Ir para conteúdo

[Ações]
Paulínia amplia suas medidas de prevenção contra o novo coronavírus

Estão suspensas a partir desta terça-feira escolinhas esportivas, atividades para idosos, aulas de dança e música; escolas municipais fecham na quinta

16 mar 2020 – 20h22
Indaiatuba investiga uma morte suspeita para Influenza ou Covid-19 (Foto: Agência Brasil)

APrefeitura de Paulínia ampliou nesta segunda-feira (16) as medidas restritivas para ajudar a retardar o avanço da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) no País e assim evitar um colapso no sistema público de saúde. Até a publicação deste texto, a Prefeitura não havia informado se a cidade tem casos suspeitos ou confirmados da doença.

De acordo com o novo boletim da Secretaria Municipal da Saúde, entre esta terça-feira (17) até o próximo dia 30, estão suspensas:

  • escolinhas e atividades esportivas;
  • aulas de dança e música;
  • credenciamento de artistas;
  • funcionamento da biblioteca municipal;
  • atividades do Centro de Convivência do Idoso “Tia Lídia”.
  • passeios de pedalinhos no Parque Zeca Malavazzi; e
  • a partir da próxima quinta-feira (19), todas as aulas na rede municipal de ensino. Por decisão do governo do Estado, as escolas estaduais e particulares suspendem totalmente as aulas até o dia 23 que vem.

Desde sexta-feira (13), a Prefeitura vem anunciando decisões preventivas contra o novo coronavírus. Já estavam em vigor orientações de suspensão de:

  • shows e atividades no Theatro Municipal de Paulínia “Paulo Gracindo”;  e
  • missas, celebrações e cultos religiosos.

A Prefeitura ainda criou o número de WhatsApp (19) 99620-0202 para tirar dúvidas da população sobre o novo coronavírus. O serviço funciona 24 horas por dia, inclusive aos sábados e domingos. Não são atendidas chamadas de vídeo, ligações, nem respondidos áudios. O canal é exclusivo para o tema coronavírus.

O Hospital Municipal de Paulínia “Vereador Antonio Orlando Navarro” também anunciou nesta segunda-feira (16) novas regras para restringir a circulação de pessoas dentro da unidade médica, a partir desta terça (17):

  • será permitida apenas uma visita por leito;
  • se o paciente tiver um acompanhante, ele deverá sair para que entre uma visita; e
  • todos devem lavar as mãos antes de visitarem paciente e após deixarem o quarto.
Região

Nesta segunda-feira (16), Campinas confirmou o segundo caso positivo do novo coronavírus na cidade. Trata-se de uma mulher de 48 anos, que teria viajado a vários países da Europa. Ela chegou de viagem dia 8 passado, mas seu quadro piorou e agora está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital “Celso Pierro”, da PUC-Campinas. Seu estado é estável. A primeira infectada foi uma estudante que se recupera na Capital.

Já Indaiatuba investiga uma morte suspeita para Influenza ou Covid-19. Na madrugada desta segunda-feira (16) uma mulher de 42 anos morreu no Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Haoc). Ela era cardíaca e diabética. Apresentou sintomas gripais no dia 12 de março e estava internada com Síndrome Respiratória Aguda Grave.

De acordo com a Prefeitura de Indaiatuba, a mulher não possuía histórico de viagem. O Departamento de Vigilância Epidemiológica colheu exame para Influenza e Covid-19 e aguarda retorno do Instituto Adolfo Lutz. Se confirmada, será a primeira morte pelo novo coronavírus no Brasil.

Brasil

Os casos confirmados do novo coronavírus alcançaram 234 nesta segunda-feira (16) no País, conforme a atualização divulgada pelo Ministério da Saúde. É mais do que o dobro de três dias atrás. Na sexta-feira (13), o total passou de 100 pela primeira vez e desta vez ultrapassa os 200. Domingo, o balanço registrou 200 pessoas infectadas.

São Paulo é responsável por mais da metade dos casos (152). Em seguida vêm Rio de Janeiro (31), Distrito Federal (13), Santa Catarina (7), Rio Grande do Sul e Paraná (6), Minas Gerais (5), Goiás (3), Bahia, Mato Grosso do Sul e Pernambuco (2). Amazonas, Alagoas, Sergipe, Espírito Santo e Rio Grande do Norte registram um caso confirmado de coronavírus (um caso por unidade da Federação).

Já os casos suspeitos ultrapassaram os 2 mil, chegando a 2.064. São Paulo lidera com 1.177, seguido por Rio Grande do Sul (119), Santa Catarina (109), Distrito Federal (107) e Rio de Janeiro (96).

Descartados

Os casos descartados ficaram em 1.624. Ainda não foram notificadas mortes em razão da doença. Não há nenhuma unidade da federação sem casos confirmados ou suspeitos, o que existia até semana passada (Roraima e Amapá).

Desses, mais da metade é de casos importados (pessoas que contraíram o vírus em viagens para fora do Brasil). Outros 34% são situações de transmissão local (quando uma pessoa infectada contamina outra na mesma cidade).

Estado

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), estabeleceu novas medidas para intensificar o enfrentamento ao novo coronavírus. Entre as medidas, a partir desta terça-feira (17), todos os funcionários públicos estaduais com mais de 60 anos, excetuando os que trabalham nas áreas de Segurança Pública e Saúde, deverão trabalhar de casa. A outra medida é o fechamento de museus, bibliotecas, teatros e centros culturais do Estado de São Paulo por até 30 dias.

Igualmente foi recomendado para o setor privado de entretenimento (teatros, cinemas e casas de espetáculo, entre outros) que mantenham os estabelecimentos fechados por até 30 dias. Por fim, foi definido que todos os 153 Centros de Convivência do Idoso ficarão fechados por 60 dias.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.