Anúncios
Ir para conteúdo

Replan volta a operar com sua capacidade máxima

Retomada de 100% da produção ocorreu nesta sexta-feira, segundo a Petrobras, seis meses após a série de explosões seguida de incêndio

25 jan 2019 – 21h40
Imagem aérea de parte do complexo da Refinaria de Paulínia, a Replan (Foto: Divulgação)

Depois de seis meses da série de explosões seguida de incêndio que atingiu a Refinaria de Paulínia, a Replan, a Petrobras informou que conseguiu retomar nesta sexta-feira (25) 100% de sua capacidade nominal de produção com o retorno da operação da unidade de destilação (U-200). Para a estatal, a volta à normalidade ocorreu dentro do prazo previsto.

A Replan é a maior refinaria do País. Tem capacidade para processar 434 mil barris de petróleo por dia e sua produção corresponde a 21% de todo o refino de petróleo no Brasil. “A Petrobras reitera seu compromisso com a segurança de suas operações e instalações, adotando padrões da indústria mundial de petróleo”, destacou a nota emitida no início da noite desta sexta (25).

A Petrobras informou que a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) já havia emitido, no último dia 16 de janeiro, boletim para a desinterdição da unidade de destilação da Replan. Isso porque, de acordo com a estatal brasileira, teria cumprido todas as exigências para garantir a operação segura da planta.

A série de explosões seguida de incêndio aconteceu na madrugada do dia 20 de agosto do ano passado e afetou 50% da produção da Replan. Ninguém se feriu, mas os estrondos e as chamas assustaram a população de Paulínia e de toda a região. Até hoje as causas do acidente não foram reveladas pela Petrobras.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.