Ir para conteúdo

Duas Unidades Básicas de Saúde vão abrir no recesso de final de ano

Postinhos do São José e do Centro irão funcionar das 8h às 17h para serviços de enfermagem e entrega de medicação

12 dez 2018 – 17h55
Vista geral da Unidade Básica de Saúde do bairro São José, em Paulínia (Foto: Divulgação)

As Unidades Básicas de Saúde do São José e do Centro vão ficar abertas durante os sete dias de recesso administrativo para as festividades de Natal e Ano Novo nas repartições públicas da Prefeitura de Paulínia. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (12) pela Secretaria Municipal de Saúde.

    O recesso administrativo de final de ano na Prefeitura de Paulínia começa a partir deste dia 21 de dezembro, quando serão suspensos os serviços considerados não essenciais à população, como escolas, creches e postinhos de saúde. Eles voltarão a ser oferecidos a partir do dia 3 de janeiro de 2019.

    A diferença neste ano, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, é que as UBSs do São José e do Centro irão funcionar das 8h às 17h para serviços de enfermagem e entrega de medicação. A ideia é evitar a sobrecarga do pronto-socorro do Hospital Municipal de Paulínia “Vereador Antônio Orlando Navarro”.

    “No ano passado todas as unidades básicas ficaram fechadas neste período e nos organizamos para manter dois postos abertos”, disse o prefeito interino Du Cazellato (PSDB). “Assim quem mora na região do João Aranha e São José não precisará se deslocar até o Centro para ser atendido. Quem necessitar do pronto-socorro também não enfrentará grandes filas.”

Reformas

    A Secretaria Municipal de Saúde começou a mapear os prédios da área que precisam ser reformados. O Centro de Distribuição de Remédios, UBS do Jardim Planalto, Farmácia de Alto Custo e Centro de Geriatria serão os primeiros a serem analisados. Após as avaliações, será feito os processos licitatórios. Não há data para início das obras.

Remédios

    A Secretaria Municipal de Saúde também informou que nos últimos 40 dias fez dois pregões para reabastecimento das farmácias municipais. As empresas vencedoras já teriam, inclusive, recebido as autorizações de fornecimento dos remédios oncológicos, para que os pacientes que necessitam não fiquem sem seus medicamentos.

    “Estamos trabalhando para normatizar o estoque da rede municipal de Saúde”, disse Du Cazellato. “Não vamos poupar esforços para atender as necessidades dos paulinenses, pois sabemos que o momento é difícil para todos. Porém, como prefeito, tenho o dever de fazer o melhor para Paulínia.” Não foi dado prazo para normalização do estoque de remédios.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.