Ir para conteúdo

[Política]
Tiguila Paes é restabelecido no cargo de vereador de Paulínia

Ele foi afastado do mandato no último dia 3 de junho pela Justiça local acusado com outras 10 pessoas de atentado contra a liberdade de trabalho

23 ago 2019 – 20h12
Tiguila Paes (PPS) consegue retomar sua cadeira na Câmara de Vereadores de Paulínia (Foto: Divulgação)

Overeador Tiguila Paes (PPS) foi reconduzido ao cargo de vereador nesta sexta-feira (23) pela Câmara de Paulínia. Ele havia sido afastado pela Justiça local no último dia 3 de junho e conseguiu um habeas corpus no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) no dia 20 passado.

O restabelecimento do mandato de Tiguila Paes foi confirmado pela assessoria da Câmara Municipal no final da tarde desta sexta-feira. Com a volta do vereador, Ney da Van (PMN) retorna para a suplência do Poder Legislativo de Paulínia.

Tiguila Paes foi afastado da Câmara pelo juiz da 2ª Vara Criminal de Paulínia, Bruno Luiz Cassiolato. O vereador e mais 10 pessoas, entre elas o ex-secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Elizaman Jesus Lopes, o Carioca, são réus na ação que apura eventual associação criminosa para forçar terceirizadas da Replan a contratar somente pessoas indicadas pelo grupo.

Para o relator do caso no TJ-SP, o desembargador Leme Garcia, há “ausência de elementos que demonstrem que ele (Tiguila Paes) está se utilizando da função pública para prática de ilícitos”. O colegiado da 16ª Câmara de Direito Criminal acompanhou o voto do relator. O processo ainda corre na Justiça de Paulínia.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.