Ir para conteúdo

[Política]
Eleição suplementar em Paulínia vai ocorrer em 1º de setembro

Data para escolha de prefeito e vice para um mandato-tampão de pouco mais de um ano foi marcada nesta segunda-feira pelo TRE

15 jul 2019 – 17h15
Resolução fixa calendário eleitoral, prazo para registro de candidaturas e período de propaganda (Foto: Divulgação)

OTribunal Regional Eleitoral (TRE) marcou para o dia 1º de setembro a eleição suplementar em Paulínia para a escolha do prefeito e vice-prefeito que irão governar a cidade em um mandato-tampão de pouco mais de um ano. A resolução com as regras do pleito foi aprovada durante a sessão da corte desta segunda-feira (15) e deverá ser publicada nos próximos dias.

O período para realização das convenções municipais dos partidos para escolha de candidatos será entre os dias 25 e 30 de julho; o prazo para o registro de candidaturas termina no dia 2 de agosto até as 19h; e a propaganda eleitoral deverá ocorrer somente a partir do dia 3 de agosto. A data limite para a diplomação do prefeito e vice-prefeito eleitos está prevista para o próximo dia 4 de outubro.

A realização de eleição suplementar foi decidida pela Justiça Eleitoral após o julgamento de todos os recursos do prefeito cassado Dixon Carvalho (PP) e de seu vice Sandro Caprino (PRB). Os dois eleitos em setembro deste ano irão governar Paulínia até 31 de dezembro de 2020, quando, em 1º de janeiro de 2021, assumem o prefeito, vice e vereadores que deverão ser escolhidos nas eleições regulares de outubro do próximo ano.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.