Ir para conteúdo

[Suplementar]
Série mostra o que pretendem os candidatos a prefeito de Paulínia

Reportagem começa com Ângela Duarte (PRTB), que dentre outras medidas, quer acabar com a terceirização da merenda escolar na cidade

18 ago 2019 – 11h
A candidata a vice Paula Benites e a candidata a prefeita Ângela Duarte, ambas do PRTB (Foto: Divulgação)

OPortal de Notícias Paulínia 24 Horas Notícia começa a publicar a partir deste domingo (18) uma série de reportagens com os nove candidatos a prefeito na eleição suplementar de 1º de setembro deste ano. O prefeito e vice eleitos cumprirão um mandato-tampão até o dia 31 de dezembro de 2020.

A eleição fora de época em Paulínia vai ocorrer por causa da cassação do prefeito Dixon Carvalho (PP) e de seu vice Sandro Caprino (PRB) por abuso de poder econômico nas eleições municipais de 2016. Desde novembro do ano passado, a cidade é comandada por prefeitos interinos.

A primeira reportagem (será uma por dia), com as mesmas 12 perguntas para os nove candidatos, é com a candidata Ângela Duarte (PRTB), que compõe chapa com Paula Benites (PRTB). A ordem da publicação dos textos se dará pela ordem alfabética dos nomes como os candidatos são mais conhecidos na cidade.

Paulínia 24 Horas Notícia – De que forma a candidata vai acabar com a falta de remédios na rede pública de saúde de Paulínia e quanto tempo precisará para isso?

A candidata sabe quais equipamentos utilizados para a realização de exames estão quebrados na rede municipal de saúde? Qual o prazo que precisa para deixá-los tudo em ordem e começar a zerar a fila de espera dos exames?

Em quanto tempo a candidata planeja colocar para funcionar a parte nova do Hospital Municipal de Paulínia “Vereador Antônio Orlando Navarro”?

Ângela Duarte – Me perdoe, mas os problemas da Saúde de Paulínia são bem mais abrangentes que essas três perguntas. Por décadas, o povo e funcionários da saúde, vem sofrendo os reflexos criados pelos conchavos políticos, incompetência, abandono, falta de interesse e boa vontade dos prefeitos que passaram. Por exemplo, investiram R$ 200 milhões em um hospital que se quer tem saída de emergência, com várias falhas estruturais, não houve planejamento adequado sequer na distribuição das enfermarias, com banheiros que alagam, ar condicionado não funciona adequadamente, quartos fechados há anos por falta de manutenção, leitos bloqueados por falta de colchões, o desafio é bem maior do que se imagina. Aliado a isso, todos os aparelhos de endoscopia, de colonoscopia, vídeolaparoscópios (usado para realizar cirurgias sem abrir a barriga do paciente) quebrados, devido a falta de compromisso e competência. No meu governo não admitirei esse descaso, usarei de uma equipe técnica e não de apadrinhados políticos de fora que desconhecem a realidade da nossa cidade e tampouco respeitam a nós cidadãos. Usarei de uma equipe técnica competente e de toda a atribuição que a lei me permite para solucionar os problemas mais gritantes da saúde, levar medicamentos ao doente internado e a toda a população que necessita deste remédio, colocarei os equipamentos em dia. Chega deste descaso com o nosso povo paulinense e do mau uso do dinheiro público.

Os uniformes e os materiais escolares serão entregues em 2020 no início do ano letivo?

Uniformes e materiais escolares tem que ser entregues ao início do ano letivo. Não faz sentido algum entregar depois e nem tampouco dá pra entender porque não é feito dessa forma. Observe que esse atraso tem sido frequente em todas as administrações. Corrigiremos isso, até por questão de coerência.

A terceirização da merenda escolar nas escolas e creches municipais continuará a ocorrer em Paulínia? O serviço será melhorado? De que forma?

