Ir para conteúdo

[Polícia]
Mulher de 32 anos é morta a facadas no bairro Betel

Vizinho da vítima é acusado de matá-la e de ferir o companheiro dela no braço; homem foi preso no bairro Bom Retiro

24 dez 2019 – 2h30
Viatura da Polícia Militar em frente da Delegacia de Paulínia (Foto: Divulgação)

Dayane Silva, de 32 anos, foi morta a facadas pelo vizinho Cláudio Oliveira, na noite deste domingo (22), no bairro Betel, em Paulínia. Seu companheiro também ficou ferido no braço ao tentar defendê-la. O homem foi preso nesta segunda-feira (23) no bairro Bom Retiro.

De acordo com a polícia, Oliveira chegou de bicicleta e, ao ver Dayane, em uma área industrial do bairro, deu nove facadas nela. O companheiro da vítima ainda tentou protegê-la, mas acabou ferido no braço.

Após o crime, Oliveira fugiu de bicicleta. Dayane foi socorrida e levada ao Hospital Municipal de Paulínia “Vereador Antônio Orlando Navarro”, entretanto não resistiu aos ferimentos e morreu.

Conforme a polícia, Oliveira e as vítimas se conheciam há cinco anos e teriam se desentendido outras vezes. Em depoimento na Delegacia de Paulínia, o companheiro de Dayane disse que o homem era violento e já havia tentado matar o casal.

Inclusive, dias antes, Oliveira também teria tentado estuprar Dayane. Na ocasião, o companheiro dela chegou a tempo e evitou o crime. Para se vingar, o criminoso ateou fogo na casa da vítima e, neste domingo, a matou a facadas.

Oliveira foi preso pela Polícia Militar nesta segunda-feira após denúncias anônimas de que ele estava no bairro Bom Retiro. O homem foi levado à Delegacia de Paulínia e deveria ficar preso no 2º Distrito Policial de Campinas.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.