Ir para conteúdo

[Abra o olho]
Estado de São Paulo proíbe fornecimento de canudo de plástico

Nova lei abrange hotéis, restaurantes, bares, padarias, clubes noturnos, salões de dança e eventos musicais de qualquer espécie

15 jul 209 – 13h40
Canudos plásticos devem dar lugar aos de papel reciclável, material comestível ou biodegradável (Foto: Agência Brasil)

Canudos confeccionados em material plástico estão proibidos em todo o estado de São Paulo. Hotéis, restaurantes, bares, padarias, clubes noturnos, salões de dança e eventos musicais de qualquer espécie, entre outros estabelecimentos comerciais, não podem mais fornecer o produto a seus clientes.

De acordo com a norma em vigor, publicada na edição deste sábado (13) no Diário Oficial do Estado, os canudos plásticos devem ser substituídos por canudos de papel reciclável, material comestível ou biodegradável, embalados individualmente em envelopes hermeticamente fechados feitos do mesmo material.

Em caso de descumprimento, o estabelecimento comercial poderá ser multado, sendo que o valor cobrado poderá ser o dobro em casos de reincidência. “O canudo plástico é um dos maiores problemas ecológicos contemporâneos”, disse o deputado estadual Rogério Nogueira (DEM), autor do projeto de lei que trata do assunto.

Segundo o deputado, se cada brasileiro utilizar um canudo plástico por dia, em um ano, serão consumidos 75.219.722.680 canudos. “Pesquisas mostram que mais de 95% do lixo nas praias brasileiras é de material plástico”, afirmou. “E, assim como outros resíduos, todo esse material acaba invadindo o mar, prejudicando o habitat natural e a saúde dos animais que, com muita frequência, morrem por ingestão desse plástico descartado pelos humanos.”

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.