Ir para conteúdo

[Balanço]
Sobe para sete o número de suspeitos infectados por coronavírus em Paulínia

Cidade até aqui não tem nenhum caso confirmado, segundo a Prefeitura; Paço e Câmara de Vereadores restringem atendimento ao público

17 mar 2020 – 21h46
Câmara de Vereadores restringe atendimento ao público a partir desta quarta-feira (Foto: Divulgação)

Onúmero de casos suspeitos de Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, subiu para sete nesta terça-feira (17), em Paulínia. Esse total significa um a mais do divulgado na segunda-feira (16) pela Prefeitura. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, não há nenhum caso confirmado nem mortes pela síndrome respiratória na cidade.

A Prefeitura de Paulínia ainda não revelou quando começaram a surgir os casos suspeitos de Covid-19 no município. Também mantém em segredo como vem se dando essa eventual transmissão da doença na cidade e qual é o perfil dos investigados. Esclareceu apenas que estão em isolamento domiciliar, já realizaram exames e aguardam pelos resultados.

Dos sete pacientes suspeitos de Covid-19 em Paulínia, dois deles seriam assessores de vereadores que estariam em quarentena. O Legislativo não confirmou as ocorrências e alegou que não foi notificada por órgãos públicos. Nesta terça-feira (17), Prefeitura e Câmara decidiram restringir o atendimento ao público em função do avanço do novo coronavírus.

Conforme a Prefeitura, o acesso ao Paço Municipal de Paulínia “Palácio Cidade Feliz” será restrito para a execução de serviços essenciais. Os prestadores deverão deixar o local tão logo terminem o trabalho. Acompanhantes somente serão permitidos em casos considerados essenciais.

Com as novas restrições de combate ao coronavírus, a Prefeitura também suspendeu as atividades e os eventos que estavam programados para ocorrerem tanto na Sala de Imprensa “Auditório Carlos Tontolli” como no Salão Nobre do “Palácio Cidade Feliz”.

Já a Câmara definiu a suspensão do atendimento nos setores administrativos e nos gabinetes de vereadores. Apenas terão acesso ao prédio funcionários, profissionais de imprensa e servidores públicos a serviço de outras instituições. A 4ª sessão ordinária, na próxima terça-feira (24), terá acesso restrito e as votações poderão ser acompanhadas em transmissão pela internet. Outros eventos estão suspensos.

Vereadores, servidores e demais colaboradores com suspeita e/ou em tratamento para o novo coronavírus serão afastados com atestado médico. As diretorias e os gabinetes vão adotar medidas para evitar aglomerações nos ambientes de uso coletivo, conforme o Ato da Mesa 2/2020.

A Câmara ampliou internamente ações de higiene e vem divulgando orientações sobre a doença e os cuidados para evitá-la.

Comitê

Desde segunda-feira (19) está em funcionamento o Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus (Covid-19) criado pela Prefeitura. É composto por 10 secretarias e pelo gabinete do prefeito, Du Cazellato (PSDB), e tem à frente o secretário municipal de Saúde, Fábio Luiz Alves.

Entre as medidas já estabelecidas pelo comitê, que serão válidas entre os dias 17 e 30 de março, estão:

  • suspensão das aulas a partir de quinta-feira (19). Entre terça e quarta-feira as escolas ficam abertas, haverá merenda e transporte escolar;
  • suspensão das atividades e eventos esportivos da Secretaria Municipal de Esportes;
  • suspensão das atividades culturais da Secretaria Municipal de Cultura;
  • suspensão atividades desenvolvidas pelo Centro de Convivência do Idoso “Tia Lídia”, gerido pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania;
  • suspensão das atividades realizadas pela Secretaria Municipal de Turismo;
  • suspensão da realização de eventos com aglomeração de pessoas, sejam públicos ou privados;
  • suspensão de todas as viagens nacionais e internacionais do prefeito, vice-prefeito, secretários e servidores municipais a serviço da Administração, com exceção daquelas consideradas essenciais ao funcionamento do serviço público;
  • recomendação para suspensão de cultos, missas e eventos religiosos;
  • obrigação de todo servidor municipal comunicar a chefia imediata, qualquer viagem turística para os locais de risco definidos pelo Ministério da Saúde ou Organização Mundial de Saúde (OMS);
  • restrição e controle de acesso da população ao Paço Municipal, com a obrigatoriedade de apresentação de identificação nas portarias para informar o serviço público solicitado e devidamente autorizado;
  • permissão de acompanhantes quando houver necessidade considerada essencial;
  • suspensão de reuniões programadas ou agendadas de servidores municipais com a população, bem como da gestão da Administração municipal com a sociedade civil organizada;
  • adoção do teletrabalho (home office) a servidores com mais de 60 anos de idade e que apresentem comorbidades de saúde, bem como a servidores que apresentem as seguintes patologias: diabetes, pacientes cardíacos (doença cardíaca congênita, insuficiência cardíaca mal controlada e refratária e doença cardíaca isquêmica descompensada), pacientes com problemas respiratórios (DPOC e asma mal controlados, doenças pulmonares intersticiais com complicações, fibrose cística com infecções intercorrentes, displasia bronco-pulmonar com complicações), mulheres grávidas e lactantes, servidores em tratamento oncológico, pacientes imunossupressões e portadores de cirrose hepática, Casos específicos de saúde que devem ser comunicados a chefia imediata.

