Anúncios
Ir para conteúdo

[Saúde]
SP mobiliza população para 1ª Semana Estadual do ano de combate a dengue

Ação especial contra o Aedes aegypti e arboviroses começou nesta segunda-feira e será fechada com a realização do “Dia D” na sexta (14)

10 fev 2020 – 22h37
Mosquito Aedes aegypti, que é transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus (Foto: Agência Brasil)

Aprimeira Semana Estadual de Mobilização contra o Aedes Aegypti deste ano é realizada entre esta segunda-feira (10) e a próxima sexta (14). A iniciativa visa engajar a sociedade civil, municípios e organizações públicas e privadas em atividades focadas na prevenção à dengue, chikungunya e zika vírus, com foco especial no controle da proliferação do mosquito transmissor dessas doenças.

Até o dia 30 de janeiro, Paulínia tinha quatro casos confirmados de dengue em 2020. Em 2019, eram dois. A Secretaria Municipal de Saúde não divulgou o número de notificações da doença que são investigadas neste ano. A cidade não registrou nos primeiros 30 dias do ano ocorrências de chikungunya e zika vírus.

No decorrer da semana, cada município será responsável por desenvolver as ações de combate ao mosquito, com ações especiais no “Dia D”, que acontece na sexta-feira (14). A abertura ocorreu com o Encontro Estadual com Gestores Municipais, nesta segunda-feira (10), com o tema “Desafios da vigilância e controle de Arboviroses – cenário 2020”. Foram abordados assuntos como os aprendizados de 2019, com compartilhamento de experiências de Prefeituras, além de um panorama atual das Arboviroses em SP.

“Pedimos a colaboração de todos não apenas nesta Semana de Mobilização, mas permanentemente. Combater o Aedes é uma tarefa coletiva e estamos articulados com as Prefeituras e temos parcerias com órgãos públicos e privados. Contamos com o imprescindível apoio da população, no sentido de contribuir para a eliminação de possíveis criadouros do mosquito, uma vez que 80% dos focos são localizados dentro das residências”, afirma o secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann.

Cada um pode ajudar no enfrentamento ao mosquito com algumas atividades simples e que podem ser feitas diariamente. As principais dicas de prevenção são:

  • deixar a caixa d’água bem fechada e realizar a limpeza regularmente;
  • retirar dos quintais objetos que acumulam água;
  • cuidar do lixo, mantendo materiais para reciclagem em saco fechado e em local coberto;
  • eliminar pratos de vaso de planta ou usar um pratinho que seja bem ajustado ao vaso; e
  • descartar pneus usados em postos de coleta da Prefeitura.

“É necessário que nós sejamos consciente da possibilidade de ocorrer dengue se mantivermos esses focos [de água parada]. Portanto é um trabalho de todos nós evitar que essas águas fiquem dentro de nossa casa”, afirma o Superintendente da Superintendência de Controle de Endemias (Sucen), Marcos Boulos.

A Semana Estadual conta com apoio das Secretarias Municipais de Saúde de SP, do Ministério da Saúde, além do da participação de outros órgãos como as Secretarias de Educação e Transportes Metropolitanos (STM), Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), Metrô, Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) entre outros parceiros.

Cenário

Em 2020, no mês de janeiro, foram confirmados 10.890 casos de dengue no estado de São Paulo, com 2 óbitos (Presidente Venceslau e Osvaldo Cruz). Também houve oito casos de chikungunya e um de zika. Os números demonstram queda em comparação a janeiro de 2019, quando houve 24.640 casos e 17 mortes.

No ano passado todo, foram 403.258 casos de dengue, com 265 óbitos. Houve ainda 72 casos de zika e 314 de chikungunya, sem óbitos de ambas as doenças.

Ainda com relação à dengue, no primeiro mês deste ano, dez cidades concentram 42,2% dos casos confirmados e somam 4.605 casos. A saber: Ribeirão Preto (1.076); Votuporanga (756); Catanduva (610); Potim (519); Mococa (371); Guararapes (356); Lorena (245); Cruzeiro (241); São Paulo (219) e Lucélia (212).

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.