Ir para conteúdo

[RMC]
Valores das tarifas dos ônibus metropolitanos sobem em média 6,89%

Região Metropolitana de Campinas teve o reajuste mais alto entre as cinco regiões metropolitanas do Estado; aumento vale a partir deste domingo

25 jan 2020 – 12h12
Consórcio Bus+ opera 151 linhas e transporta a média diária de 141 mil passageiros na RMC (Foto: Divulgação)

Os valores das tarifas de transporte por ônibus intermunicipais na Região Metropolitana de Campinas (RMC) vão subir a partir deste domingo (26). O aumento médio das linhas metropolitanas de responsabilidade do Consórcio Bus+ será de 6,89%, o mais alto entre as cinco regiões metropolitanas do Estado controladas pela Empresa Metropolitana de Transporte Urbano (EMTU).

Os índices de reajuste foram definidos pela Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos. De acordo com o governo estadual, levam em conta o aumento dos combustíveis, a elevação do custo de mão de obra e, no caso do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), também a elevação do custo da energia elétrica. As novas tarifas por linhas podem ser conhecidas a partir deste sábado (25), no site da EMTU (http://www.emtu.sp.gov.br/emtu/itinerarios-e-tarifas/tarifas-em-formato-pdf.fss).

O Consórcio Bus+ opera 151 linhas intermunicipais e transportam a média diária de 141 mil passageiros na RMC. Os novos valores das tarifas de transporte por ônibus intermunicipais passam a vigorar nas cinco regiões metropolitanas do Estado de São Paulo: Campinas, Grande São Paulo, Baixada Santista, Sorocaba e Vale do Paraíba/Litoral Norte. A média do reajuste mais alto está na RMC. Confira abaixo.

– Região Metropolitana de Campinas

  • O reajuste médio das linhas metropolitanas de responsabilidade do Consórcio Bus+ será de 6,89%.

– Região Metropolitana de São Paulo

Na RMSP, onde o sistema de transporte metropolitano é dividido por áreas de operação, os índices de reajustes médios são os seguintes:

  • Área 1 – Nas linhas intermunicipais operadas pelo Consórcio Intervias o índice médio do reajuste das tarifas será de 5,25%. Essa área inclui a região dos municípios de Cotia, Embu das Artes, Taboão da Serra, Itapecerica da Serra, entre outros.
  • Área 2 – O Consórcio Anhanguera que atende os municípios de Osasco, Barueri, Santana de Parnaíba e região, o reajuste médio das tarifas das linhas metropolitanas será de 5,49%.
  • Área 3 – As linhas intermunicipais de responsabilidade do Consórcio Internorte terão reajuste médio de 4,85%. A área atendida pelas empresas operadoras envolve as cidades de Guarulhos, Arujá, Mairiporã e Santa Isabel.
  • Área 4 – As linhas metropolitanas operadas pelo Consórcio Unileste e que atendem as cidades da região de Mogi das Cruzes, Suzano, Poá, Ferraz de Vasconcelos, entre outras, terão reajuste médio de 6,07%.
  • Área 5 – As linhas intermunicipais operadas por 16 permissionárias que atendem os passageiros da região do ABC terão reajuste médio de 5,64%.
  • A nova tarifa das linhas do Corredor Metropolitano ABD (São Mateus –Jabaquara), de reponsabilidade Concessionária Metra, passará a ser de R$ 5,10, um reajuste de 6,47%.

– Região Metropolitana da Baixada Santista

  • As linhas intermunicipais operadas pelo Consórcio BR Mobilidade terão reajuste médio de 3,33%.
  • A tarifa do VLT da Baixada Santista passará de R$ 4,40 para R$ 4,55.

-Região Metropolitana do Vale do Paraíba/Litoral Norte

  • As linhas intermunicipais operadas pelas nove permissionárias da RMVPLN terão reajuste médio de 6,56%.

– Região Metropolitana de Sorocaba

  • Na RMS o reajuste médio das tarifas das linhas metropolitanas operadas por oito permissionárias também será de 6,56%.

Vinculada à Secretaria dos Transportes Metropolitanos, a EMTU é controlada pelo governo de São Paulo. Fiscaliza e regulamenta o transporte metropolitano de baixa e média capacidade nas cinco Regiões Metropolitanas do Estado: Campinas, São Paulo, Sorocaba, Baixada Santista e Vale do Paraíba e Litoral Norte. Juntas, as áreas somam 134 municípios.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.