Ir para conteúdo

[Política]
Vereadores votam aumento para servidores nesta segunda-feira

Projeto de lei reajusta em 100% o auxílio saúde, de R$ 100 para R$ 200; e em 166% o vale alimentação, de R$ 300 para R$ 800

1º jul 2019 – 5h30
Público durante a sessão extraordinária que vetou a incorporação do abono salarial (Foto: Divulgação)

Os vereadores vão votar nesta segunda-feira (1º), em sessão extraordinária, o projeto de lei que aumenta 100% o auxílio saúde, de R$ 100 para R$ 200; e 166% o vale alimentação, de R$ 300 para R$ 800; dos servidores municipais de Paulínia. A proposta havia sido rejeitada no último dia 10 junto com o projeto de lei da incorporação do abono de R$ 1 mil no salário-base do funcionalismo público.

A sessão, a terceira extraordinária do ano, começa a partir das 10h. Primeiro, os vereadores irão analisar o pedido da Prefeitura de Paulínia para a proposta andar com regime de urgência. Depois, vão definir se o Projeto de Lei 27/2019 respeita a legislação. No último dia 10, a Câmara seguiu o parecer de sua Procuradoria que entendeu que o projeto da incorporação do abono apresentava aspectos inconstitucionais. Com isso também foram rejeitados os aumentos do auxílio saúde e vale alimentação.

Depois da rejeição do projeto de lei no último dia 10, o sindicato dos servidores de Paulínia e o prefeito interino Loira (DC) decidiram desmembrar a proposta em dois projetos: um dos aumentos dos auxílios saúde e alimentação e outro da incorporação do abono, agora, de forma escalonada para não impactar a folha de pagamento de uma só vez e ferir a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). A incorporação do abono ainda não tem data para ser votada na Câmara Municipal.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.