Anúncios
Ir para conteúdo

[Política]
Luiz da Farmácia renuncia e Luciano Ramalho fica com vaga na Câmara

Professor que foi candidato derrotado a vereador, secretário de Educação, assessor parlamentar com a cassação de Dixon e chefe de gabinete no governo interino Loira (DC) volta a ser protagonista da cena política

5 abr 2019 – 18h59
Luiz da Farmácia que renunciou ao cargo e Luciano Ramalho que assumirá a cadeira (Fotos: Divulgação)

Oprofessor Luciano Bento Ramalho (PP) vai voltar a ser protagonista da cena política de Paulínia. Após tentar se eleger vereador em 2016; ser nomeado secretário municipal de Educação em 2017; e, com a cassação do prefeito Dixon Carvalho (PP), virar assessor parlamentar no final de 2018 até o início de 2019; e depois chefe de gabinete de secretário de Segurança no governo interino Loira (DC); agora, assumirá uma cadeira na Câmara Municipal.

Luciano Ramalho irá ocupar a vaga do vereador Luiz da Farmácia (PP), que há pouco mais de dois meses assumiu a cadeira do titular Loira (DC) – o atual prefeito interino de Paulínia. Luiz da Farmácia entrou nesta sexta-feira (5) na Câmara de Paulínia com pedido de renúncia ao cargo de parlamentar, de acordo com ele, de “caráter irrevogável” e de “cunho estritamente pessoal”.

Dixon, Tatiane Castro e Luciano Ramalho experimentam merenda na Emei Carolina (Foto: Divulgação)

O mais novo vereador deve assumir o cargo ainda neste mês: na sessão desta terça-feira (9) ou na reunião seguinte, do dia 23. Luciano Ramalho ficará ao lado do vereador Tiguila Paes (PPS), autor de críticas e denúncias contra a gestão dele na Secretaria Municipal de Educação, como a de suposto superfaturamento na merenda escolar e na compra de ovos de páscoa.

Loira também mandou abrir sindicância para apurar as condutas de Luciano Ramalho no concurso público 01/2018, bem como no processo seletivo simplificado 02/2018, ambos organizados na época em que o agora vereador era secretário de Educação e anulados em março por suspeitas de irregularidades. O prefeito interino autorizou o envio das informações à Promotoria Pública.

Vereador Tiguila Paes (PPS) fez críticas e denúncias contra Luciano Ramalho na Educação (Foto: Divulgação)

Luiz da Farmácia tomou posse na Câmara Municipal na primeira sessão ordinária de 2019, depois que Loira sentou na principal cadeira do Paço Municipal “Palácio Cidade Feliz”. Ele teve 879 votos nas eleições municipais de 2016 e estava em sua segunda passagem pelo Legislativo paulinense. A primeira ocorreu entre outubro e novembro do ano passado.

Luciano Ramalho obteve 715 votos em 2016. Também já teve passagens relâmpagos na Câmara para reforçar a tropa de choque de Dixon no Legislativo e no episódio em que suplentes de quase todos os vereadores foram convocados pela Justiça para sessão que julgaria a cassação de 13 dos 15 titulares por acusação de troca de votos por cargos no Paço. O processo foi arquivado.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.