Anúncios
Ir para conteúdo

[Pandemia]
Estado de São Paulo ultrapassa mil mortes pelo novo coronavírus

Anúncio

Covid-19 já fez 1.015 vítimas fatais e infectou mais de 14,2 mil pessoas no território paulista; em Paulínia, situação ficou estável nas últimas 24 horas

10 abr 2020 – 19h01
Mulher ajeita a máscara no rosto para se proteger contra o novo coronavírus (Foto: Agência Brasil)

O estado de São Paulo ultrapassou a marca de mil óbitos pelo novo coronavívus, após 32 dias da primeira confirmação de morte pela doença no Brasil. Neste domingo (19), SP acumulava 1.015 vítimas fatais da Covid-19. Em Paulínia, a situação se manteve estável nas últimas 24 horas, conforme boletim epidemiológico com dados até as 15h30, divulgado pela Prefeitura no final desta tarde.

No estado de São Paulo já houve pelo menos um óbito em 93 cidades, com prevalência na Grande São Paulo. A Capital contabiliza 700 vítimas, seguida por Guarulhos (28), Osasco (27), São Bernardo do Campo (20) e Santo André (12). Fora da Região Metropolitana, o município que registra o maior número de mortes é Santos, com 19.

A Região Metropolitana de Campinas (RMC) somou até aqui 20 óbitos pelo novo coronavírus. Paulínia não possui nenhuma morte confirmada pela doença, mas investiga três que podem ter acontecido em decorrência da Covid-19. No município há 11 pacientes infectados e 49 aguardando resultados de exames para saberem se estão ou não infectados. Já o isolamento social, após atingir o pior nível na sexta-feira (47%), subiu para 49% neste sábado.

Em todo o estado, neste sábado 5,6 mil pessoas estavam em hospitais em virtude da doença (confirmados e suspeitos), sendo 3.279 em leitos de enfermaria e 2.345 em leitos de unidade de terapia intensiva. Em Paulínia havia um paciente internado na enfermaria do Hospital Municipal “Vereador Antônio Orlando Navarro” e outro na UTI.

O número de casos confirmados da doença chega a 14.267, distribuídos em 228 cidades do estado. As mesmas seis cidades citadas acimas também detêm os maiores números de casos, com mais de 200 pessoas infectadas. São 9.668 em São Paulo; 308 em Guarulhos; 297 em São Bernardo; 293 em Santos; 269 em Osasco; e 247 em Santo André.

Entre as vítimas fatais, estão 599 homens e 416 mulheres. Os óbitos continuam concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 78,7% das mortes.

Observando faixas etárias subdividas a cada dez anos, nota-se que a mortalidade é maior entre 70 e 79 anos (269 do total), seguida por 60-69 anos (225) e 80-99 (218). Também faleceram 87 pessoas com mais de 90 anos. Fora desse grupo de idosos, há também alta mortalidade entre pessoas de 50 a 59 anos (114 do total), seguida pelas faixas de 40 a 49 (58), 30 a 39 (33), 20 a 29 (8) e 10 a 19 (3).

Os principais fatores de risco associados à mortalidade são cardiopatia (62,9% dos óbitos), diabetes mellitus (42,8%), pneumopatia (14,7%), doença neurológica (12,1%) e doença renal (10,7%). Outros fatores identificados são imunodepressão, obesidade, asma e doenças hematológica e doença hepática.

Esses fatores de risco foram identificados em 860 pessoas que faleceram pela Covid-19 (84,7% do total), sendo que 703 delas eram idosas. Nas outras 155 vítimas, os serviços notificantes não informaram fatores de risco. Entre elas, 96 tinham mais de 60 anos; 42 estavam na faixa de 40 a 69 anos e outras 17 tinham entre 20 e 39 anos.

Embora a mortalidade seja maior entre idosos, são as pessoas com menos de 60 anos respondem pelo maior número de casos confirmados da doença. A principal faixa é de 30 a 39 anos, com 3.795 do total de casos, seguida por 40 a 49 (3.173) e 50 a 59 (2.209).

Entre jovens de 20 a 29 são 1.711 casos, seguidos por idosos de 60 a 69, com 1.452; 933 na faixa de 70 a 79; 571 entre 80 e 89; 182 com mais de 90; 113 de 10 a 19 anos. Também foram infectadas 70 crianças com menos de dez anos. Em 58 casos, os serviços notificantes não informaram a idade da pessoa.

O Brasil tem 38.654 casos confirmados da Covid-19 e 2.462 mortes pela doença, segundo os mais recentes números do Ministério da Saúde sobre a pandemia do novo coronavírus. A taxa de letalidade continua em 6,4%. Nas últimas 24 horas, o ministério registrou 2.055 novos casos e 110 mortes.

Curados

O número de recuperados no Brasil não foi atualizado e permanece em 14.026, que representa cerca de 38% dos infectados. Os últimos dados sobre as pessoas curadas são de sábado (18), quando o número de casos confirmados estava em 36.599.

A Região Sudeste registra 21.285 (55,1%) casos confirmados da doença. Em seguida, aparecem as regiões Nordeste, com 9.300 (24,1%); Norte, com 3.691 (9,5%); Sul, com 2.816 (7,3%), e Centro-Oeste, com 1.562 (4%).

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.