Anúncios
Ir para conteúdo

Cerca de 15 mil eleitores abrem mão de votar em Paulínia

Saiba quais os candidatos que os paulinenses escolheram nas eleições gerais de 2018 neste domingo

8 out 2018 – 13h04
Urna eletrônica utilizada durante as eleições gerais de 2018, realizadas em todo o País (Foto: Divulgação)

Quase 15 mil paulinenses abriram mão de votar no primeiro turno das eleições 2018, realizadas em todo o Brasil, neste domingo (7). Dos 73.151 eleitores da cidade aptos a escolherem seus candidatos a deputados federal e estadual, dois senadores, a governador e presidente da República, 14.975 (20,47%) faltaram às urnas. Nas eleições municipais de 2016, o índice de abstenção foi de 15,22%.

nnO deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) foi campeão de votos em Paulínia na eleição para a Câmara Federal. O filho do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) obteve 6.606 votos na cidade, seguido pela companheira de partido Joice Hasselmann, com 3.290, e pelo candidato local Bepe Pantera (DC) – 2.715.

Veja o top 10 da Câmara Federal em Paulínia
  • Eduardo Bolsonaro (PSL) – 6.606 votos – reeleito.
  • Joice Hasselmann (PSL) – 3.290 – eleita.
  • Bepe Pantera (DC) – 2.715 – não eleito.
  • Celso Russomanno (PRB) – 1.743 – reeleito.
  • Carlos Sampaio (PSDB) – 1.512 – reeleito.
  • Kim Kataguiri (DEM) 1.298 – eleito.
  • Roberto Alves ((PRB) – 1.276 – reeleito.
  • Tiririca (PR) – 1.241 – reeleito.
  • Alex Manente (PPS) – 974 – reeleito.
  • Ana Perugini (PT) – 855  – não eleita.

nnNa disputa por uma cadeira na Assembleia Legislativa de São Paulo quem mais ganhou voto dos paulinenses foi Janaina Paschoal (PSL), com 6.808 votos; seguida pelos candidatos locais Marcelo D2 (PROS), 2.789, e Sanzio Rodrigues (MDB), 1.454.

Conheça os 10 mais votados em Paulínia para a Assembleia Legislativa
  • Janaina Paschoal (PSL) – 6.808 votos – eleita.
  • Marcelo D2 (PROS) – 2.789 – não eleito.
  • Sanzio Rodrigues (MDB) – 1.454 – não eleito.
  • Arthur Mamãe Falei (DEM) – 1.447 – eleito.
  • Dalben (PR) – 1.368 – eleito.
  • Gilmaci Santos (PRB) – 1.291 – eleito.
  • Rafal Zilbaldi (PSB) – 823 – eleito.
  • Gil Diniz (PSL) – 809 – eleito.
  • Célia Leão (PSDB) – 763 – não eleita.
  • Miriam Antunes (NOVO) – 754 – não eleita.

nnNa briga pelo Senado, os paulineses descarregaram os votos no Major Olímpio (PSL), 24.220, e em Mara Gabrielli (PSDB), 12.451, ambos eleitos no Estado. Ficaram de fora Eduardo Suplicy (PT), 9.633; Maurren Maggi, 8.229; e Diogo Luz (NOVO), 5.928.

Saiba quais foram os 10 mais votados pelos paulineses para o Senado
  • Major Olímpio (PSL) – 24.220 votos – eleito.
  • Mara Gabrilli (PSDB) – 12.451 – eleita.
  • Eduardo Suplicy (PT) – 9.633.
  • Maurren Maggi (PSB) – 8.229.
  • Tripoli (PSDB) – 5.435.
  • Jilmar Matos (PT) – 4.123.
  • Mario Covas Neto (PODEMOS) – 3.038.
  • Cidinha (MDB) – 1.533.
  • Professora Silvia Ferraro (PSOL) – 1.523.
  • Educador Daniel Cara (PSOL) – 918.

nnPara governador, João Dória (PSDB) foi o mais votado em Paulínia, 15.998 votos (34,94%). Em segundo lugar ficou Paulo Skaf (MDB), 8.978 (19,62%). Márcio França (PSB) recebeu a escolha de 6.797 (14,85%) e, pela vontade da maioria dos paulinenses, não estaria no segundo turno da disputa ao Palácio dos Bandeirantes.

Confira como votou Paulínia para governador
  • João Dória (PSDB) – 15.998 votos – 2º turno.
  • Paulo Skaf (MDB) – 8.978.
  • Márcio França (PSB) – 6.797 – 2º turno.
  • Luiz Marinho (PT) – 5.359.
  • Major Costa e Silva (DC) – 3.087.
  • Rogério Chequer (NOVO) – 2.095.
  • Rodrigo Tavares (PRTB) – 1.939.
  • Professora Lisete (PSOL) – 1.407.
  • Professor Cláudio Fernando (PMN) – 75.
  • Toninho Ferreira (PSTU) – 34.
  • Marcelo Cândido (PDT) – TSE considera os votos anulados porque a candidatura tem pendências ainda não julgadas.
  • Lilian Miranda (PCO) – TSE considera os votos anulados porque a candidatura tem pendências ainda não julgadas.

nnNa escolha para presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL) venceria no primeiro turno se dependesse apenas da escolha dos paulinenses: ele recebeu 31.771 votos (59,24%) contra 7.749 (14,45%) de Fernando Haddad (PT). Em terceiro lugar ficou Ciro Gomes (PDT), 6.495 (12,11%). João Amoêdo (NOVO) terminou na frente do ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB).

Confira a votação para presidente da República em Paulínia
  • Jair Bolsonaro (PSL) – 31.771 votos – 2º turno.
  • Fernando Haddad (PT) – 7.449 – 2º turno.
  • Ciro Gomes (PDT) – 6.495.
  • João Amoêdo (NOVO) – 2.622.
  • Geraldo Alckmin (PSDB) – 2.384.
  • Cabo Daciolo (PATRIOTAS) – 670.
  • Marina Silva (REDE) – 617.
  • Henrique Meirelles (MDB) – 484.
  • Álvaro Dias (PODEMOS) – 374.
  • Gulherme Boulos (PSOL) – 364.
  • Eymael (DC) – 62.
  • Vera (PSTU) – 19.
  • João Goulart Filho (PPL) – 16.

nnNas eleições de 2018, nove candidatos concorreram por Paulínia a cargos na Câmara Federal e na Assembleia Legislativa de São Paulo. Nenhum deles conseguiu se eleger e entrar para a história como o primeiro representante da cidade nos legislativos estadual ou federal. Veja abaixo a votação geral de cada um deles:

Câmara Federal
  • Bepe Pantera (PDC) – 3.323.
  • Edna Della Nina (PT) – 1.931.
  • Professor William (PPL) – 413.
  • Sonia Neves (PRTB) – 306.
Assembleia Legislativa de São Paulo
  • Marcelo Ferraz D2 (PROS) – 4.277.
  • Miriam Antunes (Novo) – 4.231.
  • Sanzio Rodrigues (MDB) – 1.911.
  • Dr. Marcelo Amici Jorge (PRP) – 487.
  • Valdireny de Mira da Silva (PHS) – 457
Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.