Anúncios
Ir para conteúdo

Antiga sede do CCZ é invadida pela quinta vez em dois meses

Criminosos depredaram um dos prédios do órgão na Vila Bressani e levaram embora máquina de triturar capim

5 nov 2018 – 17h15
Fechadura de porta foi arrombada para que criminosos invadissem e furtassem o local (Foto: Divulgação)

Pela quinta vez em apenas dois meses, a antiga sede do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Paulínia foi invadida, depredada e teve objetos levados embora por bandidos, na Vila Bressani. O crime mais recente aconteceu durante este feriado do Dia de Finados, celebrado no último dia 2. Ninguém acabou preso.

nnA invasão da antiga sede do CCZ, onde funcionarão as futuras instalações do Centro de Saúde Animal de Paulínia, foi descoberta neste domingo (4). Um funcionário foi tratar de animais que ainda permanecem no local, encontrou um dos prédios arrombado e verificou que uma máquina de triturar capim havia sumido.

nnSegundo a própria Vigilância em Saúde, órgão responsável pelas instalações até a retirada definitiva dos últimos animais da área e da transferência de posse da sede à Secretaria de Defesa e Desenvolvimento do Meio Ambiente, essa é a quinta vez em 60 dias que criminosos invadem e roubam objetos do lugar, na Rua dos Estados.

nnCasos de vandalismo e de furtos em prédios públicos de Paulínia têm sido recorrentes aos finais de semana, principalmente, quando há um feriado com o prolongamento da suspensão dos serviços públicos considerados não essenciais à população, como nas piscinas da região central, em escolas da rede municipal de ensino e até no parque ecológico.

nnA Prefeitura informou que a Secretaria Municipal de Segurança já faz todo trabalho com o objetivo de preservar o patrimônio público. “No entanto, os atos de vandalismo e tentativas de roubos viraram uma constante em praticamente todas as cidades da Região Metropolitana de Campinas e do Estado de São Paulo. Mesmo assim, a Secretaria de Segurança pretende reforçar o trabalho de vigilância aos finais de semana e feriados prolongados.”

nnO governo municipal não esclareceu se pretende colocar câmeras de vigilância nos prédios públicos ou destacar vigilantes nos locais mais visados pelos criminosos para evitar que continuem sendo invadidos, depredados e roubados, causando prejuízos ao dinheiro dos contribuintes. Ela pediu o apoio da população para que, caso seja notada qualquer movimentação estranha durante os fins de semana, comunique a Guarda Municipal através do telefone (19) 3874-3646.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.