Anúncios
Ir para conteúdo

[Polícia]
Três acusados de roubar empresa de transporte são presos

Um dos suspeitos ainda está foragido; 1ª Vara de Justiça de Paulínia determinou a prisão temporária dos quatro

25 abr 2019 – 18h12
Roupas e máscaras usadas pelos ladrões que invadiram empresa no último dia 14 (Foto: Divulgação)
 

Três dos quatro acusados de assaltar uma empresa de transporte de ônibus, no bairro Santa Terezinha 2, no último dia 14, foram presos nesta quinta-feira (25), em Paulínia. Um deles, que seria funcionário da vítima, está foragido.

As prisões ocorreram após o juiz da 1ª Vara de Justiça de Paulínia, Carlos Eduardo Mendes, determinar nesta quarta-feira (24) a prisão temporária dos quatro acusados. Eles chegaram a ser presos no dia do roubo, mas foram liberados após o registro da ocorrência porque a autoridade policial entendeu que não houve flagrante.

A Polícia Civil conseguiu até agora cumprir três mandados de prisão. Mas as investigações continuam e já estaria no encalço do foragido. À tarde, os três detidos foram levados ao 2º Distrito Policial de Campinas, que fica no bairro São Bernardo. Nesta sexta (26), eles devem retornar a Paulínia para novos depoimentos.

O delegado de Paulínia Rodrigo Luís Galazzo poderá agora pedir a prisão preventiva, que não tem prazo para acabar, caso conclua que houve a participação dos investigados no roubo à empresa do bairro Santa Terezinha 2. Caso contrário, os suspeitos serão soltos, já que prisões temporárias duram cinco dias.

Os criminosos chegaram na empresa por volta das 7h e renderam um porteiro, que foi agredido com socos e pontapés e ameaçado de morte repetidas vezes. Um dos envolvidos disse que atearia fogo no corpo do trabalhador, caso houvesse algum tipo de reação.

Testemunhas perceberam a movimentação estranha e acionaram a guarda. O quarteto conseguiu fugir. Durante investigações a Guarda Civil recebeu a informação de que os acusados estavam em um Fox branco. Às 11h40, o veículo foi interceptado na Rua São Bento, na região Central, e os suspeitos levados para a delegacia.

Com os bandidos, foram encontradas máscaras e roupas usadas no crime. O porteiro reconheceu pelo menos um dos participantes e ele estava entre os presos pela Guarda Civil.

Para entrar na empresa, os ladrões arrombaram portas e quebraram objetos pessoais dos funcionários. A Guarda Civil ainda encontrou próximo à empresa uma Van Renault/Master e dois aparelhos de televisão de LED de 50. Um dos suspeitos era funcionário da transportadora e foi demitido por justa causa.

Um representante da empresa agradeceu o empenho da Guarda Civil de Paulínia, da Polícia Civil e disse acreditar que os responsáveis pelo crime serão punidos segundo os rigores da lei.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.