Ir para conteúdo

[Polícia]
Guarda Civil de Paulínia vai utilizar drone em operações

Secretaria Municipal de Segurança Pública comprou equipamento modelo DJI Mavic; quinze guardas passaram por treinamento

13 jun 2019 – 19h04
Drone que será operado pelos 15 guardas civis que passaram por treinamento (Foto: Divulgação)

AGuarda Civil de Paulínia vai começar a utilizar drone no atendimento de ocorrências policiais e até em ações de saúde na cidade. O equipamento modelo DJI Mavic, comprado pela Secretaria Municipal de Segurança Pública, chegou no último dia 10. Quinze agentes já participaram nesta semana de treinamento para operação do veículo aéreo não tripulado.

A capacitação dos guardas civis aconteceu no Centro de Treinamento da GM, dentro do Poliesportivo dos Trabalhadores “Étori di Basio”, no bairro Vila Monte Alegre. “O drone vai ser usado em ações policiais, acidentes, pela Defesa Civil e até para verificação de áreas pelo setor de combate à dengue”, disse o secretário municipal de Segurança Pública, Cícero Luiz de Brito.

O secretário afirmou que o drone vai aumentar a capacidade de monitoramento, por exemplo, em uma situação de fuga e perigo. “O drone equipado será nossos olhos onde não podemos estar e resguarda o profissional”, avaliou Cícero. “A Guarda é muito atuante e tem conseguido reduzir índices de criminalidade, com mais este drone vai ficar melhor ainda”, disse o prefeito interino Loira (DC).

Elite

Outros cerca de 200 guardas municipais de Paulínia também participam de um treinamento ministrado por multiplicadores que estiveram na Swat, polícia dos Estados Unidos, especialista em táticas especiais, e repassam o conteúdo aos demais.

Cícero contou que um grupo de guardas de Paulínia esteve na Swat e trouxe conhecimento, que foi multiplicado aos demais guardas. “Um dos principais pontos dessa polícia é o saque tático, que é eficaz e seguro, evita incidentes e resguarda tanto a vida do suspeito, quanto do policial em ocorrência”, destacou.

Reforço

Segundo o secretário de Segurança Pública, foram ainda reforçadas as ações de abordagem com e sem reféns,  adentramento e embarque e desembarque, entre outras. “Todos os guardas devem ter isso memorizado e muito fresco na cabeça para usar sempre que necessário”, falou.

O valor do dinheiro do contribuinte investido na compra do drone, no treinamento dos guardas municipais para operação remota do equipamento, bem como na viagem do grupo de guardas que estiveram na Swat, nos Estados Unidos, não foi informado pelo governo interino.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.