Anúncios
Ir para conteúdo

[Chance]
Prefeitura de Campinas vai contratar 250 agentes de educação infantil

Atualmente o salário para essa função é de R$ 2.264,99, mais auxílio alimentação no valor de R$ 1.041,51 e vale transporte

5 nov 2010 – 19h32
Lei que permite contratação emergencial na Prefeitura de Campinas foi sancionada em setembro (Foto: Divulgação)

APrefeitura de Campinas vai contratar 250 agentes de educação infantil para a rede municipal. A autorização para contratação da Vunesp como responsável pela organização do processo seletivo emergencial foi publicada no Diário Oficial desta segunda-feira (4). A comissão interna que vai fiscalizar todo o processo também já foi nomeada.

Nos próximos dias, a Secretaria de Recursos Humanos publicará o edital, com todas as informações necessárias aos candidatos. Os agentes de educação infantil atuam no atendimento de crianças de zero a 5 anos. “Essas contratações serão importantes para o atendimento pleno da Educação Infantil”, disse Solange Pelicer, secretária de Educação.

Por se tratar de uma contratação emergencial, a seleção será feita a partir da análise de títulos, que levará em conta a formação do candidato e o tempo de experiência na área. É importante que os candidatos acompanhem as publicações no Diário Oficial, onde serão divulgados os editais e os prazos de inscrições.

Atualmente, o salário dos agentes de educação infantil é de R$ 2.264,99. Além disso, os contratados terão direito, também, ao auxílio alimentação, no valor de R$ 1.041,51, e ao vale transporte, nos mesmos moldes que o oferecido aos servidores concursados.

De acordo com a secretária de Recursos Humanos, Elizabete Filipini, as informações sobre prazos, critérios de seleção, salário, benefícios e cronograma estarão no edital. “As contratações emergenciais seguem critérios específicos, que estarão no edital.”

A secretária reforçou que os interessados devem acompanhar as publicações no Diário Oficial para não perderem os prazos, principalmente o de inscrições, já que, pelo cronograma previsto, os candidatos terão uma semana para fazer isso. A expectativa é de que estes profissionais estejam atuando na rede municipal de ensino no início de 2020.

Paralelo ao processo seletivo, que visa a contratação emergencial desses profissionais, a Prefeitura está organizando o concurso público, que também já foi autorizado pelo prefeito Jonas Donizette. A comissão do concurso, cujos nomes já foram publicados no Diário Oficial, está estruturando a seleção dos futuros concursados.

Atualmente, a rede municipal conta com 1.158 agentes de educação infantil e 549 monitores de educação infantil, que é um cargo extinto a vagar, ou seja, que deixará de existir na Prefeitura e, por isso, não há reposição após a aposentadoria desses profissionais.

Emergencial

A Lei que permite a contratação emergencial na Prefeitura de Campinas (administração direta e indireta) foi sancionada no último dia 16 de setembro.

As contratações emergenciais serão feitas por prazo determinado, não podendo ultrapassar 12 meses. Os profissionais serão selecionados por meio de processo seletivo simplificado e terão o salário-base e a jornada de trabalho idênticos aos dos servidores que ocupam cargos com a mesma denominação e referência. A escolaridade será a mesma exigida nos concursos públicos. As demais regras serão estabelecidas nos editais dos processos seletivos simplificados a serem realizados pela administração direta e indireta.

Cargos

Outra lei sancionada em setembro foi a de criação de 500 cargos públicos de agentes de educação infantil. Esta medida foi necessária para que fosse possível a abertura de um novo concurso para a área.

Neste caso, diferente do que acontecerá no processo seletivo emergencial, as contratações serão para cargos efetivos. As regras do concurso também serão publicadas em edital, assim que a organizadora for contratada.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.