Ir para conteúdo

[Eleições 2020]
Secretários de Governo e de Segurança Pública pedem exonerações

Danilo Barros e Alexandro Eduardo da Silva não fazem mais parte da Administração do prefeito Du Cazellato (PSDB) a partir desta sexta-feira

3 abr 2020 – 00h16
Ex-secretário Danilo Barros deve retomar sua cadeira na Câmara de Vereadores (Foto: Divulgação)

Dois secretários vão deixar o governo de Du Cazellato (PSDB) em meio à crise sanitária e econômica da pandemia do novo coronavírus, causador da Covid-19, em Paulínia, para poderem concorrer às eleições municipais deste ano. Os decretos com as exonerações de Danilo Barros e Alexandro Eduardo da Silva, respectivamente, das secretarias municipais de Governo e de Segurança Pública, foram publicadas na edição desta quinta-feira (2) do Semanário Oficial do Município e passam a valer a partir desta sexta-feira (3).

Segundo os decretos, as exonerações ocorreram a pedido de Danilo Barros e de Alexandro Eduardo. Agora, já são três baixas confirmadas no secretariado de Du Cazellato desde o início de seu governo em novembro passado. A primeira foi no dia 6 de março, quando no auge da crise da troca das empresas de ônibus do transporte público municipal, Antonio Carlos Amante Carreira acabou demitido.

Alexandro Eduardo da Silva também deve retornar para seu cargo de origem na Guarda Municipal (Foto: Divulgação)

A demissão de Leonardo Espartaco Cezar Ballone do comando da Secretaria Municipal de Chefia de Gabinete do Prefeito, no último dia 27, quando teria pedido exoneração do cargo “em caráter irrevogável e irretratável”, ainda não se confirmou. À época, a assessoria de imprensa do governo negou o fato à reportagem, o nome de Ballone permanece quase uma semana depois no site oficial da Prefeitura à frente da Pasta e sua exoneração não foi publicada no Semanário Oficial de Paulínia. Por causa da Covid-19, o trabalho dele seria realizado de casa.

“Tive que me descompatibilizar do cargo para se, eventualmente, sair de candidato a vereador (nas eleições municipais deste ano)”, explicou Danilo Barros. “Não posso ser candidato e estar no cargo (de secretário municipal). Tinha que sair até amanhã (sexta-feira)”. A lei eleitoral determina que secretários municipais que desejam se candidatar às eleições do próximo dia 4 de outubro devem deixar seus cargos seis meses antes.

O ex-secretário afirmou que ainda não se decidiu se concorrerá à reeleição na Câmara. Ele adiantou que não estará na sessão extraordinária desta sexta (3) para votar o auxílio calamidade pública. “A intenção é não voltar para Câmara de imediato”, afirmou Danilo Barros. “Quero descansar um pouco, mas não alinhei nada com o Daniel Muller (vereador suplente em exercício na vaga de Danilo Barros)”, destacou. “A intenção é que ele fique mais uns dias.”

De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura, Alexandro Eduardo também deixou o cargo para sair candidato nas eleições municipais deste ano. “Em breve, os substitutos serão anunciados”, informou. Quanto a Ballone, “não tem novidade”.

Danilo Barros é vereador e considerado homem forte no governo de Du Cazellato. Esteve à frente da campanha vitoriosa do tucano na eleição suplementar de 2019; foi vice-presidente da Mesa que tinha Du Cazellato na Presidência do Legislativo, no biênio 2017/2018; assumiu o comando da Casa quando o tucano se licenciou para ser prefeito interino de Paulínia, entre o final de 2018 e o início de 2019; e, agora, tinha seu nome cogitado para ser vice-prefeito em uma eventual tentativa de reeleição de Du Cazellato.

Alexandro Eduardo também sempre foi o preferido de Du Cazellato para a Secretaria Municipal de Segurança Pública. O guarda municipal de carreira comandou a pasta no governo interino do tucano e voltou a ocupar o cargo até esta quinta-feira (2) no mandato-tampão de Du Cazellato, que termina no dia 31 de dezembro deste ano.

Quem saiu
  • Danilo Barros – secretário de Governo;
  • Alexandro Eduardo da Silva – secretário de Segurança Púbica; e
  • Antonio Carlos Amante Carreira – secretário de Transportes.
Quem continua
  • Leonardo Ballone – secretário de Chefia de Gabinete;
  • Juliano Merkes – secretário de Desenvolvimento Econômico;
  • José Luiz da Silva Braga – secretário dos Negócios da Receita;
  • Nicholas Andrews Baccarin – secretário de Finanças;
  • José Cláudio Castoldi – secretário de Habitação;
  • Toní Roberto da Silva Guimarães – secretário de Proteção e Defesa Civil;
  • Rander Augusto Andrade – secretário de Cultura;
  • Alexandre Fávaro – secretário de Esportes;
  • Leonardo Viu Torres – secretário de Defesa e Desenvolvimento do Meio Ambiente;
  • Renato Breda – secretário de Turismo e Eventos;
  • Lúcia Helena Lima Giunco – secretária de Administração;
  • Fábio Alves – secretário de Saúde;
  • José Guimarães – secretário de Recursos Humanos;
  • Marcelo Mello – secretário de Obras e Serviços Públicos;
  • Marco Antônio Pires Ward, secretário de Planejamento Urbano e Controle Urbano;
  • Meire Muller – secretária de Educação; e
  • Rita Coelho – secretária de Promoção Social.
Quem está na interinidade
  • Guilherme Mello Graça – Secretaria Municipal de Negócios Jurídicos; e
  • Luciana Marinho – Secretaria Municipal de Transportes.

Secretarias sem comando

  • Secretaria Municipal de Governo; e
  • Secretaria Municipal de Segurança Púbica.
Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.