Anúncios
Ir para conteúdo

Tribunal Regional Eleitoral manda Loira assumir a Prefeitura

Novo prefeito interino promete tomar posse ao meio-dia desta quarta-feira no Paço Municipal; decisão ainda não é definitiva

22 jan 2019 – 23h38
Loira volta nesta quarta ao Paço após ter sido barrado por Du Cazellato (Foto: Reprodução)

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) determinou na tarde desta terça-feira (22) que Loira (DC) assuma interinamente a Prefeitura de Paulínia até que ocorra eleição suplementar na cidade. O desembargador Fábio Pietro de Souza acatou o pedido de liminar do democrata cristão para que o prefeito provisório Du Cazellato (PSDB) deixe o cargo que assumiu por causa da cassação dos mandados do prefeito Dixon Carvalho (PP) e de seu vice Sandro Caprino (PRB) no final do ano passado por irregularidades nas contas eleitorais de 2016.

A disputa pela cadeira de prefeito provisório de Paulínia começou no último dia 4, quando Loira foi empossado pela Câmara o novo chefe interino do Executivo por ter sido eleito presidente do Legislativo Municipal para o biênio 2019/2020, em dezembro passado, e entender que o tempo de Du Cazellato no cargo acabou justamente no dia 31 de dezembro, assim que encerrou o mandado dele de presidente da Câmara. O tucano resistiu e dias depois a Justiça local negou liminar para Loira assumir imediatamente a função.

O democrata cristão não se contentou, recorreu ao TRE e obteve nesta terça-feira a decisão do desembargador Fábio Pietro de Souza de que os cargos de prefeito e vice-prefeito de Paulínia continuam vagos até a realização de novas eleições: “A Chefia do Poder Executivo, pelo Presidente da Câmara de Vereadores, tem caráter transitório e impessoal. Eleito novo Presidente da Câmara Municipal, altera-se o responsável pelo Governo local”, sentenciou. Essa decisão ainda não é definitiva e cabe recurso por parte de Du Cazellato.

À noite, a assessoria de Loira informou que ele irá nesta quarta (23) ao Paço Municipal assumir o Gabinete do Prefeito ao meio-dia. Mas não revelou se haverá transmissão amigável do cargo. Ressaltou que entre as suas prioridades estão melhorar os serviços da saúde, segurança, educação e mobilidade urbana. “Paulínia precisa de paz e tranquilidade para voltar a crescer. Assumo o cargo de prefeito interino para cumprir a lei e, principalmente, para trabalhar em prol de todos os moradores de nossa cidade”, garantiu.

Du Cazellato foi procurado, mas não respondeu à reportagem até o fechamento desta edição. Nas duas tentativas anteriores de Loira de assumir a cadeira de prefeito interino de Paulínia, o tucano o impediu com o uso da Guarda Civil, inclusive, barrando sua entrada ao prédio central que dá acesso ao Gabinete do Prefeito.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.