Ir para conteúdo

[Trânsito]
Atropelamento com morte chama atenção para falta de passarela

Km 127+500 da Rodovia Professor Zeferino Vaz (SP-332), no trecho que corta Paulínia, é ponto de travessia para trabalhadores

23 jul 2019 – 17h19
Local onde aconteceu atropelamento e morte da trabalhadora Jaqueline Pereira (Foto: Divulgação)

Amorte por atropelamento da jovem Jaqueline Pereira a caminho do trabalho no final da madrugada desta segunda-feira (22), além de comoção e consternação, trouxe à tona nas redes sociais um pedido para construção de passarela no Km 127+500 da Rodovia Professor Zeferino Vaz (SP-332). Para muitos, a travessia sobre a via poderia ter evitado o acidente com a moça de 22 anos.

Vanuza Milanez lembrou que o pai dos filhos dela já morreu neste mesmo ponto da rodovia, em frente à empresa Syngenta, onde Jaqueline Pereira trabalhava desde maio de 2018 e seguia antes de ser atropelada por ambulância da Prefeitura de Artur Nogueira, às 5h50, na pista sentido Campinas. Luzia Oliveira ressaltou que muitos atravessam a pista naquele local para ir ao trabalho.

A Concessionária Rota das Bandeiras, que administra o Corredor Dom Pedro de rodovias, o que inclui a Zeferino Vaz, informou nesta terça-feira (23) que, conforme previsto no contrato de concessão firmado junto ao governo do Estado, “não há a previsão para a implantação de uma passarela naquele ponto”, no Km 127+500, onde trabalhadores atravessam diariamente para ir ao serviço.

A Rota das Bandeiras destacou que desde o início da concessão do Corredor Dom Pedro reduziu 75% o número de atropelamentos na Zeferino Vaz. “Em 2010, primeiro ano completo do Corredor Dom Pedro sob administração da Rota das Bandeiras, aconteceram 16 atropelamentos na SP-332, nos seis primeiros meses do ano. Neste ano, foram quatro atropelamentos”, ressaltou em nota. Em 2018, de janeiro e junho, a rodovia teve três atropelamentos.

De acordo com a concessionária, desde que administra o Corredor Dom Pedro esse é o segundo acidente registrado na região onde Jaqueline morreu. “Da primeira vez, a vítima foi atingida por uma motocicleta e teve ferimentos leves”, esclareceu. A Rota das Bandeiras garantiu que já construiu oito passarelas na Zeferino Vaz e demoliu e reformou outras quatro para atender os padrões atuais de acessibilidade.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.