Anúncios
Ir para conteúdo

[Adultos]
Nova etapa de vacinação contra sarampo começa nesta segunda-feira

Segunda fase da campanha nacional é voltada agora para pessoas na faixa de 20 a 29 anos que ainda não foram imunizadas contra a doença

18 nov 2019 – 5h30
A chamada vacina tríplice viral protege contra o sarampo, a rubéola e caxumba (Foto: Divulgação)

Asegunda etapa da campanha de vacina contra o sarampo começa nesta segunda-feira (18). O foco agora estará voltado para adultos com idade entre 20 e 29 anos ainda não imunizados contra a doença. As doses estarão disponíveis nos centros de saúde de todo o Estado de São Paulo.

Paulínia, conforme último balanço divulgado pela Prefeitura nesta sexta-feira (15), tem 23 casos de sarampo confirmados neste ano. Dezenove ocorrências já foram descartadas e outras 13 aguardam resultados. A campanha de vacinação é nacional e feita por meio da parceria da Secretaria de Estado da Saúde, os municípios e o Ministério da Saúde.

A vacina tríplice viral protege contra sarampo, rubéola e caxumba. Até o dia 30 de novembro, as doses estarão disponíveis em todos os postos de vacinação do Estado de São Paulo para esses jovens.

O público-alvo deve comparecer aos postos de saúde, preferencialmente com a carteirinha de vacinação, para que um profissional verifique a necessidade de aplicação da dose.

No sábado (30), haverá o “Dia D”, quando os postos de saúde estarão abertos para facilitar o acesso dos que ainda não se vacinaram ou estão com a carteira de vacinação desatualizada.

“Manter a vacinação em dia é a melhor forma de prevenção. Por isso, convocamos os jovens para irem aos postos durante esta fase da campanha exclusiva para eles”, disse a diretora do Centro de Vigilância Epidemiológica, Helena Sato. “Importante lembrar que quem tomou a primeira dose há menos de um mês, deve aguardar trinta dias para receber a segunda.”

Crianças

Na primeira fase da campanha, foram vacinadas 400 mil crianças na faixa de 6 meses a menores de cinco anos de idade, entre os dias 7 e 25 de outubro, em todo o Estado de São Paulo.

A vacina é contraindicada também para pessoas imunodeprimidas e gestantes. Pessoas nascidas antes de 1960, na sua maioria, já tiveram a doença na infância e possuem imunidade (proteção) por toda a vida, não necessitando ser vacinadas, conforme diretriz do Ministério da Saúde.

Seletiva

As pessoas que tiverem dúvidas quanto à imunização adequada devem procurar um posto, com a carteira vacinal em mãos, para que um profissional de saúde verifique a necessidade de aplicação, que ocorrerá de forma “seletiva”, ou seja, apenas em quem tiver alguma pendência.

O Programa Estadual de Imunização prevê que crianças e adultos, com idade entre um ano a 29 anos, devem ter duas doses da vacina contra o sarampo no calendário. Acima desta faixa, até 59 anos, é preciso ter uma dose. Não há indicação para pessoas com mais de 60 anos, pois esse público potencialmente teve contato com o vírus, no passado.

Cenário

O Centro de Vigilância Epidemiológica estadual realiza monitoramento contínuo da circulação do vírus. Neste ano, até o momento, há 8.815 casos confirmados laboratorialmente em todo o Estado de São Paulo.

Considerando que o vírus já circula em todo o território paulista, conforme prevê o Guia de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde, o Estado também confirma casos com base no critério clínico-epidemiológico (ou seja, com base em sintomas e avaliação médica), englobando outros 2.759 casos.

Cerca de 56,2% do total de casos se concentram na Capital. Neste ano, houve 14 mortes decorrentes de complicações pelo sarampo.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.