Ir para conteúdo

[Fique esperto]
Primeira fase do bloqueio de 3km na D. Pedro I começa nesta segunda

A partir das 14h, será fechado o acesso de quem está na marginal sentido Anhanguera e deseja entrar na pista expressa, no Km 131

28 abr 2019 – 12h26

 

Mapa da interdição de trecho de 3km das pistas expressas da Rodovia D. Pedro I (Foto: Divulgação)

AConcessionária Rota das Bandeiras, empresa responsável pela administração do Corredor Dom Pedro de rodovias, começa nesta segunda-feira (29) a fazer uma importante intervenção na D. Pedro I (SP-065), em Campinas. Para a execução da última etapa das obras de remodelação e adequação dos trevos Galleria e Carrefour, que também contempla a recuperação e o alargamento de outras três obras de arte especiais, será necessário o bloqueio total da pista expressa, nos dois sentidos, entre os Km 131 e 134, no trecho entre o Galleria Shopping e o entroncamento com a Rodovia Governador Adhemar de Barros (SP-340), a Campinas-Mogi Mirim. Durante o período de obras, todo o tráfego na região, com volume médio diário de 125 mil veículos, será desviado para as pistas marginais. O cronograma inicial da Concessionária prevê que esse pacote de obras será concluído em dezembro/2019.

O desvio será realizado em três etapas:

  • Nesta segunda-feira (29), às 14h, será fechada a agulha para quem está na marginal Norte (sentido Anhanguera) e deseja acessar a pista expressa, na altura do Km 131. O trânsito será mantido tanto na expressa quanto na marginal;
  • Na quinta-feira (2), haverá o desvio da pista expressa para a marginal. A partir desta data, o tráfego sentido Anhanguera ocorrerá somente pela marginal no trecho entre os Km 131 e 134;
  • No dia 14 de maio, será implantado o desvio na pista Sul (sentido Jacareí), no mesmo trecho, com todo o tráfego circulando exclusivamente pela marginal.

Por conta da complexidade do desvio – o mais importante desde o início da Concessão, em 2009 –, a Concessionária tem se reunido desde o início de abril com moradores e responsáveis pelos principais empreendimentos da região, além de órgãos responsáveis pelo transporte público, como Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) e Empresa Metropolitana de Transporte Urbano (EMTU). A intervenção tem aprovação da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp).

Para minimizar os transtornos aos usuários da região e garantir a execução das obras no menor tempo possível, haverá cinco equipes de trabalho, uma específica para cada intervenção, com trabalhos em dois turnos, inclusive à noite.

Tráfego

“A região reúne importantes polos geradores de tráfego e tem um volume médio diário de 125 mil veículos. Por isso, há essa preocupação inicial de comunicação. A divulgação também será feita por meio de panfletos, faixas e uso das redes sociais. A obra irá causar impacto no tempo de percurso dos motoristas, sobretudo em horários de pico, e o tempo de viagem dos ônibus do transporte público também vai aumentar. Por isso, peço antecipadamente desculpas e a compreensão aos usuários, mas esta é uma intervenção indispensável para conclusão das obras de melhoria na rodovia. A partir do final do ano, o usuário vai encontrar condições ainda mais seguras e confortáveis para realizar sua viagem neste trecho da D. Pedro I”, explica o gerente de Comunicação da Rota das Bandeiras, Stephan Campineiro.

O bloqueio na pista expressa é necessário para a demolição das antigas estruturas dos viadutos nos trevos Galleria e Carrefour, além do alargamento e recuperação de outros três viadutos. A Rota das Bandeiras fará o investimento total de R$ 40,3 milhões nestas obras. A previsão da Concessionária é de que, em média, o motorista amplie em 20 minutos o tempo no percurso pela região nos horários de pico (das 7h às 9h e das 16h às 19h). A concessionária irá liberar trechos do acostamento para o tráfego.

