Ir para conteúdo

Pauliprev ficará nas mãos dos funcionários públicos

Trabalhadores elegerão a maioria dos conselheiros e o presidente do instituto de previdência dos servidores municipais de Paulínia

13 nov 2018 – 12h38
Reunião da Pauliprev realizada em maio deste ano no plenarinho da Câmara de Paulínia (Foto: Divulgação)

Pela primeira vez em 18 anos de existência, o Instituto de Previdência dos Funcionários Públicos de Paulínia (Pauliprev) irá ficar nas mãos dos funcionários de carreira e aposentados do município. O anúncio foi feito pelo prefeito interino Du Cazellato (PSDB) em reunião realizada em seu gabinete no final da tarde desta segunda-feira (12), com a presença dos membros dos conselhos Fiscal e Administrativo do órgão que cuida dos interesses do funcionalismo público.

nnPela decisão de Du Cazellato, os servidores públicos municipais escolherão a partir de agora a maioria dos conselheiros do Pauliprev. De acordo com a nova determinação do prefeito interino, também o presidente do Conselho Deliberativo passará a ser eleito pelos próprios membros do conselho e não mais pela indicação do chefe do Executivo.

nnO Pauliprev foi criado em 2001 e administra uma carteira de R$ 1,1 bilhão. De acordo com números do balancete do mês de agosto, o instituto pagou uma folha de cerca de R$ 7,3 milhões para 1.452 aposentados, pensionistas, dependentes e funcionários afastados da Prefeitura e da Câmara Municipal.

nnPara a presidente do Conselho Fiscal, Ligian Kalvon, essa conquista vem premiar uma luta de 18 anos. “O novo prefeito nos deu em apenas três dias na administração de nossa cidade uma reivindicação que toda categoria sempre sonhou”, falou. “Essa alteração já deveria ter sido feita há muito tempo, desde a criação do instituto. Sempre que analisava a sua composição, tinha em mente que os servidores, sim, deveriam ter o controle”, disse Du Cazellato.

nnNa avaliação da conselheira Sandra Ariadne, esse anúncio foi “uma grande surpresa e, ao mesmo tempo, a melhor coisa que o prefeito poderia fazer pelos servidores”, ressaltou. “Sou nascida e criada em Paulínia. Nos últimos 14 anos, luto e sonho com isso.”

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.