Ir para conteúdo

[Política]
Termina nesta quinta-feira o prazo para biometria em Paulínia

Eleitores agendados têm prioridade nos cartórios, que, segundo o TRE, atendem dentro das possibilidades de sua estrutura física e de pessoal

19 dez 2019 – 5h30
Cerca de 19 mil eleitores ainda não tinham realizado a biometria até terça-feira passada (Foto: Divulgação)

Oprazo para que eleitores de Paulínia e de outros 318 municípios paulistas efetuem o cadastramento biométrico, que consiste em deixar registrada a impressão digital no sistema da Justiça Eleitoral, termina nesta quinta-feira (19). O procedimento, que também contempla a coleta de fotografia e assinatura digitalizada, é obrigatório para essas localidades. Por isso, quem perder o prazo pode ter o título de eleitor cancelado.

No Estado de São Paulo, 66,7% do eleitorado cadastraram as digitais. Dos 33.352.668 eleitores, 22.258.942 concluíram o procedimento. Em Paulínia, de acordo com a última atualização da Justiça Eleitoral, 19.380 eleitores ainda não tinham realizado a biometria até terça-feira passada (17). Do total de 78.698 eleitores da cidade, 59.318 já estavam em dia com a Justiça Eleitoral.

Na manhã desta quinta-feira, por volta das 8h, o internauta Val de Lucena publicou um vídeo na rede social mostrando o tamanho da fila no Paulínia Shopping, posto do Cartório Eleitoral para a realização da biometria na cidade. “Não foi por falta de divulgação, né? Eu fiz a minha no começo do ano. Tem brasileiro pra tudo, né? Até o que adora ficar em uma fila.” Mas o movimento no local já era intenso desde quarta-feira (18).

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) informou que os cartórios das cidades onde a biometria é obrigatória têm trabalhado no limite de sua capacidade física e de pessoal. E que eleitores agendados possuem prioridade de atendimento nos cartórios de municípios onde a biometria é obrigatória.

O TRE alegou que durante todo o ano, a Justiça Eleitoral paulista promoveu propagandas incentivando as pessoas a agendarem o atendimento nos cartórios, postos de atendimento e unidades do Poupatempo que têm serviços eleitorais. “Portanto, a prioridade é do cidadão que efetuou o agendamento”, ressaltou o TRE. “Quem não tomou essa providência pode não ser atendido, dadas as limitações já apontadas.”

Para a biometria, o eleitor deve apresentar documento oficial de identificação, comprovante de residência recente e título eleitoral, se tiver. Em caso de dúvidas, pode consultar uma seção da página do TRE-SP, que reúne informações sobre o processo biométrico, ou entrar em contato com a Central de Atendimento ao Eleitor, discando o número 148. O telefonema tem o custo de uma ligação local.

Consequências

Quando o eleitor está em situação irregular com a Justiça Eleitoral, ele fica impedido de votar, e enquanto não resolver a pendência também são impostas restrições, como a impossibilidade de obter empréstimos em bancos oficiais, a de tomar posse ou se inscrever em concursos públicos e a de emitir passaporte.

O TRE-SP estipulou como meta para 2019 cadastrar a biometria de 7 milhões de pessoas. O procedimento passou a ser obrigatório desde fevereiro em 479 municípios do estado. A biometria já valerá a partir das eleições municipais de 2020. O objetivo do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é de concluir a operação de biometria em todo o país até 2022.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.