Terceirização da merenda está totalmente ligado ao descaso da própria merenda como um todo em termos de qualidade e quantidade. Sou contra a forma como está sendo prestado esse serviço da merenda e existem pontos a serem melhorados, mas o principal é retomar a forma anterior. Para isso teremos que investir em pessoal, equipamentos, e, por isso, o como fazer, dependerá daquilo que teremos que fazer em termos de ajustes financeiros. Sem tomar pé da real situação da cidade, fica difícil expor exatamente a forma de como fazer as melhorias.

Em sua gestão será mantida a contratação temporária de professores ou a candidata abrirá novo concurso público para a Educação?

Quanto a terceirização dos professores, essa pergunta nem deveria existir, penso eu. Basta reduzir drasticamente os cargos comissionados e parar de negociar cargos comissionados em troca de apoio político, que nossos alunos terão seus professores alegres, felizes e trabalhando. Terceirizar professores não dá.

O que será feito desde o primeiro dia de seu governo para destravar o trânsito na região central e em direção ao bairro João Aranha no horário de pico da volta para casa? Quanto tempo precisará para resolver o problema?

Paulínia tem um crescimento desordenado, mau planejado pelo poder público, liberam empreendimentos e não dão infraestrutura em todos os sentidos, o que afeta diretamente a vida do cidadão, que sofre com alagamentos, vazão de esgoto a céu aberto, e travamento do trânsito, principalmente em horários de picos. Hoje temos um trânsito caótico e travado por pura incompetência de quem fez um projeto pela metade, não concluindo por abandono e descaso com o povo e com a coisa pública. Não adianta fazer obras inúteis como sempre foram feitas em Paulínia, hoje temos a herança de balões mal projetados e que só travam o trânsito. Há que se tomar que tomar muito cuidado, pois quem causou tudo isso a nossa cidade, agora diz que vai resolver… dá pra acreditar?! Nosso projeto nesse sentido é bem simples e bem fácil de executar. A diferença é que queremos melhorar a mobilidade urbana como um todo e para todos e não para projeto pessoal. Temos uma equipe já debruçada sobre isso e sob minhas ordens e podem ter certeza, virão boas e fortes mudanças por aí.

Como a candidata ajustará os gastos da Prefeitura com pessoal, conforme os limites da Lei da Responsabilidade Fiscal (LRF)? O abono salarial será incorporado ao salário dos servidores e aposentados? Como?

Nós, e eu digo nós, porque também sou funcionária pública há mais de 25 anos, não podemos ficar a mercê de decisões que mudam conforme o interesse de cada prefeito. Não só aumentos, abonos, e outros direitos do servidor tem que serem efetivados à luz da Lei, assim como os salários também devem ser pagos. Pra se ter uma ideia, hoje, muitos servidores concursados vem sofrendo um verdadeiro estresse emocional porque trabalharam dobrado, e com a autorização do prefeito, e o prefeito descontou os valores que esses funcionários receberam a mais que o salário do prefeito. Porém este ato do prefeito em pagar o funcionário acima do valor que ele recebe é ilegal. E o que o prefeito fez??? Continuou pagando mesmo sabendo que é ilegal, e hoje, sendo condenado pelo Ministério Público a devolver os valores pagos indevidamente, tem feito quem trabalhou devolver. Aí pergunto eu, quem tem que ser penalizado é o funcionário que trabalhou ou o prefeito que não cumpriu a lei? Punir o funcionário por atos praticados por prefeitos que não cumprem a lei é o mesmo que acusar o coitado do trabalhador que se aposenta com um salário mínimo, de quebrar a previdência. Servidor não pode servir de moeda de troca e nem usado para eleger ninguém. Se a folha de pagamento está alta como dizem, há que se realizar cortes em vagas de cargos comissionados, temos funcionários competentes pra tocar qualquer área da Prefeitura, há que se valorizar quem no dia a dia toca o serviço público, que dá a cara pra bater no momento que a população busca seu direito de cidadão e não encontra por incompetência do prefeito. Direito de trabalhador é direito de trabalhador e enquanto prefeita farei de tudo dentro da legalidade, pra manter esse direito, esteja este funcionário na ativa ou não.

