Anúncios
Ir para conteúdo

[Avanço]
Pelo terceiro dia seguido Paulínia tem caso confirmado da Covid-19

Número de moradores que testaram positivo para o novo coronavírus soma 19 na cidade; mais um paciente se curou da doença

29 abr 2020 – 21h19
Pacientes aguardam resultados de exames enviados ao Instituto Adolfo Lutz (Foto: Divulgação)

Paulínia registrou caso positivo da Covid-19 pelo terceiro dia seguido, conforme boletim epidemiológico até as 15h30 desta quarta-feira (29). Esta é a primeira vez que o município verifica essa sequência de confirmações de exames positivos para o novo coronavírus. Foram quatro em quatro dias.

As notícias boas do boletim diário do Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus foram a cura de mais um paciente – agora, já são 14 que venceram a doença em Paulínia (sete com alta hospitalar e sete por meio do isolamento domiciliar); e a redução de três para dois leitos do Hospital Municipal de Paulínia “Vereador Antônio Orlando Navarro” ocupados com casos suspeito do novo coronavírus.

O número de testes rápidos aplicados em Paulínia subiu nos últimos dois dias de 17 para 20. Todos esses três descartaram os casos suspeitos verificados. As confirmações têm sido feitas por meio de exames de swab (de secreção nasal e bucal) realizados no Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo. Agora, 68 pacientes aguardam resultados (terça-feira eram 70).

Paulínia tem até este último boletim uma morte registrada pela Covid-19 e outras seis descartadas. O total de moradores que testaram negativo para o novo coronavírus subiu nas últimas 24 horas de 134 para 137. Mas o isolamento social na quarentena voltou a cair no município. Nesta terça-feira atingiu o menor índice até aqui registrado na cidade: 47%. O ideal é 70% para reduzir a velocidade de transmissão do vírus, segundo o governo estadual.

A Região Metropolitana de Campinas (RMC) teve mais três mortes pelo novo coronavírus nesta quarta-feira, elevando para 45 óbitos em 12 das 20 cidades que compõem o bloco regional. Os falecimentos aconteceram em Campinas, que, pela primeira vez, registrou morte de uma pessoa com menos de 60 anos. A vítima fatal tinha 58 anos e possuía doenças preexistentes. As outras mortes são duas mulheres de 63 e 68 anos.

Os casos de pacientes com a Covid-19 na RMC também cresceram com novas ocorrências em cidades como Campinas (+30), Sumaré (+1), Jaguariúna (+1), Vinhedo (+4), Hortolândia (+3), Nova Odessa (+2) e Valinhos (+1). Os 20 municípios da Região Metropolitana de Campinas (RMC) possuem ao menos um morador que foi testado positivo para o novo coronavírus. Foram 43 casos nas últimas 24 horas.

Pelo segundo dia consecutivo, o estado de São Paulo confirma cerca de 200 mortes em um período de 24 horas. Nesta quarta-feira, São Paulo registra 2.247 óbitos pelo novo coronavírus, 198 a mais do verificado na terça-feira (28). Com o avanço da Covid-19 para o Interior, Litoral e Grande São Paulo, são 808 vítimas fatais fora da Capital. Já houve um ou mais óbitos em 144 municípios, no total.

Casos também foram confirmados em 314 cidades, totalizando 26.158 pessoas infectadas. Entre estas, 9.520 residiam fora da cidade de São Paulo. “Nós não podemos deixar de enfatizar o ‘Fique em casa’. Além disso, o uso de máscaras, que é extremamente importante. A sua máscara me protege e a sua máscara protege a você”, afirmou o secretário da Saúde, José Henrique Germann Ferreira.

Mais de 600 novas internações ocorreram desde terça-feira, totalizando 8,6 mil pessoas em atendimento nos hospitais de São Paulo. Nesta quarta, há 3.445 pacientes em UTI e 5.175 em enfermaria no estado. Consequentemente, cresceram as taxas de ocupação dos leitos de UTI para atendimento a Covid-19, chegando a 68,7% no estado e 85,1% na Grande São Paulo.

Nesta quarta-feira (29), o governo de São Paulo anunciou a aquisição de novos respiradores. Os equipamentos vão auxiliar no atendimento a pacientes de todo o estado.

Entre as vítimas fatais, estão 1.309 homens e 938 mulheres. Os óbitos continuam concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 73,9% das mortes. Os principais fatores de risco associados à mortalidade são cardiopatia (59,9% dos óbitos), diabetes mellitus (43,8%), doença renal (11,9%), pneumopatia (11,6%), e doença neurológica (11,3%).

O Ministério da Saúde divulgou, nesta quarta-feira, que o Brasil registra 78.162 pessoas com Covid-19. O número de óbitos subiu para 5.466. A taxa de letalidade é de 7%. Até o momento, 34.132 pacientes foram curados da doença.

São Paulo concentra o maior número de falecimentos (2.247). O estado é seguido pelo Rio de Janeiro (794), Ceará (441), Pernambuco (538), e Amazonas (380).

Além disso, foram registradas mortes no Maranhão (166), Bahia (96) Pará (137), Espírito Santo (76),  Santa Catarina (44), Minas Gerais (80), Rio Grande do Sul (50), Paraná (82), Distrito Federal (28), Rio Grande do Norte (53), Amapá (31), Alagoas (41), Goiás (27), Paraíba (58), Roraima (seis), Piauí (24), Rondônia (15), Acre (17), Sergipe (12), Mato Grosso (11), Mato Grosso do Sul (nove), e Tocantins (três).

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.