Ir para conteúdo

[Polícia]
Preso sai para trabalhar e volta a presídio com 23 celulares no estômago

Detento engoliu micro aparelhos de telefonia móvel enquanto estava no serviço externo da detenção, em Campinas; scanner corporal revelou o plano

27 mar 2019 – 15h18
Aparelhos que estavam no estômago de detento que trabalhava fora do presídio (Foto: Polícia Civil)

Um preso que faz trabalho externo da detenção durante o dia engoliu 23 microcelulares e foi flagrado tentando entrar com os aparelhos dentro do estômago no Centro de Progressão Penitenciária “Professor Ataliba Nogueira”, no Complexo Penitenciário Campinas/Hortolândia.

O caso aconteceu na tarde desta terça-feira (26) depois de o detento passar o dia trabalhando fora do presídio em Campinas. Agora, o presidiário deverá perder o benefício de ficar em um centro de progressão para retornar a uma unidade de reclusão sem o direito a realizar serviços externos da cadeia.

O plano do preso de voltar ao Ataliba Nogueira com 23 microcelulares na barriga foi descoberto durante a revista pessoal. O scanner corporal identificou os aparelhos dentro do estômago do detento. O caso foi registrado na Delegacia de Hortolândia. Ele estava no regime semiaberto e prestava serviço à Prefeitura de Campinas.

Segundo a polícia, o homem repassaria os aparelhos a outros companheiros de penitenciária. Diante do flagrante, o detento ainda teria tentado subornar agentes penitenciários oferecendo R$ 10 mil para, mesmo assim, entrar com os aparelhos no Ataliba Nogueira. O preso foi isolado preventivamente e, agora, aguarda a decisão para retornar a cumprir pena em regime fechado.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.