De que forma a candidata aumentará a capacidade de investimento da Prefeitura em serviços de interesse público?

A incompetência de projeto pessoal de poder junto com instabilidade política é que afastaram investidores da cidade e criaram essa dificuldade com folha de pagamento. Não foi?? Veja bem, a regra é clara e o administrador público tem que cumprir a Lei. Velhos políticos não podem ser candidatos justamente porque cometeram ilegalidades que criaram esse caos, hoje, tentam ludibriar as pessoas que podem resolver isso tudo, pode isso?! Temos que ter uma prefeita que respeite a Lei e que queira o melhor para nossa cidade, doa a quem doer e sem conchavos para eleger e reeleger pessoas incompetentes e sem preparo algum, a cidade não aguenta mais essa situação não. Tem candidatura hoje que está mentindo para o eleitor e isso pode piorar ainda mais o que tanto nos judia hoje em dia. Paulínia não precisa sofrer desse jeito e as pessoa têm que entender que esse caos foi “criado”, criado pelos que hoje mandam de forma direta ou indireta.

A candidata promoverá uma auditoria em contas e contratos da Prefeitura de Paulínia para responsabilizar eventuais mau uso ou desvio do dinheiro dos contribuintes? Em qual período?

Já fui assessora jurídica da Prefeitura de Paulínia e sei muito bem o que fazer com contrato irregular. A incompetência e mau uso do serviço público fazem com que oportunistas colocassem como uma obrigação do gestor, como moeda de troca com o eleitor. Ora, o contrato irregular será não só auditado, mas auditado e oficiado o Ministério Público para providências na forma da Lei. Políticos e empresários que forem culpados, que sejam punidos e que devolvam o dinheiro de Paulínia ao povo de Paulínia.

Quanto tempo a candidata precisará para realizar uma nova licitação pública para concessão do serviço de transporte coletivo de passageiros em Paulínia, atendendo a determinação do Ministério Público de 2015?

Olha a pergunta que você me faz, se vai atender indicação do Ministério Público desde 2015, entendo que se a lei fosse respeitada, o Ministério Público não interveria, certo?! Logo, a concessão pública do transporte de Paulínia tem que obedecer a Lei, e não ficar sendo feita entre compadres, ou entre amarrações das quais somente quem fez sabe o porquê fez, ou a gente acaba com esses conchavos ou eles acabam com nossa cidade. Faremos licitação sim e na forma da lei e seremos muito intransigentes quanto à fiscalização e cumprimento na íntegra do contrato assinado. E o tempo obedecerá ao critério legal, lembrando que de outubro a dezembro, o orçamento estará na Câmara para análise e aprovação, logo, os novos processos licitatórios só podem ser iniciados a partir de janeiro/2020, não estamos aqui para enganar o povo.

Qual a maior inovação que a candidata trará durante sua gestão para Paulínia?

A maior inovação de nossa administração será justamente a transparência, o respeito à lei e o fato inédito, em Paulínia, de não se fazer negociatas nem conchavos para chegar a Prefeitura. Aqui quem mandará será nosso povo que sempre foi passado pra trás. Com minha experiência na Prefeitura e Câmara de Vereadores, ao invés de briguinha política ou judicializaçao, serei intransigente para a retomada dos bons serviços e desenvolvimento da cidade. Esse negócio de ficar brigando com político ou empresário é para oportunistas e inexperientes na política e esse não é meu caso. Eu encaminharei aos órgãos competentes e aliado a isso, obrigarei a fazer o serviço e da melhor forma, pois é assim que tem que ser. Prefeita tem que mandar e não obedecer “patrão”, vereadores, empresários ou maridos. Prefeita tem que ter experiência, domínio e, principalmente compromisso só com quem elegeu e com mais ninguém.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.