Anúncios
Ir para conteúdo

[Festa]
Festival Paralímpico de Atletismo reúne cerca de 250 participantes

Alunos de Paulínia disputaram provas adaptadas de corrida, salto em distância, lançamento de pelota e arremesso de peso nesta terça-feira

17 set 2019 -22h39
Participantes disputaram a prova de salto em distância nesta terça-feira no estádio municipal (Foto: Divulgação)

O2º Festival Paralímpico de Atletismo contou com a participação de cerca de 250 pessoas com deficiência física ou intelectual na manhã desta terça-feira (17), no Estádio Luís Perissinoto, em Paulínia. O evento faz parte da 10ª Semana Municipal de Luta da Pessoa com Deficiência, que acontece até sexta-feira (20) na cidade.

Cadeirantes também participaram de provas adaptadas durante o 2º Festival Paralímpico (Foto: Divulgação)

Alunos do Ensino Fundamental 1 e 2, da Associação de Pais e Amigos do Excepcional (Apae), Escola Especial Luz, Clínica Escola Arca dos Sonhos e do Núcleo Educacional Terapêutico Vida em Movimento disputaram as provas adaptadas de corrida, salto em distância, lançamento de pelota e arremesso de peso com o objetivo de estimular o esporte entre as crianças, jovens e adultos e, assim, descobrir talentos paulinenses.

Estudantes mais novos também correram na pista do Luís Perissinoto, em Paulínia (Foto: Divulgação)

“Nunca desistam dos seus objetivos porque um dia vocês chegam lá”, incentivou Agnaldo Silva, de 33 anos, que conquistou a medalha de ouro dos jogos Parapan-Americanos de Lima, no Peru. Ele venceu a corrida dos 100m, com o tempo de 11.37 segundos, no final de agosto passado. Essa é a primeira medalha conquistada por um paratleta paulinense.

Estudantes paulinenses se esforçaram para fazer bonito nas provas de Atletismo (Foto: Divulgação)

O aluno da Arca dos Sonhos Luis Guilherme Cardoso, de 19 anos, é um dos exemplos de superação dos participantes do Festival. Aos 4 anos ouviu do médico que seria muito difícil que andasse. “Ele tem autismo e sofreu paralisia cerebral. Dentre as maiores dificuldades foi saber que ele não andaria”, disse o avô Paulo Celso. “Hoje está aqui correndo. Isso é muito importante. É uma alegria sem tamanho.” Ele foi segundo na corrida adaptada.

Programação

Além do Festival, a semana conta com exposições, caminhada, apresentações culturais e visita a museu de São Paulo. Tudo é gratuito e aberto à população. A semana teve início com a exposição do artista Ivan Gomes, que pinta quadros com a boca e os pés; e a palestra “Reforma da Previdência e a Pessoa com Deficiência”, da psicóloga e escritora Tatiana Rolim.

Na quarta, haverá excursão ao Museu Catavento, em São Paulo. A quinta será marcada por atividades culturais na Prefeitura. Uma caminhada encerra a programação na sexta. A semana é organizada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, que teve apoio das secretarias municipais de Educação e Esporte e Lazer na promoção do Festival Paralímpico.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.