Ir para conteúdo

[Saúde]
Dia D de mobilização contra a gripe ocorre neste sábado

Unidades Básicas de Saúde de Paulínia estarão abertas das 8h às 17h para vacinar pessoas que fazem parte do público-alvo da campanha

3 maio  2019 – 23h14
Profissional da Saúde prepara dose da vacina contra a gripe para aplicar em público-alvo (Foto: Divulgação)

ODia D de mobilização contra a gripe ocorre neste sábado (4) também em Paulínia. De acordo com a Prefeitura, todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da cidade estarão abertas para atender o público-alvo da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, no período das 8h às 17h (exceto a do João Aranha).

A previsão, segundo o Ministério da Saúde, é que mais de 41 mil postos de saúde abram em todos os estados ao longo do dia. A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começou no último dia 10 e segue até 31 de maio. A meta é imunizar ao menos 90% de cerca de 59,5 milhões de pessoas em todo o País.

Devem receber a dose crianças com idade entre 6 meses e menores de 6 anos; grávidas em qualquer período gestacional; puérperas (até 45 dias após o parto); trabalhadores da saúde; povos indígenas; idosos; professores de escolas públicas e privadas; pessoas com comorbidades e outras condições clínicas especiais; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade.

Profissionais das forças de segurança e salvamento também passaram a fazer parte do público-alvo da campanha neste ano. Por meio de nota, o ministério informou que o grupo inclui policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas, totalizando cerca de 900 mil pessoas.

Vacina Brasil

Conforme o Ministério da Saúde, até o dia 30 de abril, 12,2  milhões de pessoas haviam sido imunizadas. O número representa 21% do total de grupos que devem receber a dose. O público com maior cobertura, até o momento, é o de puérperas, com 38,8%, seguido pelas gestantes (33,4%); indígenas (27,6%); crianças (26,4%); idosos (21,5%); trabalhadores de saúde (17,1%) e professores (14,2%).

Desde o início da vacinação, dia 10 de abril, até as 23h desta sexta-feira (3), a Secretaria Municipal de Saúde não havia informado nenhum balanço da vacinação contra a gripe em Paulínia. Também não tinha ainda esclarecido qual é a meta de imunização durante toda a campanha na cidade nem a expectativa de imunização só neste sábado.

“Neste ano lançamos o movimento Vacina Brasil e não só para a vacina da gripe, mas como uma oportunidade para todos atualizarem as suas cadernetas de vacinação. Amanhã (este sábado) é o dia D, um dia de grande mobilização e estamos fazendo um trabalho para aumentar os índices de vacinação no estado de São Paulo também”, disse o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.