Anúncios
Ir para conteúdo

[Boletim]
Sobe para 10 o número de pacientes curados da Covid-19 em Paulínia

Cento e quatorze casos suspeitos do novo coronavírus já foram descartados no município; somente 16 deles por meio de testes rápidos

24 abr 2020 – 21h18
Mulheres utilizam máscaras nas ruas: recomendação vale no estado de São Paulo (Foto: Divulgação)

Mais três pacientes se curaram do novo coronavírus em Paulínia, conforme o boletim epidemiológico do avanço da pandemia na cidade até as 15h30 desta sexta-feira (24). Agora, já são 10 pacientes que venceram a Covid-19 no município, quatro com alta hospitalar e três com isolamento domiciliar.

O mais recente boletim do Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus revelou que 114 casos suspeitos da Covid-19 foram descartados em Paulínia. A grande maioria por meio de análise de amostras enviadas ao Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo. Desses, 14 utilizaram testes rápidos comprados pela Prefeitura.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Fábio Luiz Alves, desde quarta-feira (22) o município vem aplicando testes rápidos em servidores da Saúde, da Segurança Pública e de outros setores que estão na linha de frente do combate ao novo coronavírus.

Apesar dos testes rápidos divulgarem os resultados em até 15 minutos nenhum deles até agora apareceram no boletim epidemiológico do Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus. Os 16 contabilizados – 14 em casos suspeitos e dois nos confirmados –, estão lá desde a última segunda-feira (20).

Paulínia também aguarda o resultado do exame de uma morte em investigação. A amostra foi encaminhada para análise no Instituto Adolfo Lutz. Até esta sexta, a cidade continuava com 14 pacientes com resultados positivos para a Covid-19. Outros 44 estão com suspeita da doença – um a mais em relação à quinta-feira (23).

Hortolândia (+2), Indaiatuba (+1) e Campinas (+1) registraram novas mortes nesta sexta-feira na Região Metropolitana de Campinas (RMC). Com isso, subiu de 28 para 32 o número de óbitos em 11 das 20 cidades que formam o bloco regional. Em Hortolândia, faleceram dois homens, de 56 e 89 anos; em Indaiatuba, uma mulher de 61 anos; e em Campinas, um homem 71 anos.

Os casos de pacientes confirmados com o novo coronavírus evoluíram principalmente em Campinas (justamente a maior cidade da RMC), com mais 16 nas últimas 24 horas. Mas há registros também de novos infectados, por exemplo, em Indaiatuba, Engenheiro Coelho (+2), Hortolândia (+7), Morugaba (+1), totalizando 495.

O novo coronavírus já provocou 1.512 mortes no estado de São Paulo. De quinta para esta sexta-feira, foram confirmados 167 novos óbitos, aproximadamente sete por hora. Saltou para 124 o número de cidades com pelo menos uma vítima fatal da Covid-19, 10 a mais que o registrado na quinta-feira (23).

Nesta sexta, a Covid-19 já é verificada em 41% do território estadual. São Paulo registra 17.826 casos confirmados da doença, distribuídos em 269 municípios. Desde quinta, mais treze cidades passaram a ter pelo menos uma pessoa infectada.

Diariamente, cresce no Interior, Litoral e outras cidades da Grande São Paulo, com redução expressiva da concentração na Capital, que nesta data corresponde a 66% dos casos e mortes do Estado. Das 1.512 mortes, 502 ocorreram nas demais regiões; do total de casos, 6.026 ocorreram fora da cidade de São Paulo.

Entre os infectados, há 6,4 mil suspeitos e confirmados internados em hospitais de SP – 2.477 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 3.976 em enfermaria. A taxa de ocupação dos leitos para atendimentos Covid em UTI no estado de São Paulo está em 57,7%, aumento superior a dois pontos percentuais nas últimas 24 horas. O aumento é de quase três pontos na Grande São Paulo, onde a taxa é de 76,9% nesta sexta-feira.

Entre as vítimas fatais, estão 890 homens e 622 mulheres. Os óbitos continuam concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 75,8% das mortes. Os principais fatores de risco associados à mortalidade são cardiopatia (59,9% dos óbitos), diabetes mellitus (42,7%), pneumopatia (13,2%), doença renal (12,1%) e doença neurológica (11,3%).

O Brasil chegou a 52.995 casos confirmados do novo coronavírus, conforme atualização do Ministério da Saúde divulgada nesta sexta-feira. Nas últimas 24 horas foram adicionadas às estatísticas mais 3.503 pessoas infectadas, um aumento de 7,1% em relação à quinta, quando foram registrados 49.492 mil casos confirmados.

Já o número de mortes subiu para 3.670, com 357 novos falecimentos de quinta para esta sexta-feira, um incremento de 10,8%. Foi o segundo maior número de novos óbitos em 24 horas, perdendo apenas para quinta, quando foram adicionados 407.

São Paulo se mantém como epicentro da pandemia no País, concentrando o maior número de falecimentos (1.512). O estado é seguido pelo Rio de Janeiro (570), Pernambuco (352), Ceará (284) e Amazonas (255).

Além disso, foram registradas mortes no Maranhão (88), Pará (75), Paraná (64), Bahia (64), Minas Gerais (54), Paraíba (40), Espírito Santo (42), Santa Catarina (42), Rio Grande do Norte (38), Rio Grande do Sul (31), Alagoas (27), Distrito Federal (26), Goiás (24), Amapá (18), Piauí (16), Acre (11), Sergipe (8), Mato Grosso (8), Mato Grosso do Sul (7), Rondônia (5), Roraima (3) e Tocantins (2).

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.