Anúncios
Ir para conteúdo

[Paulínia]
Aumenta para 21 o número de pacientes confirmados com Covid-19

Boletim do Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus trouxe mais dois moradores da cidade com exames positivos para a doença

30 abr 2020 – 19h20
Taxa de ocupação dos leitos de UTI reservados para atendimento a Covid-19 é de 89,1% na Grande SP (Foto: Divulgação)

Subiu para 21 o número de pacientes com a Covid-19 em Paulínia nesta quinta-feira (30). O boletim epidemiológico diário do Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus trouxe, até as 15h30, mais dois casos confirmados da doença na cidade. É o sexto no município no período de apenas cinco dias.

Uma das novas confirmações desta quinta-feira aconteceu por meio de teste rápido. A Prefeitura de Paulínia comprou 20 mil e começou também a aplicá-los nas 10 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) em pessoas no 9º dia com sintomas gripais. Até agora 21 deles foram utilizados – três positivos para a doença e 19 negativos.

Dois pacientes suspeitos da Covid-19 continuam internados no Hospital Municipal de Paulínia “Vereador Antônio Orlando Navarro”, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O total de curados segue 14. Os números de casos investigados da doença e de descartados subiram de 68 para 76 e de 137 para 144, respectivamente, nas últimas 24 horas. Paulínia tem um óbito em decorrência da doença confirmado. Nenhum outro é apurado.

O índice de isolamento social de Paulínia seguiu nesta quarta-feira em 47%, ou 23 pontos percentuais abaixo do preconizado ideal pela Secretaria de Estado da Saúde (70%) para reduzir a velocidade de transmissão do novo coronavírus. O governo do estado avisou que vai levar em conta a taxa de adesão à quarentena para determinar por região a abertura gradual de comércios e serviços.

Campinas chegou nesta quinta a 20 mortes pela Covid-19. Foram mais três óbitos: um homem de 83 anos, com comorbidades, que faleceu no dia 27 de abril, em hospital público; um homem de 69 anos, com comorbidades, que morreu no dia 5 de abril, em hospital público; e um homem de 58 anos, sem comorbidades, que entrou em óbito no dia 25 de abril, em hospital particular.

Sumaré também registrou a segunda morte pela Covid-19 nesta quinta-feira: uma mulher de 69 anos. A cidade ainda verificou mais três casos confirmados da doença e descartou outras três mortes suspeitas. Com as quatro mortes desta quinta-feira, o total de óbitos em 12 dos 20 municípios da Região Metropolitana (RMC) aumentou para 49.

O estado de São Paulo termina abril com 2.375 mortes relacionadas ao novo coronavírus, um aumento de 1.345% em comparação ao dado do 1º dia do mês, quando havia 164 óbitos. O aumento foi mais severo no Interior, Litoral e Grande São Paulo: o número de vítimas fatais cresceu 42 vezes, saltando de 20 para 853. No dia 1º, apenas 16 cidades no entorno da Capital tinham óbitos; nesta quinta, são 147 municípios, quase um quarto do total do Estado.

No decorrer deste mês, o número de mortes também evoluiu cerca de dez vezes na Capital, passando de 114 para 1.522. A Covid-19 avançou pelas regiões paulistas, alcançando metade das cidades de São Paulo. Em 1º de abril, eram 77 municípios, totalizando 2.981 pessoas infectadas. Naquele momento, a Capital concentrava oito a cada 10 casos (2.418 contra 563). Agora, a proporção já é de seis a cada 10.

Nesta quinta-feira, SP registra 28.698 casos confirmados, em 323 cidades (18.149 em São Paulo e 10.549 nas demais regiões). Há 8,6 mil pessoas internadas em hospitais de São Paulo, sendo 3.305 pacientes em UTI e 5.295 em enfermaria. A taxa de ocupação dos leitos de UTI reservados para atendimento a Covid-19 segue em crescimento. Já é de 69,3% no estado de São Paulo e 89,1% na Grande São Paulo.

Entre as vítimas fatais, estão 1.390 homens e 985 mulheres. Os óbitos continuam concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 73,2% das mortes. Os principais fatores de risco associados à mortalidade são cardiopatia (60,2% dos óbitos), diabetes mellitus (44%), doença renal (11,7%), doença neurológica (11,2%) e pneumopatia (11,1%).

O Brasil chegou a 85.380 pessoas infectadas pela Covid-19 nesta quinta-feira. O País registrou recorde de novos casos, em 24 horas, com a adição de 7.218 infectados às estatísticas, um aumento de 9% em comparação à quarta-feira, quando foram verificadas 78.662 mil pessoas nessa condição.

Segundo atualização do Ministério da Saúde divulgada nesta quinta-feira, o total de mortes subiu para 5.901. De quarta para quinta-feira, foram registrados 435 novos óbitos, um aumento de 8% em relação à quarta-feira, quando foram contabilizados 5.466 falecimentos. A letalidade ficou em 6,9%.

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, do total de casos confirmados, 43.544 estão em acompanhamento (51%) e 35.935 (42%) foram recuperados, deixando de apresentar os sintomas da doença. Ainda são investigadas 1.539 mortes. São Paulo é epicentro da pandemia no País, concentrando o maior número de falecimentos (2.375). O estado é seguido pelo Rio de Janeiro (854), Pernambuco (565), Ceará (482) e Amazonas (425).

Além disso, foram registradas mortes no Pará (208), Maranhão (184), Bahia (104), Paraná (83), Espírito Santo (83), Minas Gerais (82), Paraíba (62), Rio Grande do Norte (56), Rio Grande do Sul (51), Santa Catarina (46), Alagoas (47), Amapá (34), Distrito Federal (30), Goiás (29), Piauí (24), Acre (16), Sergipe (12), Rondônia (16), Mato Grosso (11), Mato Grosso do Sul (9), Roraima (7) e Tocantins (3).

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.