As medidas acima foram estabelecidas por meio dos Decretos 7.768, do último dia 16, e 7.771, do dia 17. Ambos já estão em vigor.

Nesta terça (17), o comitê oficiou a Terra Auto Viação, responsável pelo transporte municipal, para que disponibilize álcool gel nos veículos, que os mesmos rodem com as janelas abertas quando possível, aumente as ações internas de limpeza e distribua materiais informativos.

O Departamento de Vigilância em Saúde também começou a percorrer comércios que atuam com alimentação, saúde e estética, como supermercados, academias, Paulínia Shopping, para orientações referentes ao Covid-19, além de distribuir materiais informativos. Nesta terça, 29 estabelecimentos foram visitados pelas equipes.

Os agentes da Unidade de Controle de Vetor, em paralelo às ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e da chikungunya, também entregam à população materiais informativos sobre o novo coronavíruas.

Morte

Nesta terça-feira (17) foi confirmado, na Capital paulista, o primeiro óbito relacionado à Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus. Trata-se de um homem de 62 anos, com doenças crônicas (como diabetes), sem histórico de viagem. O paciente foi internado em 14 de março, na UTI de um serviço privado, e o óbito ocorreu nessa segunda-feira (16). Outros quatro óbitos no mesmo hospital estão em investigação.

Dados atualizados até as 16h contabilizam 164 casos confirmados no Estado de São Paulo, sendo 156 na cidade de São Paulo, 1 em Guarulhos, 1 em Santana do Parnaíba, 1 em Ferraz de Vasconcelos, 1 em Carapicuíba, 1 em São Bernardo do Campo, 1 em São Caetano do Sul, 1 em Santo André e 1 em Mauá. O Estado de São Paulo também tem 5.047 suspeitos e 709 descartados.

Brasil

Após registrar a primeira morte pelo novo coronavíru, a atualização do Ministério da Saúde registrou 291 casos nesta terça, contra 234 identificados na segunda-feira (16). A maior diferença se deu nos casos suspeitos, que pularam de 2.064 para 8.819, quase quatro vezes.

São Paulo segue liderando, com 164 casos. O estado vem seguido do Rio de Janeiro (33), Distrito Federal (22), Pernambuco (16) e Rio Grande do Sul (10). Também possuem casos Santa Catarina e Minas Gerais (sete), Goiás e Paraná (seis), Ceará (cinco), Sergipe e Mato Grosso do Sul (quatro), Bahia (três) e Amazonas, Rio Grande do Norte, Alagoas e Espírito Santo (um).

“A diferença dos casos suspeitos é porque existia em vários estados e que não estavam sendo validados muito provavelmente a checagem manual. Afirmamos que era melhor utilizar o sistema automatizado. Mas é mais importante mostrar aumento de notificação do que ficar só nos 2 mil casos”, afirmou Júlio Croda, da equipe do Ministério da Saúde, na entrevista coletiva concedida sobre o balanço do dia.

Campinas

Na região, há dois casos confirmados de Covid-19 em Campinas. Uma das pacientes é uma mulher de 48 anos, que viajou por diversos países da Europa. Ela voltou no dia 8 de março ao Brasil e está em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Celso Pierro, da PUC-Campinas. Seu quadro é estável. Marido e filho são monitorados.

O primeiro caso confirmado de coronavírus em Campinas foi divulgado na última sexta-feira (13). Trata-se de uma estudante da faculdade São Leopoldo Mandic. Ela esteve na festa de casamento da irmã da blogueira Gabriela Pugliesi, na Bahia.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.