Velocidade

“Iniciamos o planejamento para esta intervenção ainda no ano passado. Foram analisadas diversas possibilidades, com estudos de microssimulação do tráfego. Nosso foco primordial é a segurança dos usuários e dos operários. Toda a região receberá sinalização especial, inclusive para o período noturno, e reiteramos a necessidade de respeitar o limite de velocidade no trecho, que será reduzido para 60km/h neste trecho das marginais”, disse o gerente de Engenharia da Concessionária, Silvio Godoy.

Quando concluídos, os novos dispositivos trarão mais segurança e conforto aos usuários, com ampliação das rotas de acesso aos bairros e eliminação dos pontos de lentidão na rodovia. A remodelação dos trevos são obras complementares à construção das marginais da D. Pedro I. A rodovia tem passado por uma transformação nos últimos anos para atender à demanda de tráfego da região.

Trevos

“O novo trevo do Carrefour, no Km 133, será alargado e terá capacidade para veículos de grande porte, facilitando o deslocamento na região do Parque Imperador. Já o trevo Galleria, no Km 131, passará a ter todos os movimentos contemplados, conectando os dois sentidos da rodovia à avenida Carlos Grimaldi, criando uma nova rota à região do Taquaral”, afirmou Godoy.

Os motoristas que desejarem mais informações sobre a obra poderão entrar em contato com a Rota das Bandeiras por meio do telefone 0800-770-8070. A ligação é gratuita e o Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU) funciona 24 horas.

Perguntas e respostas
  • Qual trecho estará em obra?

– A Concessionária fará obras no trecho do Km 131 ao 134 da Rodovia D. Pedro I (SP-065), em Campinas, entre o Galleria Shopping e o entroncamento com a Rodovia Governador Adhemar de Barros (SP-340), a Campinas-Mogi Mirim.

  • Quais são as etapas do bloqueio?

– Segunda-feira (29): às 14h, será fechada a agulha para quem está na marginal norte (sentido Anhanguera) e deseja acessar a pista expressa, na altura do Km 131. O trânsito será mantido tanto na expressa quanto na marginal;

– Dia 2/5, quinta-feira: às 14h, haverá o desvio da pista expressa para a marginal norte. A partir desta data, o tráfego sentido Anhanguera ocorrerá somente pela marginal e pela via local no trecho entre os Km 131 e 134;

– Dia 14/5, terça-feira: será implantado o desvio na pista sul (sentido Jacareí), no mesmo trecho, com todo o tráfego circulando exclusivamente pela marginal.

  • Até quando vai a obra?

– O cronograma da concessionária prevê que as obras sejam concluídas em dezembro/2019, com o restabelecimento do tráfego nas pistas expressas da rodovia.

  • Qual o investimento nas obras?

– O investimento da concessionária na região será de R$ 40,3 milhões.

  • Por que será feito o bloqueio?

– O bloqueio na pista expressa é necessário para a demolição das antigas estruturas dos viadutos nos trevos Galleria e Carrefour e construção de novas estruturas, adequadas ao padrão das novas marginais, além do alargamento e recuperação de outros três viadutos (Trevo Sam´s Club, Passagem inferior da Maria Fumaça e Ponte Anhumas). O trecho tem volume diário médio de 125 mil veículos. Este volume não era mais comportado apenas pelas pistas expressas e, por isso, foram criadas as pistas marginais. A remodelação dos trevos visa eliminar gargalos ainda existentes no tráfego e criar novos acessos ao município.

  • Por que a obra não é feita em etapas?

– A concessionária realizou diversos estudos de tráfego e a opção escolhida é a que causas menos transtornos aos motoristas. Se fosse realizada a demolição de cada viaduto de forma separada, o tempo de obras chegaria a um ano e meio e o impacto relacionado aos congestionamentos seria praticamente o mesmo.

  • Haverá trabalho noturno?

– Serão cinco equipes de trabalho, uma específica para cada intervenção, com trabalhos em dois turnos, inclusive à noite. No pico dos trabalhos, serão 150 operários em atividade.

  • Quanto tempo a mais ficarei no trânsito?

