Ir para conteúdo

[Contágio]
Paulínia confirma mais um caso da Covid-19; total agora chega a 42

Número de internações de suspeitos com a doença no hospital municipal sobe para cinco, segundo boletim epidemiológico deste sábado

9 mai 2020 – 18h36
Quantidade de leitos de UTI e enfermaria ocupados na Grande São Paulo preocupa (Foto: Divulgação)

Paulínia registrou neste sábado (9) mais um caso confirmado da Covid-19, doença respiratória provocada pelo novo coronavírus. Com isso, a cidade totaliza 42 moradores que já testaram positivo para a doença. Há uma semana, no dia 2, o município tinha 24 pessoas infectadas. O aumento do contágio em sete dias foi de 75% no município.

As internações decorrentes do novo coronavírus também cresceram no Hospital Municipal “Vereador Antônio Orlando Navarro”. Até as 15h30 deste sábado, conforme o boletim diário do Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus, são cinco pacientes suspeitos com a Covid-19: um na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e quatro na Enfermaria Respiratória.

Na sexta-feira (8), o hospital municipal abrigava quatro casos suspeitos da doença: um na UTI e três na Enfermaria Respiratória. No último dia 2, há uma semana, eram dois – um na UTI e outro na Enfermaria Respiratória. O total de pessoas que são acompanhadas pela Secretaria Municipal de Saúde e pelo comitê por suspeita de ter contraído o novo coronavírus atingiu neste sábado a quantidade de 145, contra 146 de sexta-feira e 79 do sábado passado.

Os exames descartados também cresceram em uma semana: de 147 no dia 2 para 173 até as 15h30 deste sábado, um a mais em relação à sexta-feira. O número de curados da Covid-19 em Paulínia aumentou de 14 para 23 em sete dias: alta de 65%, de acordo com o boletim epidemiológico deste sábado. O número de testes rápidos aplicados pela Secretaria Municipal de Saúde mais que dobrou em sete dias: de 22 foi para 49.

A taxa de isolamento social em Paulínia, medida pelo Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP), do governo de São Paulo, caiu nesta sexta-feira para o mais baixo nível desde o início da quarentena: 45%. O resultado é 25 pontos percentuais abaixo do considerado ideal (70%) pela Secretaria de Estado da Saúde para conter a velocidade de transmissão da Covid-19. Esse índice também fica fora da faixa satisfatória (entre 50% e 60%).

Neste sábado, o estado de São Paulo registra 3.608 mortes pelo novo coronavírus, com 192 desde sexta-feira. A cada dez vítimas fatais, quatro residiam em municípios do Interior, Litoral e Grande São Paulo. A proporção é a mesma com relação ao número de infectados, que totaliza 44.411 pessoas em todo o estado.

Das 645 cidades de SP, 409 já têm pelo menos um caso confirmado da Covid-19, e um ou mais óbitos ocorreram em 176 municípios. Cerca de 500 internações ocorreram nas últimas 24 horas. Neste sábado, são mais de 9,5 mil pacientes internados em SP, sendo 3.794 em UTI e 5.734 em enfermaria. A taxa de ocupação dos leitos de UTI reservados para atendimento a Covid-19 é de 68,4% no Estado de São Paulo e 87,2% na Grande São Paulo.

Entre as vítimas fatais, estão 2.120 homens e 1.488 mulheres. Os óbitos continuam concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 73,3% das mortes. Os principais fatores de risco associados à mortalidade são cardiopatia (58,9% dos óbitos), diabetes mellitus (44%), doença neurológica (11,4%), doença renal (11,1%) e pneumopatia (10,1%).

O Brasil registrou mais 10.611 casos confirmados da Covid-19, passando dos 145.328 divulgados sexta-feira para 155.939, segundo atualização divulgada neste sábado pelo Ministério da Saúde. O número de óbitos está em 10.627. São 730 a mais do que as 9.897 registradas sexta. A taxa de letalidade se manteve em 6,8%.

Ainda segundo o levantamento, há  61.685 pessoas recuperadas (39,6%) e 83.627 pessoas sob acompanhamento (53,6% do total). Do total de óbitos acrescidos ao levantamento apresentado neste sábado, 234 foram datados dos últimos três dias. Há ainda um total de 1.880 óbitos sendo investigados, podendo ter ou não relação com a Covid-19.

A região que apresenta maior número de casos é a Sudeste (68.875 casos), seguida da Região Nordeste (49.356); Norte (25.565); Sul (7.650); e Centro-Oeste (4.493 casos). São Paulo se mantém como epicentro da pandemia no País, concentrando o maior número de falecimentos (3.608). O estado é seguido pelo Rio de Janeiro (1.653), Ceará (1.062), Pernambuco (972) e Amazonas (962).

Além disso, foram registradas mortes no Pará (578), Maranhão (355), Bahia (196), Espírito Santo (172), Minas Gerais (118), Paraíba (124), Alagoas (114), Paraná (107), Rio Grande do Sul (95), Rio Grande do Norte (87), Santa Catarina (64), Amapá (69), Goiás (47), Rondônia (41), Acre (39), Piauí (38), Distrito Federal (39), Sergipe (33), Roraima (18), Mato Grosso (16), Mato Grosso do Sul (11), e Tocantins (9).

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.