeza, hotéis, manutenção e zeladoria, serviços bancários (incluindo lotéricas), serviços de call center, assistência técnica de produtos eletroeletrônicos e bancas de jornais;
  • Segurança: serviços de segurança pública e privada;
  • Comunicação social: meios de comunicação social, inclusive eletrônica, executada por empresas jornalísticas e de radiodifusão sonora e de sons e imagens;
  • Construção civil, agronegócios e indústria: sem restrições.

Na noite desta segunda-feira, o presidente Jair Bolsonaro publicou um decreto para incluir academias de ginástica, cabeleireiros, barbearias e salões de beleza como atividades essenciais durante a pandemia. Mas decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) permite que estados e municípios adotem as medidas que acharem necessárias para combater a Covid-19, como isolamento social, fechamento do comércio e outras restrições, sem aval do governo federal.

Pelo decreto de Du Cazellato, ficam prorrogadas até a data de 25 de maio de 2020 as medidas de quarentena impostas pelo Decreto Municipal nº 7.774/2020 e no Decreto Estadual nº 64.881/2020. “Iremos avaliar o cenário no dia 25”, informou a assessoria de imprensa da Prefeitura. “Se estabilizar (o número de contágio) poderemos flexibilizar (o isolamento social na cidade)”.

Nesta segunda-feira, Paulínia registrou o maior número de casos confirmados em um só dia de moradores infectados pela Covid-19. Em um período de 24 horas, foram sete: de 42 para 49 pacientes com exames positivos para o novo coronavírus. O município tinha até as 15h30 daquele dia uma morte confirmada, outra em investigação, seis internações no hospital municipal em decorrência da doença e apurava outras 143 notificações de contágio.

Conforme o decreto do prefeito, ficam mantidas a suspensão das aulas da rede pública de ensino e a recomendação de suspensão das aulas da rede privada de ensino no Município; e prorrogadas as medidas de obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção facial em Paulínia.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.