Ir para conteúdo

[Circular]
Nova empresa de ônibus usa micro-ônibus para transportar passageiros

Prefeitura informou que vai cobrar explicações da Terra Auto Viação, que assumiu o transporte público de Paulínia no último sábado

14 jan 2020 – 23h15
Micro-ônibus da Terra socorre ônibus convencional com pane seca durante itinerário (Foto: Divulgação)

ATerra Auto Viação está utilizando também micro-ônibus para realizar o transporte público urbano e rural de passageiros em Paulínia. A Prefeitura informou que vai cobrar explicações da nova concessionária do serviço e, se for preciso, correções no sistema.

Os micro-ônibus já tinham sido vistos na garagem da Terra antes mesmo da empresa assumir o transporte público em Paulínia, no último sábado (11). Na segunda-feira (13), um desses veículos socorreu um convencional com pane seca na cidade.

Parte dos micro-ônibus estacionados na garagem da Terra Auto Viação, em Paulínia (Foto: Divulgação)

Mas em nenhum dos dois casos acima, os micro-ônibus transportavam passageiros. Até que nesta terça-feira (14), por volta das 20h, dois deles deixaram o Rodoshopping de Paulínia com usuários do sistema de transporte público dentro deles.

Extraoficialmente, esses micro-ônibus seriam alocados em linhas e horários com menor número de passageiros, como no bairro Betel, às 15h, ou na Replan, às 10h. Entretanto, a Prefeitura não confirmou a utilização deles no transporte público da cidade.

Micro-ônibus da Terra circula pela região central da cidade na última segunda-feira (Foto: Reprodução)

Até a publicação deste texto, a Prefeitura não havia esclarecido se sabia da operação dos micro-ônibus em Paulínia, quantos e desde quando transportam passageiros, quais linhas operam e se esses veículos estavam previstos no contrato assinado com a Terra.

Pelo contrato atual, nos dias úteis, a Terra deveria rodar com 52 veículos acessíveis para pessoas com deficiência, nas 13 linhas existentes na cidade, nos mesmos itinerários e horários realizados pela Flama. Aos sábados seriam 32 e aos domingos, 18.

Chamamento

A Terra foi empresa vencedora do chamamento público feito pela Prefeitura para substituir a Viação Flama, do Grupo Passaredo, que há mais de 20 anos operava o transporte público na cidade – os últimos deles por meio de contratos emergências, sem licitação pública.

O contrato com a nova empresa, de cerca de R$ 8,5 milhões, também é emergencial, pelos próximos seis meses ou até quando for realizada a nova licitação pública para o transporte público de Paulínia, válida pelos próximos 10 anos.

Problemas

Nos quatro primeiros dias de operação da Terra passageiros relataram diversos problemas na operação do sistema, como ônibus velhos; sujos; quebrados; com letreiros do Rio de Janeiro, pane seca; sem manutenção, ar-condicionado, acessibilidade, entre outros.

Na última segunda-feira (13), a Prefeitura de Paulínia informou que na notificação que fez “a empresa foi cobrada para uniformizar os funcionários, realizar a manutenção nas plataformas para PCDs, a limpeza e a identificação dos carros”.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.