Ir para conteúdo

[Suplementar]
Capitão Cambuí participa da série o que pretendem os prefeituráveis

Candidato a prefeito do PSL junto com o vice Júlio Peluque é o segundo a ser ouvido; eleição fora de época ocorre dia 1º em Paulínia

19 ago 2019 – 11h
O candidato a prefeito do PSL, Capitão Cambuí, com seu vice Júlio César Peluque (Foto: Divulgação)

OCapitão Cambuí é o segundo candidato a prefeito na eleição suplementar de 1º de setembro deste ano a participar da série de reportagens do Portal de Notícias Paulínia 24 Horas Notícia. Nela, Cambuí conta o que pretende fazer na cidade se eleito prefeito para mandato-tampão até o dia 31 de dezembro de 2020.

Cambuí é candidato pelo PSL. Tem como vice o policial militar Júlio César Peluque. A primeira reportagem (será uma por dia), com as mesmas 12 perguntas para os nove prefeituráveis, foi com Ângela Duarte, que compõe chapa com Paula Benites, ambas do PRTB. A ordem da publicação dos textos se dará pela ordem alfabética dos nomes como os candidatos são mais conhecidos na cidade.

A eleição fora de época em Paulínia vai ocorrer por causa da cassação do prefeito Dixon Carvalho (PP) e de seu vice Sandro Caprino (PRB) por abuso de poder econômico nas eleições municipais de 2016. Desde novembro do ano passado, a cidade é comandada por prefeitos interinos.

Paulínia 24 Horas Notícia – De que forma o candidato vai acabar com a falta de remédios na rede pública de saúde de Paulínia e quanto tempo precisará para isso?

Capitão Cambuí – Com planejamento. Os recursos existem, mas como não existe controle real do que é usado, o que é comprado, o medicamento não chega a quem precisa. O mesmo vale para os remédios que são de responsabilidade do Estado e da União. Só estarão à disposição da população se forem solicitados dentro do prazo adequado e se as tratativas junto às instituições forem feitas frequentemente. O prazo será o mais rápido possível, visto que com a falta de transparência das gestões anteriores não é possível ter a real dimensão dos problemas.

O candidato sabe quais equipamentos utilizados para a realização de exames estão quebrados na rede municipal de saúde? Qual o prazo que precisa para deixá-los tudo em ordem e começar a zerar a fila de espera dos exames?

Fazer a manutenção dos equipamentos é relativamente rápido, por tratar-se de serviço essencial. Porém, o levantamento de quais os equipamentos estão fora de uso por estarem quebrados vai exigir um trabalho intenso de equipe com a ajuda valorosa dos servidores da saúde municipal. Será feito um levantamento minucioso dos bens públicos e sua situação, de uso e a falta dele.

Em quanto tempo o candidato planeja colocar para funcionar a parte nova do Hospital Municipal de Paulínia “Vereador Antônio Orlando Navarro”?

Como filiado ao PSL, mesmo partido do presidente Bolsonaro, já iniciamos as negociações para trazer para Paulínia os recursos necessários na recuperação das estruturas públicas e sua manutenção. Nossa prioridade é colocar o hospital atendendo normalmente e fazer chegar à população os medicamentos necessários.

Os uniformes e os materiais escolares serão entregues em 2020 no início do ano letivo?

A licitação para compra dos uniformes e do material escolar para nossos estudantes terá que ser uma das primeiras atitudes do futuro Secretário Municipal de Educação. Dessa forma será possível atender à essa demanda sim, no início do ano escolar de 2020.

A terceirização da merenda escolar nas escolas e creches municipais continuará a ocorrer em Paulínia? O serviço será melhorado? De que forma?

Para evitar prejuízos no fornecimento da merenda escolar, o contrato poderá ser mantido até o final do ano escolar de 2019. Porém, esse contrato, que vai vencer em 14 de setembro, certamente será analisado e, se for necessária uma nova licitação será aberta, isso após analisar qual formato de confecção da merenda e mais vantajosa e saudável para as diversas faixas etárias dos nossos estudantes. Volto a dizer que, além de primar pela qualidade e variedade, todas as ações da Prefeitura de Paulínia seguirão rigidamente o que determina a legislação.

Em sua gestão será mantida a contratação temporária de professores ou o candidato abrirá novo concurso público para a Educação?

Se houver vagas efetivas (classes de aula livres, ocupadas por professores em caráter temporário) é obrigatória a contratação por concurso. Os professores não concursados devem apenas ser utilizados em casos de afastamentos temporários dos titulares do cargo. Em todas as situações vou agir rigorosamente dentro da lei.

O que será feito desde o primeiro dia de seu governo para destravar o trânsito na região central e em direção ao bairro João Aranha no horário de pico da volta para casa? Quanto tempo precisará para resolver o problema?

Antes de tomar qualquer decisão é preciso fazer um estudo de mobilidade urbana para encontrar as melhores e mais viáveis soluções para essa questão. Enquanto isso, vou buscar os recursos que serão necessários. Dessa forma, quando o projeto estiver pronto já teremos a verba, sendo preciso apenas a licitação para começarmos as obras.

Como o candidato ajustará os gastos da Prefeitura com pessoal, conforme os limites da Lei da Responsabilidade Fiscal (LRF)? O abono salarial será incorporado ao salário dos servidores e aposentados? Como?

Hoje a merenda e o transporte escolar estão sendo pagos com recursos próprios, da Prefeitura. As verbas que vem do Estado e da União para esse fim não chegam aos cofres de Paulínia por falta de certidões, prestações de contas, enfim, de boa administração. Vou acertar a casa e fazer voltar esses valores para o orçamento municipal. É preciso também, para desonerar o orçamento e respeitar os limites da Lei de Responsabilidade Fiscal auditar contratos e pagamentos, reestruturar cargos comissionados e realizar uma administração austera, cumprindo as leis. Essa será minha conduta quanto à todas as reivindicações do funcionalismo.

De que forma o candidato aumentará a capacidade de investimento da Prefeitura em serviços de interesse público?

É preciso, como disse anteriormente, colocar a casa em ordem. Organizando despesas, a receita será organizada também e, assim, poderemos conquistar recursos externos para atender às necessidades da população. Sem esquecer que esse será um mandato de apenas 15 meses, e que o máximo será feito nesse prazo.

O candidato promoverá uma auditoria em contas e contratos da Prefeitura de Paulínia para responsabilizar eventuais mau uso ou desvio do dinheiro dos contribuintes? Em qual período?

Sim, como já esclarecido nas questões anteriores, sem essa auditoria, a revisão de despesas e receitas não é possível colocar a Prefeitura de Paulínia nos trilhos. E, havendo dolo, os responsáveis responderão à Justiça. Essa é a máxima do nosso governo: cumprir a lei.

Quanto tempo o candidato precisará para realizar uma nova licitação pública para concessão do serviço de transporte coletivo de passageiros em Paulínia, atendendo a determinação do Ministério Público de 2015?

Não há informação auditável no Portal da Transparência da Prefeitura de Paulínia. Por isso, não é possível afirmar o que poderá ser feito, ainda mais que teremos apenas 10 meses de mandato e, nesse período curto é muito difícil realizar uma licitação desse porte. Prometer algo diferente disso é faltar com a verdade, aproveitando-se da falta de conhecimento da população sobre os trâmites da legislação sobre administração pública.

Qual a maior inovação que o candidato trará durante sua gestão para Paulínia?
Acabar com a corrupção no trato com a Prefeitura de Paulínia. Combater a corrupção e trazer eficiência e eficácia para a gestão dos cargos de primeiro escalão.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.