Ir para conteúdo

[Pandemia]
Número de suspeitos infectados pelo novo coronavírus sobe de 10 para 18

Paulínia segue com um caso confirmado e descartou mais uma notificação; após decretar situação de emergência, Prefeitura dá início às compras

20 mar 2020 – 21h26
Profissional da Saúde coleta material para realização de exame que detecta coronavírus (Foto: Agência Brasil)

Onúmero de casos suspeitos de coronavírus quase dobrou em Paulínia nas últimas 24 horas. Até as 18h desta sexta-feira (20), a cidade investigava 18 ocorrências. Na quinta eram 10. O município segue com um infectado e já descartou 11 notificações desde quando a pandemia da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, desembarcou no País.

Nesta sexta, um dia após o prefeito Du Cazellato (PSDB) decretar situação de emergência na cidade, a Prefeitura de Paulínia autorizou compras no valor de cerca de R$ 500 mil, sem licitação pública, como permite o decreto, para o enfrentamento ao novo coronavírus. Foram encomendados itens como máscara, lençol descartável com elástico e luva de procedimentos.

Já o Instituto de Previdência dos Funcionários Públicos do Município de Paulínia (Pauliprev), com o aumento da preocupação ante a ameaça do novo coronavírus e com a saúde da população, está priorizando o atendimento ao público por meios eletrônicos – e-mail (previdencia@pauliprev.sp.gov.br), telefone (19 3833-7050) e whatsapp (19 99810-4887). O contato presencial será só para casos especiais e inadiáveis para frear o avanço do Covid-19 na cidade.

“Dessa forma, os atendimentos presenciais por demanda espontânea estão suspensos”, informou a nota do instituto. “Em caso de necessidade, deverá ser agendado, impreterivelmente, antecipadamente. O horário de atendimento nesse período passa a ser das 12h às 17h de segunda até sexta-feira.” O Pauliprev esclareceu que em sua sede toma todas as medidas preventivas e segue orientações das autoridades sanitárias e de saúde.

Região

Agora, a região tem nove casos confirmados da Covid, conforme o balanço mais recente. Nesta sexta, foram mais dois novos resultados positivos. Um em Hortolândia, divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo; e a quarta ocorrência de infecção pelo novo coronavírus em Campinas – a primeira transmissão comunitária ou local da doença.

A quarta infectada pela Covid em Campinas é uma mulher de 66 anos, começou a sentir sintomas no dia 13 de março e não tem histórico de viagem. Ela está em isolamento domiciliar e passa bem. Seus contactantes são monitorados. Na manhã desta sexta-feira, 192 casos eram investigados na cidade vizinha.

As outras três confirmações em Campinas são de uma jovem que contraiu a doença na Bahia e teve o exame positivo em 13 de março; de uma mulher de 48 anos, que voltou de viagem da Europa no último dia 8 e teve o caso confirmado oito dias depois; e de uma mulher de 37 anos, que viajou ao Canadá e teve o caso informado na quarta (18). As pacientes com Covid-19 estão clinicamente bem.

Hortolândia

A Prefeitura de Hortolândia informou na noite desta sexta-feira (20) que o município teve o primeiro caso confirmado de coronavírus. É um homem, morador da cidade, de 38 anos, que trabalha em uma empresa multinacional localizada em uma cidade da região.

Ele foi enviado pela empresa ao Hospital Municipal Mario Covas, onde passou por exame e colocado em isolamento. Mas para obter o resultado do exame com rapidez, a empresa onde o paciente trabalha o encaminhou para fazer exame na rede particular.

O paciente já está em isolamento domiciliar. A Secretaria de Saúde de Hortolândia faz o acompanhamento do caso e ressalta que todos os casos considerados suspeitos já são colocados em isolamento domiciliar, seguindo os protocolos de saúde internacionais. Confira onde estão os infectados na região:

  • Paulínia – 1
  • Campinas – 4
  • Valinhos – 2
  • Hortolândia – 1
  • Jaguariúna -1
Estado

Nesta sexta-feira (20), foram confirmadas mais quatro mortes relacionadas à Covid-19, no Estado, totalizando nove óbitos só no território paulista. Todos os óbitos aconteceram na Capital. Os pacientes tinham comorbidades e foram atendidos em hospitais privados. São três homens (70, 80 e 93 anos) e uma mulher (83 anos). O governo decretou estado de calamidade pública.

Segundo o balanço atualizado às 15h30, o território paulista registra 9.023 casos suspeitos e 775 descartados. Além disso, o total é de 345 casos confirmados em SP, incluindo quatro de outros Estados e quatro do Exterior. A cidade de São Paulo registra sozinha 306 casos confirmados da doença. Os outros 39 estão divididos por 19 municípios da Grande São Paulo e pelo Interior.

Brasil

O número de mortes pela Covid-19 no Brasil subiu de sete para 11 entre quinta (19) e sexta-feira (20), conforme atualização divulgada pelo Ministério da Saúde nesta tarde. Deste total, nove foram identificadas em São Paulo, todas na Capital paulista, e duas no Rio de Janeiro. O governo federal também declarou a transmissão comunitária do coronavírus em todo o País

Os casos confirmados da doença pularam de 621 para 904 entre os balanços de quinta e sexta-feira (20). São Paulo acumula 396 casos, seguido por Rio de Janeiro (109), Distrito Federal (87), Ceará (55), Rio Grande do Sul (37) e Minas Gerais (35). Os dados consideram informações repassadas pelas secretarias estaduais até as 16h.

Além desses estados, foram mapeados casos na Bahia (33), Paraná (32), Pernambuco (30), Santa Catarina (21), Goiás (15), Espírito Santo (13), Mato Grosso do Sul (nove), Acre (sete), Sergipe (seis), Alagoas (cinco), Piauí e Amazonas (três), Pará (dois) e Mato Grosso, Rio Grande do Norte, Paraíba, Amapá, Tocantins, Rondônia (um). Apenas Roraima não apresenta casos confirmados.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.