Ir para conteúdo

[Educação]
Câmara Jovem aprova banco de voluntários para escola pública

Ideia é obrigar o cadastramento de interessados em desenvolver projetos extracurriculares, como aulas de música, idiomas, esporte e artesanato

23 out 2019 – 5h30
Evento desta terça-feira ocorreu como uma sessão ordinária da Câmara de Vereadores (Foto: Divulgação)

A2ª sessão do ano da Câmara Jovem discutiu 25 propostas para Paulínia, nesta terça-feira (22), apresentadas por estudantes de seis escolas da cidade. Os temas envolveram problemas em instituições de ensino e sugestões nas áreas de Educação, Cultura, Transporte, Lazer e Esporte, entre outros assuntos.

Os vereadores jovens aprovaram o projeto de lei que cria o Banco de Voluntários das Escolas Públicas da cidade. A maioria concordou com a ideia de mandar a Prefeitura instituir um cadastro para interessados em realizar projetos voluntários extracurriculares, como aulas de música, idiomas, esporte e artesanato.

Vereadores jovens aprovaram ainda 17 Indicações, seis Requerimentos e uma Moção (Foto: Divulgação)

O texto foi sugerido por Gustavo Gonçalves da Silva (E.E. Residencial São José) e só passou depois de muitos debates, questionamentos e dois turnos de votação. Espontaneamente, vários vereadores jovens fizeram perguntas e críticas sobre a ideia.

De acordo com o autor, o banco de dados seria importante para organizar o envolvimento de voluntários em escolas municipais e estaduais, estimulando a presença de alunos no horário sem aulas e dando alternativas a quem não tem condições financeiras.

Todas as sugestões aprovadas serão encaminhadas para os vereadores e o prefeito de Paulínia (Foto: Divulgação)

Houve ainda a aprovação de 17 Indicações (sugestões à Prefeitura), seis Requerimentos (cobranças de informações ou providências) e uma Moção (aplausos ao projeto “Help”, que oferece ajuda virtual a adolescentes e promove palestras sobre suicídios e depressão em escolas).

Todas as sugestões serão encaminhadas para os vereadores e o prefeito de Paulínia, podendo ter resultados reais no futuro. Em 2020, serão abertas as inscrições para interessados em participar da terceira edição da Câmara Jovem.

Estudantes, professores e parlamentares acompanharam a sessão dos vereadores jovens (Foto: Divulgação)

O evento desta terça ocorreu como uma sessão ordinária da Câmara: a presidente da Câmara Jovem, Allanna Raianna Santana, foi a responsável por conduzir os debates, com apoio de servidores do Legislativo. Três alunos da EMEFM Vereador Ângelo Corassa Filho participaram da Tribuna Livre, comentando propostas.

Experiência

Ana Júlia Delgado e Allan Gonçalves Pires, da primeira edição do projeto (2017-2018), falaram na tribuna sobre a experiência deles. Os vereadores da legislatura atual e professores das escolas e representantes da Secretaria Municipal da Educação participaram da sessão da Câmara Jovem.

Seis escolas são parceiras do projeto Câmara Jovem – duas municipais, duas estaduais e duas particulares: EMEFM Maestro Marcelino Pietrobom, EMESFM Vitor Szczepanski e Souza Silva, E.E. Padre José Narciso Vieira Ehrenberg, E.E. Residencial São José, Colégio Integral e Colégio Metropolitan Paulinense.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.