Ir para conteúdo

[Saúde]
Hospital de Paulínia faz mais de 258 mil procedimentos em seis meses

Número se refere ao primeiro semestre de 2019 e foi divulgado nesta quinta-feira pelo Tribunal de Contas do Estado; taxa de mortalidade foi de 4,05%

18 jan 2020 – 17h16
Hospital Municipal de Paulínia ‘Vereador Antônio Orlando Navarro’: porte médio (Foto: Divulgação)

Mais de 258 mil procedimentos ambulatoriais – entre atendimentos, consultas e exames –, foram realizados no Hospital Municipal de Paulínia “Vereador Antônio Orlando Navarro” no primeiro semestre de 2019. A cidade tem 110 mil habitantes. O número de internações na unidade, entre janeiro e junho do ano passado, chegou a 1.779, com uma média de permanência dos pacientes de cinco dias.

Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (16) e obtidos pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). Eles estão disponíveis no Painel da Saúde – ferramenta desenvolvida pela Corte para mostrar um panorama da assistência prestada nos 193 hospitais públicos, estaduais e municipais, do Estado de São Paulo aos cidadãos (clique para acessar os dados).

Segundo o estudo, a taxa de mortalidade do Hospital Municipal de Paulínia foi 4,05%, quando ocorreram 72 óbitos naquele período. Dentre os equipamentos de maior densidade tecnológica a unidade não possuía ressonância magnética e ultrassom ecógrafo; entretanto tinha um tomógrafo computadorizado e três aparelhos de ultrassom droppler colorido.

O Hospital de Paulínia foi considerado pelo estudo do TCE de porte médio e do tipo de estabelecimento geral. A quantidade de médicos que prestavam assistência na unidade era de 217 naquele período, conforme o estudo da Corte, e a unidade disponibilizava 28 leitos cirúrgicos, 28 clínicos, 13 obstétricos, 19 pediátricos, seis complementares e cinco de outras especialidades.

Estado

No Estado de São Paulo, os 193 hospitais públicos, estaduais e municipais realizaram mais de 57 milhões de procedimentos (entre consultas, tratamentos, cirurgias, exames e atendimentos ambulatoriais) no primeiro semestre de 2019. A amostra representa 31.115 leitos existentes e uma rede de atendimento que conta com um corpo de 28.179 médicos devidamente cadastrados no sistema.

O Hospital das Clínicas da FMUSP, na Capital, lidera o ranking com o maior número de atendimentos, 4,3 milhões, o que representa 7,5% do total. A unidade, que é a maior em número de leitos (1.455), também foi a que mais realizou internações, totalizando 26.830 no período de seis meses.

Campinas

Campinas e Botucatu completam a lista dos três estabelecimentos universitários que mais efetuaram atendimentos, como o Hospital das Clínicas da Unicamp e o Hospital das Clínicas de Botucatu, totalizando 2 milhões e 1,9 milhão de procedimentos, respectivamente.

O levantamento foi extraído a partir das bases de dados e informações colhidas junto ao Ministério da Saúde e às Pastas estaduais da Saúde e da Fazenda; e abrange os 193 hospitais próprios administrados diretamente pelo Estado e/ou municípios. Não estão incluídos no painel os hospitais de entidades sem fins lucrativos ou filantrópicos, como as Santas Casas.

Localização

Do total, 53 unidades estão localizadas na Capital e 140 se encontram em 95 municípios do Estado. Cento e dois deles (52,85%) estão sob gestão municipal e 91 unidades sob a responsabilidade do Estado – o que representa um percentual de 47,15%. Destes, 59 são considerados de pequeno porte (até 50 leitos); 68 de nível médio (51 a 150 leitos); 63 de nível grande (de 151 a 500 leitos) e 3 de porte especial (acima de 500 leitos).

O Painel contempla dois tipos de unidades: Hospitais Gerais (158), que representam 81,7% do total, e Hospitais Especializados (35), num percentual de 18,13%. No primeiro caso, foram realizadas 621.088 internações com permanência média de 5,34 dias por paciente. Já os atendimentos nas unidades especializadas alcançaram o montante de 74.317 internações, representando uma média de 6,79 dias por enfermo.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.