Anúncios
Ir para conteúdo

Câmara deve empossar Loira novo prefeito interino nesta sexta-feira

Sessão solene está marcada para as 10h; Du Cazellato despachou normalmente na Prefeitura após a volta do recesso de fim de ano

3 dez 2018 – 18h18
Loira (DC) durante sessão que o elegeu presidente da Câmara Municipal (Foto: Reprodução)

A Câmara de Paulínia fará sessão solene nesta sexta-feira (4) para empossar seu atual presidente, o vereador Loira (DC), o novo prefeito interino de Paulínia. A reunião está marcada para as 10h. Nesta quarta (3), a assessoria do prefeito provisório Du Cazellato (PSDB) garantiu que ele despachou normalmente na Prefeitura no retorno do recesso de final de ano.

A sessão para empossar Loira prefeito interino de Paulínia foi convocada pelo vice-presidente da Câmara, o vereador Zé Coco, do Partido Verde, que tem como presidente da executiva municipal na cidade Jorge Israel Almeida da Silva, nomeado por Du Cazellato, em dezembro passado, secretário municipal de Defesa e Desenvolvimento do Meio Ambiente (Seddema).

O vice-presidente da Câmara, Zé Coco (PV), convocou a sessão solene (Foto: Divulgação)

Se ocorrer de fato a posse de Loira, Zé Coco passará a ser o presidente provisório da Câmara de Paulínia e Du Cazellato reassumirá sua cadeira de vereador na Câmara, mandando novamente o vereador em exercício Marcelo de Souza (PRTB) de volta para a suplência. Em dez anos, de 2009 a 2018, já ocorreram 14 trocas de prefeito em Paulínia. Essa será a 15ª.

A assessoria de imprensa da Câmara de Paulínia não soube informar onde ocorrerá a cerimônia de posse de Loira. Apenas esclareceu que não deverá ser no plenário do Legislativo, onde normalmente acontecem as sessões do Legislativo paulinense. Ela pode ser realizada inclusive no Gabinete da Presidência, longe dos olhos do público, sem transmissão ao vivo via internet.

Du Cazellato (PSDB) assina seu termo de posse na Prefeitura de Paulínia (Foto: Divulgação)

“A transmissão (via internet) ainda não foi confirmada porque depende de empresa terceirizada e estamos aguardando resposta”, esclareceu a assessoria da Câmara. “Também não há nenhuma ordem de restrição de público ou da imprensa (durante a realização da cerimônia).” Mas a limitação de presença poderá ser de caráter físico caso seja feita mesmo no Gabinete da Presidência.

Loira deverá ficar no cargo de prefeito interino de Paulínia até a realização de eleição suplementar na cidade, ainda sem data definida pela Justiça Eleitoral para ocorrer na cidade, já que o prefeito cassado Dixon Carvalho (PP) recorre da decisão de seu afastamento no Supremo Tribunal Eleitoral (STE). O interino Du Cazellato também não se manifestou sobre o fato de deixar o cargo provisório de chefe do Executivo até o fechamento desta edição.

Sandro Caprino (PRB) e Dixon Carvalho (PP) tiveram mandatos cassados (Foto: Divulgação)

A troca de comando na Prefeitura de Paulínia deve ocorrer novamente em 2019, no entendimento do advogado de Loira, Claudio Nava, porque quem deve ocupar o cargo de prefeito interino da cidade é o presidente da Câmara de Vereadores. E no último dia 14, Loira foi eleito pelos vereadores sucessor de Du Cazellato na Presidência da Mesa Diretora do Legislativo.

Em novembro passado, por ser então o presidente da Câmara, Du Cazellato foi empossado prefeito interino de Paulínia, após a Justiça cassar os mandatos do prefeito Dixon e seu vice Sandro Caprino (PRB) por abuso de poder econômico nas eleições municipais de 2016 e declarar vago o cargo de prefeito na cidade. Mas agora ele não facilitará a posse de Loira. Para sua assessoria jurídica, o cargo de prefeito não está mais vago e o tucano deve seguir à frente da Prefeitura até a eleição suplementar.

Vereador em exercício Marcelo de Souza (PRTB) deve voltar à suplência (Foto: Divulgação)
Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.