Anúncios
Ir para conteúdo

[Boletim]
Paulínia registra pelo segundo dia consecutivo morte suspeita pela Covid-19

Quinto paciente que pode ter sido vítima da pandemia do novo coronavírus na cidade possuía 71 anos e estava internado no hospital municipal

8 abr 20202 – 21h40
Profissional da Saúde faz testes em laboratório credenciado pelo Ministério da Saúde (Foto: Agência Brasil)

OComitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus de Paulínia informou nesta quarta-feira (8) que registrou a quinta morte suspeita pela Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus. Este é o segundo óbito que vai para investigação pelo segundo dia consecutivo na cidade.

De acordo com a nota, o paciente tinha 71 anos, doença renal, hipertensão e diabetes. Estava internado desde segunda-feira (6) no Hospital Municipal de Paulínia “Vereador Antônio Orlando Navarro”, onde foi realizada uma tomografia com imagem sugestiva para Covid-19.

A mulher do paciente que morreu está bem e não apresenta sintomas do novo coronavírus, informou a Prefeitura. Seguindo as recomendações do Ministério da Saúde, foi colhido exame e enviado para análise em São Paulo, no Instituto Adolfo Lutz. “Toda a Administração Municipal lamenta o falecimento e se solidariza com amigos e familiares”.

Nesta terça-feira, a Prefeitura havia divulgado a quarta morte suspeita pela Covid-19 na cidade, também ocorrida no hospital municipal. Trata-se de uma jovem de 25 anos.

O comitê avisou que vai reforçar as ações de fiscalização a partir desta quinta-feira (9). Guarda Municipal, Polícia Militar, Vigilância Sanitária, Defesa Civil e Secretaria de Negócios da Receita irão atuar em várias áreas da cidade, inclusive em locais públicos visando evitar aglomerações de pessoas.

Além das cinco mortes suspeitas, Paulínia tem cinco casos confirmados da Covid-19 na cidade e 84 pacientes aguardando resultados de exames do Instituto Adolfo Lutz (sete a mais em relação a terça-feira). A Prefeitura não informou o estado de saúde das pessoas monitoradas pelo comitê.

Campinas

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), anunciou na tarde desta quarta-feira, em transmissão ao vivo pela internet, a quinta morte em razão da infecção pela Covid-19. A vítima é uma mulher de 73 anos com comorbidades. Ela estava internada em um hospital privado e o exame veio de um laboratório privado.

Segundo o boletim, agora são 85 casos confirmados em Campinas (15 a mais que terça; antes eram 70), 139 descartados (26 a mais, anteriormente eram 113) e 956 em investigação (32 a mais, anteriormente eram 924). Entre os casos confirmados, 18 estão em estado grave.

Compras

Jonas também divulgou que a Secretaria de Saúde comprou e está distribuindo entre as unidades 64 câmaras de vacina, além de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), como 3.958 protetores respiratórios, 1.982 óculos, 67 mil máscaras descartáveis, 36.750 toucas cirúrgicas, 3.170 unidades de álcool antisséptico, 3.741 unidades de álcool etílico 70, 12.930 aventais descartáveis e 445.900 luvas cirúrgicas.

O secretário de Saúde de Campinas, Carmino de Souza, ressaltou a dificuldade de compra dos EPIs. “Quem está na gestão da Saúde sabe a dificuldade para comprar os equipamentos, que  ficaram muito caros – alguns itens com aumento de 3.000% –, e também difíceis de encontrar no mercado”, afirmou.

RMC

Com mais essa morte confirmada em Campinas, 10 pessoas já perderam a vida em razão da Covid-19 na Região Metropolitana de Campinas (RMC).

O total de mortes suspeitas cresceu de 26 para 34 nesta quarta-feira no bloco regional de 20 cidades. Além de Paulínia, Santa Bárbara d’Oeste (4) e Monte Mor (3) apuram mais sete óbitos pela doença na RMC.A Prefeitura Morungaba também divulgou seus dois primeiros casos confirmados da doença nesta quarta-feira. Um deles é o prefeito da cidade, que pertence à RMC, Marco Antonio de Oliveira (PSD). Ele afirmou que está “recuperado” e sem sintomas da Covid-19.

A Secretaria Municipal de Saúde informou que o segundo caso positivo para Covid-19 em Morungaba é de um paciente que está em isolamento domiciliar e passa bem. Sumaré também confirmou o sexto caso do novo coronavírus na cidade. Todos, conforme a Prefeitura, seguem em isolamento domiciliar. Agora já são 140 casos confirmados da doença na RMC.O estado de São Paulo registrou nesta quarta-feira um total de 428 óbitos pelo novo coronavírus. Somente até estada tarde foram contabilizadas 57 novas mortes. Além disso, SP também soma 6.708 casos confirmados para a doença.

Agora, já são 136 municípios do estado com pelo menos um caso confirmado da doença. Entre o total de óbitos são 249 entre homens e 179 mulheres. Os casos fatais continuam concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 68,1% das mortes.

Brasil

O número de mortes decorrentes do novo coronavírus chegou a 800 no Brasil, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pelo Ministério da Saúde. O resultado marca um aumento de 20% em relação à terça, quando eram registrados 667 óbitos.

Nas últimas 24 horas, foram 133 novas mortes, o maior total desde o início da medição. Na atualização de terça, foram 114 novas mortes. No recorte por sexo das pessoas que morreram, 59% eram homens e 41% mulheres. Na distribuição por faixa etária, 77% tinham acima de 60 anos. Na semana passada, esse percentual estava em 90%.

Complicações

Quanto às complicações associadas à morte pela Covid-19, 336 tinham cardiopatia, 240 eram diabéticos, 82 tinham alguma pneumopatia e 55 experimentavam algum tipo de condição neurológica. São Paulo concentra o maior número de pessoas mortas por complicações da doença, 428. O estado é seguido por Rio de Janeiro (106), Pernambuco (46), Ceará (43) e Amazonas (30).

Além disso, foram registradas mortes no Paraná (17), Santa Catarina (15), Bahia (15), Minas Gerais (14), Distrito Federal (12), Rio Grande do Norte (11), Maranhão (11), Rio Grande do Sul (9), Goiás (7), Espírito Santo (6), Pará (6), Piauí (5), Paraíba (4), Sergipe (4), Alagoas (2), Mato Grosso do Sul (2), Amapá (2), Acre (2), Rondônia (1), Roraima (1) e Mato Grosso (1).

Infectados

O número de pacientes infectados no País pelo novo coronavírus chegou a 15.927, segundo balanço de quarta-feira do Ministério da Saúde. O resultado representa crescimento de 16% em relação à terça, quando os dados da pasta marcavam 13.717 pessoas infectadas. A taxa de letalidade do país subiu de 4,4% pra 5% entre segunda (6) e quarta.

No balanço desta tarde, foram 2.210 novos casos, um novo recorde. Até então, o maior número de novas pessoas infectadas no dia tinha sido terça, quando foram registrados 1.661 casos. As hospitalizações pela Covid-19 somaram 3.416.

Em comparação com os outros países, o Brasil é o 14º em número de casos confirmados no mundo, 12º em número de mortes, 8º em taxa de letalidade (óbitos por casos confirmados) e 16º em índice de letalidade (falecimentos proporcionais à população).

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.