Ir para conteúdo

[Gestão]
Atraso na construção da ponte da Rhodia vai custar R$ 700 mil

Aditivo e prorrogação de contrato com construtora por mais dois meses foram publicados no Semanário; obra deve acabar em agosto

13 jul 2019 – 19h30
O prefeito interino Loira (DC) durante visita à obra de construção da ponte da Rhodia (Foto: Divulgação)

Oatraso de dois meses na obra de construção da ponte sobre o Ribeirão Anhumas, na estrada da Rhodia, vai custar cerca de R$ 700 mil aos contribuintes de Paulínia, além, é claro, de prolongar os transtornos e prejuízos de 4 mil motoristas que continuarão por mais 60 dias impedidos de utilizar aquela rota interditada desde 2014.

O aditivo do contrato com a Construtora Etama Ltda foi assinado pelo governo interino de Loira (DC), por meio do Departamento de Suprimentos e Serviços/Divisão de Contratos, da Secretaria Municipal de Administração, no último dia 19 passado, mas só agora publicado na edição desta quinta-feira (11) do Semanário Oficial do Município.

No extrato de prorrogação, supressão e aditamento do contrato foi retirado R$ 156.822,79 (2,70%) do valor total da obra (R$ 5.968.050,35) e acrescido R$ 841.269,94 em virtude de aditivo contratual de 14,48%, restando um custo adicional aos cofres públicos de R$ 684.447,15. O equivalente a R$ 22.814,90 por dia de atraso.

Com isso, a obra, que era para ter sido concluída em oito meses – em junho passado –, por R$ 5.968.050,35, passará a custar R$ 6.652.497,50 para os contribuintes de Paulínia e a esticar sua previsão de término para agosto deste ano, como já havia sido noticiado em abril deste ano pela reportagem do Paulínia 24 Horas Notícia.

O governo provisório foi procurado pela reportagem para explicar as razões da supressão, prorrogação e do aditamento de contrato, bem como para confirmar a data de entrega da ponte da Rhodia para a população, mas não respondeu até a publicação deste texto.

Visita

No último dia 3, Loira visitou a obra custeada totalmente com o dinheiro de Paulínia. O interino informou que ao assumir seu governo provisório, no final de janeiro, regularizou o pagamento de três parcelas que se encontravam em atraso. O ex-prefeito interino Du Cazellato (PSDB) nega que tenha deixado de fazer pagamentos à Etama.

Após os pagamentos, ainda de acordo com Loira, “os serviços avançaram”, mas não o bastante para evitar o atraso até aqui de dois meses. “Dentro de 20 dias está prevista a implantação das vigas que vão compor o tabuleiro da ponte”, previu o interino. “Serão içadas por guindaste para serem colocadas e concretadas sobre a estrutura construída no local”.

Acabamento

Depois dessa etapa será dado início à fase de acabamento da obra, que ainda compreende o término da construção das escadas hidráulicas com canaletas, implantação de sistema de drenagem com tubulação, pavimentação e sinalização. O prazo final para liberação da ponte para o tráfego de veículos é dia 19 de agosto deste ano.

A ligação entre Paulínia e Campinas pela estrada da Rhodia está interditada desde novembro de 2014 por causa do aparecimento de problemas estruturais. A antiga ponte teve que ser demolida em 2018, quando então começaram as obras para a construção do novo dispositivo, que terá 60 metros em duas pistas. Pelo local, transitavam em média 4 mil veículos por dia.

Clique aqui pata ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.