Anúncios
Ir para conteúdo

Servidora Nívia Fonseca deixa a Presidência do Pauliprev

Prefeito interino Loira nomeou Marcos André Breda para comandar o instituto; ele era conselheiro administrativo do órgão

9 fev 2019 – 5h30
Nívia Fonseca (de branco) com membros dos conselhos Administrativo e Fiscal (Foto: Divulgação)

O Instituto de Previdência dos Funcionários Públicos do Município de Paulínia (Pauliprev) trocou de presidente nesta sexta-feira (8). Saiu a servidora pública de carreira Nívia Carla Fonseca e entrou o conselheiro administrativo do órgão Marcos André Breda. Esta é a quarta mudança no comando do Pauliprev desde 2017, quando teve início a gestão do prefeito cassado Dixon Carvalho (PP), sucedida depois pelos interinos Du Cazellato (PSDB) e Loira (DC).

A exoneração de Nívia ocorreu a pedido dela. Segundo o Pauliprev, por razões pessoais não reveladas. A servidora teve sua indicação feita por conselheiros administrativos e fiscais aceita pelo então prefeito interino Du Cazellato no dia 14 de novembro passado. A nomeação da ex-conselheira de Administração do órgão foi comemorada pela categoria e marcou a entrega do comando do instituto por parte da Prefeitura, pela primeira vez em 18 anos de existência, aos próprios servidores municipais.

Breda deverá ficar interinamente no cargo de presidente do Pauliprev até a realização da primeira eleição da história do instituto que definirá os novos conselheiros e o presidente do órgão, prevista para ocorrer em março deste ano. O próximo mandato será de três anos, conforme a Lei Complementar 69/2018, que modificou a forma de composição dos conselhos e da Presidência do Pauliprev. Ela foi sancionada por Du Cazellato. Nívia voltará para seu cargo de origem (escriturária).

O Pauliprev foi criado em 2001 e administra uma carteira de cerca de R$ 1,1 bilhão. De acordo com números apresentados no balancete do mês de agosto de 2018, o instituto pagou uma folha de cerca de R$ 7,3 milhões para 1.452 aposentados, pensionistas, dependentes e funcionários afastados da Prefeitura e da Câmara Municipal. Desde sua fundação, Breda será o 14º presidente da autarquia municipal.

Pressão

Nota atribuída a servidores do Pauliprev – não reconhecida pelo instituto como de autoria de integrantes do órgão –, diz que os concursados do Pauliprev têm feito “esforço grandioso para resgatar a boa reputação do instituto, com aumento dos controles internos, rigor nos lançamentos contábeis e critérios técnicos e legais na concessão de benefícios”. E prossegue: “Essa nova postura, no entanto, não tem agradado parte da comunidade. Ou por que perde vantagens indevidas ou por que deixa de interferir no gerenciamento das políticas públicas da autarquia”.

Para a nota, a saída da presidente Nívia “é resultado de fake news, acusações levianas e intrigas fora de hora”. “Ela preferiu a sanidade de poder encostar a cabeça no travesseiro ao final de uma jornada cansativa e estressante que continuar assistindo a esse massacre da autarquia nas redes sociais. Não há mais espaço para provocações. Há, sim, um incrível movimento interno para resgatar as boas práticas, a governança corporativa, a moralidade e a transparência”, destaca o texto.

Instabilidade

As sucessivas trocas no comando do Pauliprev têm ido a reboque da instabilidade politica em Paulínia. No dia 5 de janeiro de 2017, o advogado José de Freitas Guimarães assumiu a Presidência do órgão e, em 29 de agosto de 2018, deu lugar a Sérgio Henrique Balbino. Ambos indicados por Dixon Carvalho. Quando em novembro Du Cazellato virou prefeito interino ele trocou Balbino por Nívia. Agora, Loira, atual chefe provisório do Executivo, se viu obrigado a mudar o comando e escolheu Breda.

“Nenhuma empresa resiste à tamanha instabilidade política, muito menos um instituto que representa o futuro de todos os servidores de Paulínia”, avalia a carta atribuída a servidores do instituto. “O Pauliprev é dos paulinenses, um patrimônio da sociedade, e precisa ser defendido e preservado de maus gestores, de pseudo-investidores e de operadores de mercado que buscam o jeito fácil de enriquecimento ilícito às custas do desrespeito ao interesse público.”

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.