Anúncios
Ir para conteúdo

Presidiário de saidinha temporária é detido por tentativa de roubo

V.S. simulou estar armado para assaltar comerciante na região central e foi preso pela Guarda Civil; agora, passará o Réveillon na cadeia

29 dez 2019 – 22h30
Guardas civis durante a operação bloqueio no último dia 20 (Foto: Guarda Civil de Paulínia)

Um presidiário beneficiado pela saidinha temporária do Natal e Ano Novo voltou antes do tempo previsto para a cadeia ao ser detido por tentativa de assalto em Paulínia. V.S. foi capturado no final da noite desta quinta-feira (27), na região central da cidade pela Guarda Civil.

V.S., por volta das 22h, fingiu estar armado para assaltar um comerciante na Rua Dr. Silvino de Godoy, no Jardim Itapoan. A vítima se desvencilhou do criminoso e avisou guardas civis que patrulhavam a região central.

V.S. em viatura logo depois de ser detido (Foto: Guarda Civil de Paulínia)

De posse das características do acusado, a equipe Delta, da viatura 100, conseguiu localizar o presidiário ainda na Dr. Silvino de Godoy. Ele foi detido, reconhecido pelo comerciante e levado ao Plantão Policial de Paulínia.

Na delegacia, V.S. acabou autuado em flagrante por tentativa de roubo, mesmo crime que já cumpre pena no sistema carcerário do Estado. Ele até então gozava do direito da saidinha do final de ano para passar as festas do Natal e Ano Novo com a família.

Saidinha

V.S. é um dos cerca de 26 mil detentos que foram liberados no último dia 21 em todo o Estado de São Paulo. Na região, 4 mil deixaram as unidades prisionais do Complexo Presidiário Campinas/Hortolândia, Centro de Ressocialização de Sumaré, Penitenciária Feminina de Campinas e Penitenciária de Piracicaba.

O benefício da saidinha temporária do Natal e Ano Novo é concedido pela Justiça aos detentos que estão no regime semiaberto; completaram um sexto da pena, quando primário, ou um quarto, se reincidente; e apresentam bom comportamento.

Regras

Durante a saidinha, o presidiário não poderá frequentar bares, boates ou locais de reputação duvidosa; dormir fora do endereço indicado; deixar a cidade de destino mencionada à Justiça; e circular pela rua no período entre 22h e 7h.

Quem for flagrado descumprindo as regras será detido imediatamente e voltará mais cedo para a unidade prisional. O beneficiado pela saidinha deverá retornar ao presídio que cumpre pena até as 16h do próximo dia 3 de janeiro de 2019.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.