– A previsão da Concessionária é de que, em média, o motorista amplie em 20 minutos o tempo no percurso pela região nos horários de pico (das 7h às 9h e das 16h às 19h). A concessionária irá liberar trechos do acostamento para o tráfego. O tempo de viagem irá variar de acordo com o horário. É natural que, nos primeiros dias de mudança, haja lentidão maior, até que os motoristas se acostumem com as mudanças.

  • Como será o acesso à região do Galleria Shopping?

– O acesso permanecerá sendo realizado pelo trevo no Km 132, na região do Sam’s Club. O dispositivo ficará aberto durante todo o período de obras.

  • E o acesso ao Parque Imperador, como fica?

– A entrada e saída do bairro, via pista sentido Anhanguera da Rodovia D. Pedro I, permanecerá igual. A passagem inferior, sentido Carrefour, terá interdições pontuais, que serão previamente divulgadas. A primeira delas está agendada para junho.

– Como alternativa de trânsito, a Concessionária fará, durante o período de bloqueio da D. Pedro I, a manutenção da Estrada Municipal Francisco João Parissinotto , conhecida como “Estrada do Careca”, que liga o bairro à Campinas-Mogi Mirim.

  • Quais medidas de segurança foram adotadas?

– A velocidade nas vias marginais, no trecho de 3km, será reduzida de 80km/h para 60km/h. Toda a região também recebeu sinalização especial.

  • Há rotas alternativas?

– Motoristas deverão usar o trecho da rodovia somente se forem acessar algum empreendimento da região. Expectativa é que motoristas utilizem grandes vias, como rodovia Heitor Penteado e avenidas Mackenzie e Guilherme Campos, como rotas alternativas.

– Motoristas que vêm de outras cidades, como Paulínia, Hortolândia, Sumaré, Jaguariúna e Valinhos, também poderão utilizar outras rodovias para acessar Campinas, como a Anhanguera e o Tapetão.

  • Haverá mudanças nas linhas de ônibus?

– A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) programou desvio do itinerário nas linhas 300 (Sousas/Terminal Barão Geraldo) e 369 (Parque Imperador), mas os pontos de parada para os usuários permanecerão os mesmos.

– Não haverá mudanças no itinerário das linhas operadas pela Empresa Metropolitana de Transporte Urbano (EMTU), mas oito linhas terão o tempo de percurso alterado em razão das obras:

– 727 – Vinhedo (Terminal Rodoviário) – Campinas (Jd. Campineiro), via Shopping Pq. D. Pedro I.

– 727EX1 – Vinhedo (Terminal Rodoviário) – Campinas ( Shopping Pq. D. Pedro I).

– 652EX2 – Sumaré (Jd. Dall Orto) – Campinas (Shop. Iguatemi).

– 654 – Sumaré (Terminal Rodoviário) – Campinas (Shopping Iguatemi), via Hortolândia.

– 654BI1 – Sumaré (Parque Residencial Ipiranga) – Campinas (Shopping Iguatemi).

– 655 – Sumaré (Terminal Rodoviário ) – Campinas ( Shopping Iguatemi ), via Sumaré (N. Veneza).

– 655DV1 – Sumaré (Terminal Rodoviário) – Campinas (Shopping Iguatemi), via Campinas (ETECAP).

– 655PR1 – Sumaré (Jd. João Paulo II) – Campinas (Shopping Iguatemi).

  • Como ficarão os trevos?

– O antigo Trevo Galleria, no Km 131, permitia o tráfego de veículos somente na saída da Avenida Carlos Grimaldi para a pista norte (sentido Anhanguera) da D. Pedro I. Com a remodelação, todos os movimentos passarão a ser contemplados, conectando os dois sentidos da rodovia à Avenida Carlos Grimaldi, criando uma nova rota à região do Taquaral.

– O Trevo Carrefour, no Km 133, não tinha capacidade de fluxo para veículos de grande porte, como caminhões e ônibus. Com o alargamento do viaduto, o local passará a ter uma faixa por sentido, além de acostamento e calçada para pedestres.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.