Ir para conteúdo

[Ônibus]
Viação Flama ganha R$ 3 milhões de presente do Dia das Mães

Loira aumenta a tarifa de R$ 2,85 para R$ 3,50 e o subsídio de R$ 8,4 milhões para R$ 11,4 milhões; passageiro segue pagando R$ 1

10 maio de 2019 – 22h34
Ônibus do transporte público da Viação Flama, pertencente ao Grupo Passaredo (Foto: Divulgação)

AViação Flama, do Grupo Passaredo, vai ganhar de presente do Dia das Mães R$ 3 milhões da Prefeitura de Paulínia. O prefeito interino Loira (DC) aumentou 22,81% o valor da tarifa e 35,71% o subsídio que o Município paga a empresa para ela manter na catraca a passagem a R$ 1 para passageiros do transporte público municipal urbano na cidade.

O decreto aumentando a partir deste domingo (12), Dia das Mães, o valor da tarifa de R$ 2,85 para R$ 3,50 foi publicado na edição extra do Semanário de Paulínia desta sexta-feira (10). Nele, o prefeito interino também mantém na catraca a passagem a R$ 1. Com isso o subsídio pago pela Prefeitura à Flama para cada passageiro do sistema subirá de R$ 1,85 para R$ 2,50.

“Pensei nos trabalhadores, desempregados e pessoas carentes de nossa cidade”, disse Loira. “O Brasil passa por momento econômico delicado e entendo que manter a passagem a R$ 1 é uma política de inclusão social.” A medida custará R$ 3 milhões a mais do dinheiro dos contribuintes – o subsídio saltará de R$ 8,4 milhões para R$ 11,4 milhões ao ano (alta de 35,71%).

No decreto desta sexta, Loira revelou que, entre os motivos para conceder o aumento no valor da passagem de ônibus da Flama, considerou “os vários aumentos aplicados sobre combustíveis, salários e outros insumos que envolvem a operacionalização do sistema”, bem como a necessidade de manutenção do equilíbrio econômico-financeiro do contrato, “objetivando a não ocorrência de colapso no sistema”.

O decreto de Loira também trouxe um erro ao esclarecer que o Município “continuará subsidiando integralmente a tarifa de ônibus urbano aos domingos e feriados, com a finalidade de torná-la gratuita nos dias mencionados”. Ainda como vereador, o prefeito interino votou e aprovou com então seus companheiros da Câmara Municipal o fim da tarifa zero no transporte público de Paulínia. A nova lei vigora desde o dia 30 de setembro de 2018.

A assessoria de Loira reconheceu o erro e informou que o decreto será corrigido, mantendo a cobrança de R$ 1 na catraca todos os dias da semana, inclusive, nos feriados. Em média, de acordo com a Prefeitura de Paulínia, 750 mil pessoas utilizam o transporte público oferecido pela Viação Flama.

Licitação

Neste dia 23 de maio está marcada a audiência da abertura dos envelopes com as propostas das empresas que disputam a concorrência pública para escolha da concessionária que irá operar o transporte público coletivo de passageiros em Paulínia. O valor total estimado desse novo contrato para os próximos 10 anos é de R$ 383,8 milhões.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.