Ir para conteúdo

[Evolução]
Paulínia confirma mais três pacientes com Covid-19; total chega a 24

Surgimento de novos casos positivos da doença no município foi anunciado pelo Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus

1º mai 2020 – 9h22
Até quinta-feira, havia 8,6 mil pessoas internadas em hospitais do estado de São Paulo (Foto:Divulgação)

Onúmero de moradores de Paulínia infectados com a Covid-19 subiu para 24 nesta sexta-feira (1º). Conforme o boletim epidemiológico diário do Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus, surgiram mais três casos da doença nas últimas 24 horas. Há uma semana, eram 14 – um crescimento de 50%.

Esta foi a primeira vez desde o início da divulgação dos boletins diários que o comitê confirma três casos no município de uma só vez. Enquanto os casos positivos avançam no Brasil e no estado, a adesão dos paulinenses à quarentena diminui dia a dia. Na quinta-feira (30), a cidade registou o menor nível do isolamento social: 46%.

Conforme a Secretaria de Estado da Saúde, 70% é o índice ideal de isolamento social para diminuir a velocidade da transmissão do novo coronavírus e, assim, evitar o colapso do sistema de Saúde. Nos dias úteis, Paulínia praticamente não consegue superar 50%. Nesta quinta-feira, ficou 24 pontos percentuais abaixo do preconizado.

Paulínia tinha até as 15h30 desta sexta-feira, dois pacientes suspeitos da Covid-19 internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Municipal “Vereador Antônio Orlando Navarro”. A cidade segue com 144 exames negativos para a doença, 14 curados e um óbito confirmado. Os casos suspeitos subiram de 76 para 78.

Além de Paulínia, cidades como Sumaré (+1), Jaguariúna (+1) e Hortolândia (+7) registraram mais casos confirmados do novo coronavírus nesta sexta-feira na Região Metropolitana de Campinas (RMC). Doze dos 20 municípios que compõem o bloco regional já totalizam 49 mortes pela doença.

O estado de São Paulo começa o mês de maio com 2.511 mortes referentes ao novo coronavírus. Balanço deste dia 1º indica quase seis óbitos confirmados por hora, desde quinta-feira. A mortalidade já é verificada em aproximadamente um quarto dos municípios de SP. Entre as 645 cidades, 151 têm uma ou mais vítimas fatais da Covid-19.

Do total de pessoas que faleceram com diagnóstico da doença, 36% residia em cidades do Interior, Litoral e Grande São Paulo, que totalizam 904 óbitos. Os casos ultrapassaram a marca dos 30 mil. Os dados desta sexta-feira somam 30.374 pessoas infectadas pelo vírus, em 329 cidades, o que equivale a 51% de todos os municípios de SP.

Até quinta-feira, havia 8,6 mil pessoas internadas em hospitais de SP, sendo 3.305 pacientes em UTI e 5.295 em enfermaria. Especificamente em UTI, as taxas de ocupação eram de 69,3% no Estado de São Paulo e 89,1% na Grande São Paulo.

Entre as vítimas fatais, estão 1.470 homens e 1.041 mulheres. Os óbitos continuam concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 73,6% das mortes. Os principais fatores de risco associados à mortalidade são cardiopatia (60,5% dos óbitos), diabetes mellitus (43,9%), doença renal (11,9%), doença neurológica (11,3%) e pneumopatia (10,9%).

O Brasil chegou nesta sexta-feira a 91.589 pessoas infectadas pela Covid-19. Em 24 horas, foram registrados no País 6.209 casos, um aumento de 7% em relação ao total de notificações de quinta-feira (30), quando 85.380 pessoas testaram positivo para o vírus. O número de recuperados é de 38.039, o que corresponde a 41,5% do total de infectados.

De acordo com a atualização do Ministério da Saúde divulgada nesta sexta-feira, o total de mortes subiu para 6.329. De quinta para sexta-feira, foram registrados 428 novos óbitos, um aumento de 7% em relação à quinta-feira, quando foram contabilizados 5.901 falecimentos.

São Paulo se mantém como o epicentro da pandemia no País, com 30.374 casos. O estado também concentra o maior número de falecimentos (2.511). Em seguida vem o Rio de Janeiro, com 10.166 casos e 921 óbitos. Com 7.334 casos, Pernambuco aparece em terceiro no número de óbitos, com 603. O Ceará tem 7.879 casos e 505 mortes e o Amazonas registra 5.723 caos e 476 óbitos.

Também foram registradas mortes no Pará (235), Maranhão (204), Bahia (117), Espírito Santo (96), Paraná (89), Minas Gerais (88), Paraíba (67), Rio Grande do Sul (58), Rio Grande do Sul (56), Alagoas (53), Santa Catarina (48), Amapá (37), Distrito Federal (30), Goiás (29), Piauí (24), Acre (19), Rondônia (18), Sergipe (14), Mato Grosso (11), Mato Grosso do Sul (9), Roraima (8) e Tocantins (3).

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.