Anúncios
Ir para conteúdo

Ecológico deve virar Parque Natural antes de reabrir ao público

Proposta foi apresentada nesta quinta à Prefeitura; ainda não há data para início das obras ou da visitação do público nem custo do projeto

10 jan 2019 – 22h21
Parque Ecológico Armando Müller está fechado ao público desde 2014 (Foto: Divulgação)

Paulínia prepara um projeto para transformar o Parque Ecológico Armando Müller, fechado ao público desde 2014, em um Parque Natural. As mudanças, de acordo com a Prefeitura, irão permitir a reabertura do local à visitação, aumentar as ações de educação ambiental, a compra de novos equipamentos, reforma e manutenção dos recintos e facilitar a captação de recursos junto à iniciativa privada. Ainda estão previstas as construções de borboletário e anfiteatro.

O projeto está na fase inicial e foi apresentado nesta quinta-feira (10) ao prefeito interino Du Cazellato (PSDB), secretários municipais e técnicos da Secretaria de Defesa e Desenvolvimento do Meio Ambiente (Sedemma). A veterinária Wanessa Batista e a bióloga Jeanette Miachir, ambas do Parque Ecológico, são responsáveis pela proposta do Parque Natural. Porém não há data para início das obras ou da reabertura à visitação pública nem os custos foram revelados.

O trabalho de transformação do Parque Ecológico em Natural será realizado pela Sedemma com apoio das secretariais municipais de Obras e Serviços Públicos, Finanças e Negócios Jurídicos. “Tudo é feito com acompanhamento dos órgãos competentes, incluindo Ibama, Ministério Público e Secretaria do Meio Ambiente do Estado”, garantiu o secretário da Sedemma, Jorge Israel. “O foco é reabrir o local para que crianças, jovens e adultos visitem o novo parque.”

Agora, a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos, com o projeto em mãos, realizará levantamento topográfico, mapeamento das nascentes e córregos e atualização da planta baixa do local. O prazo para isso ficar pronto não foi informado. Só depois começará a licitação para contratação de empresa para as obras. A Prefeitura não revelou detalhes de como seria o Parque Natural, quais as atrações previstas ou como os animais do Ecológico farão parte do projeto.

Paralelamente ao trabalho da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos, a Sedemma atuará junto aos órgãos competentes para atender todas as exigências legais do Parque Natural. “As mudanças vão atender os desejos da população, permitir que o local volte a ser ponto turístico do município, gerando renda e emprego, além de garantir aos animais uma vida digna”, afirmou Du Cazellato.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.