Ir para conteúdo

[Saúde]
Mulher de 30 anos é o segundo caso suspeito de coronavírus em Paulínia

A exemplo do empresário de 45 anos que também tem seus sintomas respiratórios investigados, paciente está em isolamento domiciliar

31 jan 2020 – 17h29
Amostras biológicas de casos suspeitos são enviadas ao Instituto Adolfo Lutzame (Foto: Agência Brasil)

Um segundo caso suspeito de coronavírus foi comunicado nesta sexta-feira (31) à Secretaria Municipal de Saúde. Trata-se de uma mulher de 30 anos, que também está em isolamento domiciliar, assim como toda sua família. O anúncio foi feito no final da tarde pelo secretário municipal de Governo, Danilo Barros.

Além da mulher, um homem de 45 anos também é suspeito de portar o coronavírus. Ele está em isolamento domiciliar e com quadro estável. De acordo com a Prefeitura, a nova paciente em investigação é a enfermeira que mora em Paulínia e atendeu o empresário com sintomas do coronavírus no último dia 24, em hospital particular em Campinas. As amostras biológicas dela foram colhidas e enviadas ao Instituto Adolfo Lutz.

Ao longo do dia o comitê de gestão, criado na quinta-feira (30) na Prefeitura para acompanhar ambos os casos investigados em Paulínia e liderado pela Secretaria Municipal de Saúde, reuniu-se nesta sexta-feira com todos os gestores da rede, com o Gabinete do Prefeito e viabilizou as seguintes ações:

  • uma equipe composta por profissionais da Vigilância em Saúde e Vigilância Epidemiológica visitou todas as unidades da rede municipal de Saúde para informar como os servidores deverão proceder caso alguma pessoa compareça no local com os sintomas;
  • a Secretaria Municipal de Saúde mantém contato direto com a Vigilância Epidemiológica Estadual, Departamento Regional de Saúde, com as clínicas médicas locais e com o hospital privado existente em Paulínia, para troca de informações em tempo real;
  • foi estabelecido um protocolo de atendimento para as Unidades Básicas de Saúde e para o Hospital Municipal de Paulínia;
  • haverá reforço na Vigilância Epidemiológica do Hospital Municipal; e
  • núcleos de apoio e regulação do Hospital de Paulínia irão atuar durante o final de semana.

Barros informou que o secretário municipal de Saúde, Fábio Alves, mantém contato com os dois casos suspeitos e suas respectivas famílias, para garantir a segurança e privacidade de todos. A Secretaria Municipal de Saúde também reforçou as dicas de prevenção:

  • cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar;
  • utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • não compartilhar objetos de uso pessoal;
  • limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado;
  • lavar as mãos por pelo menos 20 segundos com água e sabão ou usar antisséptico de mãos à base de álcool;
  • deslocamentos não devem ser realizados enquanto a pessoa estiver doente;
  • quem for viajar aos locais com circulação do vírus deve evitar contato com pessoas doentes, animais (vivos ou mortos), e a circulação em mercados de animais e seus produtos.
Estado

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo está monitorando sete casos suspeitos de coronavírus – quatro na Capital e três no Interior (Paulínia, Americana e Santo André). O da enfermeira ainda não está computado nessa conta. Nesta sexta-feira (31) foi descartado a suspeita do menino de 6 anos, já que os resultados dos exames apresentaram positividade para Influenza (gripe).

Até o momento, não há caso confirmado de coronavírus nem em São Paulo nem no Brasil, que investiga 12 suspeitas. Os dados oficiais são registrados pelos municípios em um sistema de notificação do Ministério da Saúde. Eventuais novos casos suspeitos ou confirmados, são divulgados diariamente pela Secretaria.

Americana

Entre os casos de São Paulo, são três adultos e uma criança. Os casos do Interior são dois adultos, de Santo André e Paulínia, e uma criança de 3 anos de Americana. Todos os casos têm registros de visita à China.

Os sete casos suspeitos estão bem, estáveis e recebendo cuidados em casa em isolamento domiciliar, ou seja, com restrição de contatos com pessoas e ambientes externos.

Plano

O governo do Estado anunciou nesta sexta-feira (31) um plano de prevenção e a formação de um comitê estratégico para ações relacionadas ao coronavírus. Inicialmente, serão destinados R$ 200 mil para aquisição de kits diagnósticos para o Instituto Adolfo Lutz.

Esse recurso também será empregado na compra de insumos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), como máscaras, luvas, óculos e aventais para profissionais de saúde dos hospitais e laboratórios estaduais. Se necessário, o governo de São Paulo ampliará o repasse de verba.

Centro de operações

A Saúde também instituiu um centro de operações de emergências que contará com representantes de instituições estaduais, municipais e federais. A finalidade é auxiliar a pasta na organização e normatização de ações de prevenção, vigilância e assistência referentes à infecção humana pelo novo coronavírus.

O centro também vai colaborar na análise de dados e de informações para subsidiar tomadas de decisões e definição de estratégias, preparação da rede e de ações de enfrentamento de emergências em saúde pública.

Comunicação

Um dos eixos do plano em curso é a transparência na comunicação com a sociedade civil. A assessoria de comunicação da Secretaria da Saúde fará divulgações diárias das estatísticas atualizadas e de orientações sobre o coronavírus. Há também uma página especial (veja quadro nesta página) com informações sobre o vírus e com orientações à população.

As estratégias de divulgação incluem um site oficial e redes digitais oficiais; releases e entrevistas com especialistas para veículos de comunicação; boletins técnicos periódicos para orientar gestores e profissionais de saúde; orientações a serviços de saúde públicos e privados, com apoio de federações, associações e entidades de classe.

Os canais oficiais da Secretaria da Saúde podem ser acessados pelos links abaixo:
Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.